Período Simples e Composto por Coordenação e Subordinação

Categoria: Resumos | Disciplina: Português | Visitas: 2.660

Antes de falarmos sobre período simples e composto, precisamos relembrar alguns conceitos:

Frase: mensagem com sentido, podendo ter apenas uma palavra - Silêncio!;

Oração: enunciado que exprime uma ação - Andem depressa!;

Período: frase com uma ou mais orações. Veja as diferenças entre os períodos:

Período Simples: também chamado de oração absoluta, contém apenas uma oração:

  • O tempo é o senhor da razão.

Período Composto: contém a partir de duas orações:

  • Hoje eu trabalhei, estudei e malhei.
  • Falei seus pecados a todos para saberem quem você é.

O período composto pode ser coordenação, subordinação e por coordenação. Este período também pode ser composto por coordenação e subordinação simultaneamente. Confira as diferenças entre os períodos compostos.

Período composto por coordenação

Constituído a partir de duas orações, cuja relação é apenas em relação ao sentido.

  • Andem depressa e entrem pela esquerda.
  • Ela denunciou mas ele negou a versão.

Os períodos compostos por coordenação podem ser assindéticas e sindéticas.

Oração coordenada assindética

Livre de conjunções e costumeiramente separada por vírgulas.

  • Cheguei, tomei banho, fui dormir.

Oração coordenada sindética

É introduzida por conjunções.

  • Ele estuda demasiadamente mas não tem bom rendimento.

As orações coordenadas sindéticas podem ser:

  • Aditivas: transmitem ideia de soma – Ele não veio nem deu satisfações.
  • Conjunções principais: mas também, e, nem.
  • Adversativas: fazem oposição a primeira mensagem – Tomou o medicamento mas não melhorou
  • Conjunções principais: mas, contudo, porém, todavia, no entanto, entretanto.
  • Alternativas: ideia de escolha, alternância ou exclusão – Ora estuda ora viaja. / Ou frequenta às aulas ou perderá a bolsa.
  • Conjunções principais: ou, ora...ora, ou...ou, já..já, quer..quer, seja..seja.
  • Conclusivas: dão uma conclusão – Ela não estudou, logo não foi aprovada.
  • Conjunções principais: logo, portanto, então e pois (após verbo).
  • Explicativas: explicam ou justificam a oração anterior – O ponto está cheio pois o ônibus está demorando.
  • Conjunções principais: porque, que e pois (antes do verbo)

Período composto por subordinação

Formado por uma oração principal e uma ou mais orações subordinadas, dependente a primeira. Os períodos compostos por subordinação podem ser:

Orações Subordinadas Substantivas

Subjetivas: sujeito do verbo da oração principal.

  • Foi declarado / que Maria será a nova redatora-chefe.

Objetiva Direta: objeto direto do verbo da oração principal.

  • Ela acredita / que sua irmã é inocente.

Objetiva Indireta: objeto indireto do verbo da oração principal.

  • Eu preciso / que todos entregue os relatórios em 10 dias.

Predicativas: exercem papel de predicativo do sujeito.

  • O importante / é que você voltou - oração subordinada substantiva predicativo

Completivas Nominais: função de complemento nominal do substantivo, ou de adjetivo da oração principal.

  • Sou favorável / a ideia de jantarmos fora.

Apositivas: têm função de aposto.

  • Só desejo uma coisa / que tenha muita saúde.

Orações Subordinadas Adjetivas

Exerce papel de adjetivo de um termo na oração principal. Sua introdução é pelos pronomes que (e flexões), cujo, onde e quem. As orações subordinadas adjetivas podem ser:

Restritivas: determinam o sentido da oração principal. Geralmente, não estão entre vírgulas.

  • Há músicas / que me emocionam.

Explicativas: trazem informações acessórias a oração principal. Elas não comprometem o sentido caso retiradas e são separadas por vírgulas.

  • O homem / que são seres racionais / cometem atos insanos.

Orações subordinadas adverbiais

Exercem função de advérbio do verbo da oração principal. Podem ser:

Causais: expressam causa e motivo

  • Chegou cansada / visto que seu trabalho fora difícil.

Principais Conectivos: que, porque, já, visto que, pois e como nas orações antes da principal.

Consecutivas: definem consequência

  • Ela era tão bonita / que ganhou o concurso.

Principais Conectivos: que antes de tão, tal, tanto e tamanho.

Condicionais: expressam condição

  • Caso chova / não irei à festa.

Principais Conectivos : se, sem que (=se não), caso, desde que, contanto que.

Concessivas: demonstram concessão e contrariedade.

  • Embora tenha estudado / não foi aprovado.

Principais Conectivos: ainda que, embora, se bem que, mesmo que, conquanto

Conformativas: demonstram conformidade.

  • O depósito foi feito / conforme combinado. 

Principais Conectivos : como, conforme, segundo, consoante

Comparativas: fazem comparação.

  • Sou tão capaz / como qualquer outra pessoa.

Principais Conectivos : que, como, do que, que nem, feito.

Finais: expressam finalidade.

  • Chamei-o / para que resolvesse a situação.

Principais Conectivos : a fim de que, para que.

Proporcionais: expressam proporção

  • Quanto mais se explicava / mais mentia

Principais Conectivos: à medida que, à proporção que, quanto mais...tanto mais, quanto menos...tanto mesmo.

Temporais: dão ideia de tempo

  • Telefone / quando puder.

Principais Conectivos: enquanto, logo que, quando, antes que, desde que, depois que. 



Comentar Resumo

Para comentar este resumo é preciso Entrar ou Cadastrar-se. É simples e rápido!