Simulado Especial INSS - 11 questões de Direito Previdenciário

Categoria: Simulados | Questões: 11 | Disciplina: Direito Previdenciário | Cargo: Técnico Previdenciário | Órgão: INSS

  • 6.467 Resolveram
  • 43% acertos
  • 18 Gabaritaram
294 Ótimo
2.129 Bom
2.948 Ruim
1.096 Péssimo

Para corrigir este simulado é preciso Entrar ou Cadastrar-se. É grátis!

  • Questão 1.   Nível Médio - Banca desconhecida
  • Se houver necessidade de assistência permanente de outra pessoa ao aposentado por invalidez, este:
  • a) terá direito a um acréscimo de 25% (vinte e cinco por cento) sobre o valor da aposentadoria por invalidez, ainda que esta tenha atingido o limite máximo legal;

    b) terá direito a um acréscimo de 25% (vinte e cinco por cento) sobre o valor da aposentadoria por invalidez, limitado, porém, ao teto máximo legal do benefício;

    c) não terá direito a qualquer acréscimo sobre o valor do benefício;

    d) terá direito, além da aposentadoria por invalidez, a um abono anual;

    e) terá direito, além da aposentadoria por invalidez, a um abono trimestral.

  • Questão 2.   Nível Médio - Banca desconhecida
  • Com relação ao regime previdenciário do servidor estatutário, assinale a opção correta.
  • a) Os critérios de cálculo de alíquota de contribuição à previdência oficial relativos a equilíbrio financeiro e atuarial não devem ser necessariamente estabelecidos por lei em sentido formal.

    b) Desde que haja previsão na constituição estadual, admite-se a concessão de aposentadoria pelo regime próprio de previdência aos tabeliães e oficiais de registros públicos.

    c) Não se reconhece a prescrição do fundo de direito nas ações que visem rever ato de aposentadoria para inclusão de tempo de serviço insalubre, ainda que decorridos mais de cinco anos entre o ato de concessão e o ajuizamento da ação.

    d) A cassação de aposentadoria constitui ato complexo de efeitos concretos, que se renova mês a mês; no entanto, o prazo decadencial para a impetração de mandado de segurança, nessas hipóteses, há de ser contado a partir da ciência do ato que consume a cassação, e não da suspensão do primeiro pagamento do benefício.

    e) O rol das doenças graves que autorizam a aposentadoria por invalidez do servidor com proventos integrais é meramente exemplificativo, não se exigindo que a doença esteja especificada em lei.

  • Questão 3.   Nível Médio - Banca desconhecida
  • A respeito da renda mensal dos benefícios do RGPS, assinale a opção correta.
  • a) o segurado trabalhador avulso que tenha cumprido todas as condições para a concessão do benefício pleiteado, mas não possa comprovar o valor dos seus salários de contribuição no período básico de cálculo, será concedido o benefício de valor mínimo, devendo esta renda ser recalculada quando da apresentação de prova dos salários de contribuição.

    b) No cálculo do valor da renda mensal do benefício, com exceção do decorrente de acidente do trabalho, serão computados, para o segurado empregado e empregado doméstico, os salários de contribuição referentes aos meses de contribuições devidas, ainda que não recolhidas pelo empregador, sem prejuízo da respectiva cobrança e da aplicação das penalidades cabíveis.

    c) A CF, em dispositivo dotado de autoaplicabilidade, inovou no ordenamento jurídico ao assegurar, para os benefícios concedidos após a sua vigência, a correção monetária de todos os salários de contribuição considerados no cálculo da renda mensal inicial.

    d) É devida a inclusão de expurgos inflacionários na correção monetária dos salários de contribuição, quando do cômputo da renda mensal inicial dos benefícios de prestação continuada concedidos pela previdência social após a promulgação da CF.

    e) É devido abono anual ao segurado que, durante o ano, tenha recebido auxílio-doença, auxílio-acidente ou aposentadoria, pensão por morte, auxílio-reclusão ou salário-família, devendo o abono ser calculado pela média dos proventos pagos durante o ano ao segurado.

  • Questão 4.   Nível Médio - Banca desconhecida
  • Assinale a opção correta com referência ao financiamento da seguridade social
  • a) Aplica-se à tributação da pessoa jurídica, para as contribuições destinadas ao custeio da seguridade social, calculadas com base na remuneração, o regime de competência, de forma que o tributo incide no momento em que surge a obrigação legal de pagamento, não importando se este vai ocorrer em oportunidade posterior.

    b) A CF autoriza a utilização dos recursos provenientes das contribuições sociais incidentes sobre a folha de salários e demais rendimentos dos segurados para custear as despesas com pessoal e administração geral do Instituto Nacional do Seguro Social.

    c) Para fins de cálculo do salário de contribuição do segurado empregado, não se admite fracionamento, razão pela qual, quando a admissão, a dispensa, o afastamento ou a falta do segurado empregado ocorrer no curso do mês, o salário-de- contribuição será calculado considerando-se o número total de dias do mês.

    d) Conforme previsão constitucional, nenhum benefício ou serviço da seguridade social ou de previdência privada poderá ser criado, majorado ou estendido sem a correspondente fonte de custeio total.

    e) Integram a produção, para os efeitos de contribuição do empregador rural pessoa física, os produtos de origem vegetal submetidos a processos de beneficiamento ou industrialização rudimentar, excetuando-se os processos de lavagem, limpeza, descaroçamento, pilagem, descascamento, lenhamento, pasteurização, resfriamento, secagem, fermentação, embalagem, cristalização e fundição.

  • Questão 5.   Nível Médio - Banca desconhecida
  • A respeito da pensão por morte e do auxílio-acidente no âmbito do RGPS, assinale a opção correta.
  • a) Para concessão de auxílio-acidente fundamentado na redução da capacidade laboral pela perda de audição, não é necessário que a sequela decorra da atividade exercida nem que acarrete redução da capacidade para o trabalho habitualmente exercido.

    b) Para fins de recebimento de pensão por morte, o menor sob guarda equipara-se ao filho do segurado falecido, sendo considerado seu dependente, sem que haja necessidade de comprovação da dependência econômica.

    c) O entendimento de que a existência de impedimento para o matrimônio, por parte de um dos pretensos companheiros, embaraça a constituição da união estável não se aplica para fins previdenciários de percepção de pensão por morte.

    d) A perda da qualidade de segurado impede a concessão do benefício de pensão por morte, ainda que o de cujus, antes de seu falecimento, tenha preenchido os requisitos para a obtenção de qualquer aposentadoria.

    e) Na ausência de requerimento administrativo e prévia concessão do auxílio-doença, o termo inicial do auxílio-acidente pleiteado judicialmente deve ser fixado na citação.

  • Questão 6.   Nível Médio - Banca desconhecida
  • Integra o salário de contribuição:
  • a) o salário-maternidade;

    b) a parcela "in natura" concedida pelo empregador de acordo com os programas de alimentação aprovados pelo órgão competente, segundo as normas de regência;

    c) a importância recebida pelo empregado a título de abono de férias;

    d) o valor recebido em decorrência da cessão de direitos autorais;

    e) a importância recebida pelo empregado a título da indenização pela rescisão antecipada do contrato a termo de que trata o art. 479 da CLT.

  • Questão 7.   Nível Médio - Banca desconhecida
  • Independe de carência a concessão da seguinte prestação:
  • a) auxílio-doença, em qualquer hipótese;

    b) aposentadoria por idade;

    c) pensão por morte;

    d) salário maternidade para a contribuinte individual;

    e) aposentadoria por invalidez, em qualquer hipótese.

  • Questão 8.   Nível Médio - Banca desconhecida
  • A respeito da aposentadoria especial, assinale a alternativa CORRETA:
  • a) a aposentadoria especial será devida ao segurado a partir do desligamento do emprego, independentemente da data do requerimento;

    b) o valor da renda mensal corresponderá a 100% (cem por cento) do salário- de-benefício, não podendo ser inferior ao salário mínimo, nem superior ao limite máximo do salário-de-contribuição;

    c) a concessão da aposentadoria especial depende de prova de trabalho em condições especiais que prejudiquem a saúde e a integridade física, ainda que ocasionais e intermitentes;

    d) o tempo de trabalho exercido em condições especiais não poderá ser somado ao tempo de trabalho exercido em atividade comum;

    e) a aposentadoria especial será devida ao segurado que tiver trabalhado sujeito a condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física, durante 35 (trinta e cinco) anos.

  • Questão 9.   Nível Médio - Banca desconhecida
  • Em relação à retenção e recolhimento da contribuição previdenciária incidente sobre serviços prestados mediante cessão de mão de obra, é correto afirmar que
  • a) Será cobrada aplicando-se a alíquota de 8% sobre o valor bruto da nota fiscal, da fatura ou do recibo de prestação de serviço.

    b) O valor retido poderá ser compensado pela empresa contratada quando do recolhimento de sua contribuição patronal ao INSS, incidente sobre sua folha de pagamento.

    c) As empresas que prestam serviços de vigilância e segurança não estão sujeitas a essa retenção, por disposição expressa da Lei no 8.212/1991.

    d) Os administradores de autarquias e fundações públicas, criadas ou mantidas pelo Poder Público, de empresas públicas e de sociedades de economia mista tornam-se solidariamente responsáveis pelo pagamento da contribuição, se verificada mora superior a trinta dias.

    e) Na impossibilidade de a empresa efetuar a compensação da importância retida sobre o valor de seus serviços, ela poderá utilizar o saldo remanescente para compensação com outros tributos federais, na forma do regulamento.

  • Questão 10.   Nível Médio - Banca desconhecida
  • Considerando a contagem recíproca de tempo de serviço, é correto afirmar:
  • a) O tempo de contribuição ou de serviço será contado de acordo com a legislação pertinente, considerando entre outras normas, a admissão da contagem em dobro, em situações especiais.

    b) A aposentadoria por tempo de serviço, com contagem de tempo, será concedida ao segurado do sexo feminino a partir de 30 (trinta) anos completos de serviço, e, ao segurado do sexo masculino, a partir de 25 (vinte e cinco) anos completos de serviço, ressalvadas as hipóteses de redução previstas em lei.

    c) Quando a soma dos tempos de serviço ultrapassar 25 (vinte e cinco) anos, se do sexo feminino, e 30 (trinta) anos, se do sexo masculino, o excesso não será considerado para qualquer efeito.

    d) O benefício resultante de contagem de tempo de serviço será concedido e pago pelo sistema a que o interessado estiver vinculado ao requerê-lo, e calculado na forma da legislação anterior, considerando o direito adquirido do beneficiário.

    e) Para efeito dos benefícios previstos no Regime Geral de Previdência Social ou no serviço público é assegurada a contagem recíproca do tempo de contribuição na atividade privada, rural e urbana, e do tempo de contribuição ou de serviço na administração pública, hipótese em que os diferentes sistemas de previdência social se compensarão financeiramente.

  • Questão 11.   Nível Médio - Banca desconhecida
  • Em relação ao auxílio-acidente, é correto afirmar:
  • a) O auxílio-acidente será devido a partir do dia seguinte ao da cessação do auxílio-doença, independentemente de qualquer remuneração ou rendimento auferido pelo acidentado, permitida sua acumulação com qualquer aposentadoria.

    b) O auxílio-acidente mensal corresponderá a cinquenta por cento do salário-de-contribuição e será devido até a véspera do início de qualquer aposentadoria ou até a data do óbito do segurado.

    c) O auxílio-acidente será concedido, como indenização, ao segurado quando, após a consolidação das lesões decorrentes de acidente de qualquer natureza, resultarem sequelas que impliquem redução da capacidade para o trabalho que habitualmente exercia.

    d) O recebimento de salário ou concessão de qualquer outro benefício, não prejudicará a continuidade do recebimento do auxílio-acidente.

    e) A perda da audição somente proporcionará a concessão do auxílio-acidente, quando, além do reconhecimento de causalidade entre o trabalho e a doença, resultar, comprovadamente, na perda da capacidade para o trabalho que habitualmente exercia.

Simulados relacionados

Comentar simulado:

  • 47. luciano29 comentou em 20/08/2014 às 22:16:03
  • a 2 deveria ser anulada, acertei 10.

  • 46. renean comentou em 20/07/2014 às 00:33:19
  • a questao um esta errada segundo a constituiçao é limitado ao teto maximo

  • 45. araujoadriana comentou em 23/07/2013 às 17:00:03
  • Esse simulado é ótimo para testarmos os conhecimentos!!!

  • 44. de123456 comentou em 13/03/2013 às 08:40:18
  • Sem estudar nadinha 18%...depois de estudar....100%...mas algumas ainda no chute kkkkkkkkkkkkkk preciso estudar muiiiiiiiito mais...

  • 43. josiane1 comentou em 12/04/2012 às 00:06:28
  • muito bommmmmmmmmmm

  • 42. aledre45 comentou em 10/02/2012 às 22:32:35
  • na questão tres não é possivel ter como resposta a alternativa A já que segundo o decreto 3048 artigo 36 paragrafo 2º o será considerado o valor do salário mínimo e não o valor minimo.

  • 41. vandanc comentou em 10/02/2012 às 18:47:45
  • tomara q a prova de domingo esteja mais facil.

  • 40. 87046158 comentou em 10/02/2012 às 16:03:04
  • desejo-lhes boa sorte!!

  • 39. msmcarneiro88 comentou em 10/02/2012 às 13:57:07
  • Quebrei a cabeça em algumas, mas também tinham questões muito fáceis!
    Gostei!
    Acredito q a prova de domingo esteja menos puxada!

  • 38. tiagosons comentou em 08/02/2012 às 08:38:39
  • Achei difícil o nível das questões.Muito bom pra treinar!!Sei que na prova de Domingo será mais leve que isso..

  • 37. valdivinoconcursos comentou em 06/02/2012 às 18:44:12
  • A primeira vez que resolvi esta bateria de exercícios de direito previdenciário, acertei apenas 55% do total, e já bem tempo isto. Depois de uma boa estudada em cursinhos. Agora tive um aproveitamento de 82% do total. Melhorei muito! Eu sei. Mas tem muito que melhorar ainda!

  • 36. scarlett comentou em 05/02/2012 às 19:42:14
  • Fiz 73%.Estou com uma dúvida! Na questão 5 o segurado perdendo a condição de segurado não temo o direito à pensão por morte para seus dependentes, mesmo preenchido os requisitos para a sua aposentadoria, pois o principal requisito é estar na condição de segurado!

  • 35. eduardoribeiro comentou em 05/02/2012 às 18:31:28
  • esse texte foi um pouco dificil faltou mais atenção

  • 34. fer2fhc comentou em 04/02/2012 às 15:36:08
  • 64% EU FIZ , TENHO QUE ESTUDAR MAIS , ALGUMAS QUESTOES CONFUNSAS.. EU NAO ENCONTREI AMPARO PARA ELAS NA LEI

  • 33. marciabarros comentou em 03/02/2012 às 22:33:23
  • a questão 1 é igualzinha a 9...mas errei esta!

  • 32. kalemal comentou em 01/02/2012 às 15:06:09
  • Fiz 80% caso a questão 2 seja considerada nula! Preciso melhorar.

  • 31. wadsonbarros comentou em 31/01/2012 às 13:13:01
  • Fiz 90%, Vale a pena testar o conhecimento nestes simulados; mostra o qnt vc precisa melhorar!

  • 30. ronise1969 comentou em 30/01/2012 às 00:26:03
  • o auxílio-acidente não é acumulável com qualquer benefício ou aposentadoria...se a pessoa voltar ao auxílio-doença pelo mesmo motivo do acidente, ele fica suspenso até a cessação do auxílio-doença..e em alguns casos ele será cessado para que o segurado se aposente!!

  • 29. dmrosanunes comentou em 29/01/2012 às 10:06:47
  • Colegas, por favor qual é a resposta certa da numero 2
    achei estranha esta resposta.

  • 28. dmrosanunes comentou em 29/01/2012 às 09:56:42
  • Estudar e buscar ao nosso Senhor Jesus Cristo pois devemos estudar sempre mais!!!

  • 27. jbxavier75 comentou em 28/01/2012 às 18:18:48
  • 82%, tenho que melhorar um pouco mais. A hora da verdade tá chegando é dia 12/02...RUMO AO INSS...

  • 26. IRONMAN comentou em 27/01/2012 às 17:42:00
  • Permaneci na média de 75%, porém devo melhorar no decorrer do tempo.

  • 25. lagaio comentou em 26/01/2012 às 23:38:35
  • Nao tinha estudado ainda direito previdenciário!!! Então vou respondendo mesmo sem ter estudado e em seguida corrijó, é uma maneira eficinte de estudar qdo se está bem atrasada nos estudos como eu!!! tOMEI UM SUSTO! F iz 9%, daqui uma semana faço de novo pra ver se melhorei!!!

  • 24. andrewsouz comentou em 26/01/2012 às 21:44:42
  • se a 2 foi anulada subo pra 80%

  • 23. dinsg comentou em 26/01/2012 às 16:08:38
  • Muito fera esse simulado !!

  • 22. vanessach comentou em 26/01/2012 às 14:38:33
  • Meeu véio fui muito mal, 55% tenho que estudar mto.

  • 21. dedh comentou em 25/01/2012 às 23:03:49
  • 91%.. preciso estudar mais

  • 20. leoncinho comentou em 25/01/2012 às 22:47:46
  • é fui ate boa nesses exercicios , quero maaaaaaaais! =D

  • 19. cidario comentou em 25/01/2012 às 14:48:52
  • A questão b da 11 está errada pq não é 50% do salario de contribuição,e sim do 50% do salario de beneficio...um abç...

  • 18. juniornascimento comentou em 22/01/2012 às 18:14:08
  • Estou gostando dos simulados estão me ajudando muito para o concurso do inss

  • 17. jhoncarmo comentou em 21/01/2012 às 06:41:38
  • Se a questão 2 foi anulada fikei com 80% meiorou kkk

  • 16. luizneo3 comentou em 19/01/2012 às 21:06:44
  • A questão 2 foi anulada, procurei saber em outros sites, pois fiquei incorfomado de erra-lá, logo gabaritei!

  • 15. kingkong comentou em 18/01/2012 às 16:44:35
  • Gostei, fiz 73%. Mas a 2 foi anulada? quem disse isso? Se sim, então fiz uma pontuação melhor. Algumas questões ficaram confusas.

  • 14. warte comentou em 17/01/2012 às 20:27:36
  • Muito bom!

  • 13. adrielfn comentou em 17/01/2012 às 17:01:56
  • Se a questão 2 foi anulada, então gabaritei!

  • 12. ddd10 comentou em 17/01/2012 às 12:04:38
  • A questão 2 foi anulada pela organizadora !!!

  • 11. jcxavier comentou em 16/01/2012 às 13:28:57
  • na questao 3

    O decreto 3.048 no artigo 36, § 2º falar em valor de um salario minimo para avulso e empregado.

    ja na lei 8212 art 35 fala em valor minimo.

    Os dois conceitos sao diferentes, pois existem beneficios abaixo de um salario minimo, entendo se aplicar o decreto, pois ninguem, pode receber abaixo de 1 salrio minimo, o decreto é mais especifico e mais atual que a lei 8212.

  • 10. luisantonio comentou em 10/01/2012 às 14:48:51
  • Germano, de acordo com Art. 35 da Lei 8.213/91. "Ao segurado empregado e ao trabalhador avulso que tenham cumprido todas as condições para a concessão do benefício pleiteado mas não possam comprovar o valor dos seus salários-de-contribuição no período básico de cálculo, será concedido o benefício de valor mínimo, devendo esta renda ser recalculada, quando da apresentação de prova dos salários-de-contribuição."

  • 9. luisantonio comentou em 10/01/2012 às 14:33:24
  • Ainda sobre a questão 11, o auxílio-acidente não corresponderá a 50% sobre o salário-de-contribuição, mas sobre o salário-de-benefício. Nunca se esqueçam que os benefícios não tomam por base o salário-de-contribuição; calucal-se sobre o salário-de-benefício, que é a média mensal dos maiores salários de contribuição correspondente a 80% do período contributivo. Essa é uma questão que necessita de atenção. Espero ter ajudado.

  • 8. luisantonio comentou em 10/01/2012 às 14:22:53
  • O auxílio-acidente cessa com a aposentadoria. Ele não é acumulativo com a aposentadoria, porém será integrado ao cálculo do salário benefício. Então não há o que se falar em acumulação, mas sim em integração do benefício ao salário de contribuição para efeito de cálculo do salário-de-benefício.

  • 7. helinhavalerio comentou em 09/01/2012 às 23:40:21
  • Oi Mandaota!
    A letra b da 11 está errada pq fala que o auxílio acidente será devido até a véspera do início de qualquer aposentadoria ou até a data do óbito do segurado. E na verdade, este auxílio não cessa com a aposentadoria, ou seja, o segurado poderá receber a aposentadoria e mais o auxílio acidente (Que tem carater indenizatório pelas sequelas deixadas pelo acidente!
    Espero ter ajudado.
    Helinha, estudando para o INSS!

  • 6. nandaota comentou em 09/01/2012 às 13:42:18
  • Alguem pode me explicar onde está o erro da afirmação b) da questão 11?
    b) O auxílio-acidente mensal corresponderá a cinquenta por cento do salário-de-contribuição e será devido até a véspera do início de qualquer aposentadoria ou até a data do óbito do segurado.

    pra mim está correta.

  • 5. cassiocnb comentou em 08/01/2012 às 17:03:32
  • muuuitoo meticulosa...necessário ter a lei ao pé da letra na cabeça ...

  • 4. gildabrun comentou em 07/01/2012 às 19:44:11
  • Poderiam acrescentar mais simulados preparatórios para a prova do INSS, afim de que possamos treinar um pouco mais.

  • 3. germano comentou em 06/01/2012 às 23:32:19
  • o gabarito da questão 3 esta errada, pois a questão A o correto seria:
    Para o período sem comprovação do salário de contribuição será considerado (como salário de contribuição) no respectivo período o salário mínimo. Não necessariamente o valor do benefício será o de um salário mínimo

  • 2. wernert1 comentou em 05/01/2012 às 12:24:35
  • AINDA NÃO CONSEGUI FECHAR TODO O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO INSS...

  • 1. saciperere comentou em 03/01/2012 às 02:00:58
  • este é bastante capicioso

Para comentar este simulado é preciso Entrar ou Cadastrar-se. É grátis!