Sujeito indeterminado, oculto ou desinencial

Categoria: Resumos | Disciplina: Português | Visitas: 31.778

Muitos concurseiros podem confundir sujeito oculto ou desinencial com sujeito indeterminado, embora às vezes pareçam a mesma coisa, porém em alguns casos pode existir situações bem diferentes.

Vejamos agora essas diferenças nesses tipos de sujeito:

Sujeito indeterminado:

Sujeito indeterminado é aquele que, mesmo existindo, o leitor (ou ouvinte) não consegue identificar com clareza. A oração com sujeito indeterminado apresenta o verbo sempre na 3a pessoa do plural.

Exemplo: Ontem me contaram uma fofoca interessantíssima. (Quem contou? O leitor [ou ouvinte] não consegue determinar.)

Sujeito oculto / desinencial:

Sujeito oculto ou desinencial é aquele que não aparece representado por palavras (s) na oração, mas pode ser identificado pela desinência (terminação) do verbo ou pelo contexto.

Exemplo 1. Durante a reunião, discutimos as propostas de mudanças no programa. (discutimos associa-se a nós (que é o sujeito oculto/desinencial))

Exemplo 2. Os computadores são máquinas maravilhosas, por isso encantam os jovens.

  • Na 1a oração: sujeito simples (“os computadores”).
  • Na 2a oração: sujeito oculto / desinencial (“os computadores”, que não está escrito na 2a oração).

Exercício de sujeito com gabarito

  • Compartilhar >>
  • ícone facebook
  • ícone google plus
  • ícone twitter

Resumos Português

Resumo Comentários:

Nínguem comentou ainda esse resumo. Seja o primeiro!

Comente o Resumo!

Para comentar este resumo é preciso Entrar ou Cadastrar-se. É grátis!