Simulado Polícia Civil PB - Atualidades - Papiloscopista e Técnico em Perícia - 2009

Categoria: Simulados | 5 questões | Atualidades | Ensino Médio | Papiloscopista e Técnico em Perícia | Polícia Civil PB | CESPE

  • 3 gabaritaram
  • Regular
  • 20 resolveram
  • barra ótimo 8 Ótimo
  • barra qtd_bom 7 Bom
  • barra ruim4 Ruim
  • barra péssimo1 Péssimo

Para corrigir este simulado é preciso Entrar ou Cadastrar-se. É simples, fácil e grátis!

  • 1 - Questão 41430.
  • Cerca de setenta mil alunos de 200 escolas públicas do Rio de Janeiro — segundo levantamento do Sindicato Estadua dos Profissionais de Educação (SEPE) — sofrem com as imposições do tráfico e com os tiroteios entre policiais e bandidos. “Os traficantes pressionam as diretoras das escolas. Querem até estabelecer o seu horário de funcionamento”, conta a antropóloga Alba Zaluar. Por isso, revela o SEPE, está difícil convencer professores a trabalharem nessas escolas.

    Jornal do Brasil, 22/11/2008, capa (com adaptações).

    Considerando o texto acima como referência inicial e o tema que ele aborda, assinale a opção correta.
  • 2 - Questão 41431.
  • Cerca de setenta mil alunos de 200 escolas públicas do Rio de Janeiro — segundo levantamento do Sindicato Estadua dos Profissionais de Educação (SEPE) — sofrem com as imposições do tráfico e com os tiroteios entre policiais e bandidos. “Os traficantes pressionam as diretoras das escolas. Querem até estabelecer o seu horário de funcionamento”, conta a antropóloga Alba Zaluar. Por isso, revela o SEPE, está difícil convencer professores a trabalharem nessas escolas.

    Jornal do Brasil, 22/11/2008, capa (com adaptações).

    O texto deixa claro que a ação dos criminosos atinge o funcionamento regular de escolas, o que acaba por repercutir na própria qualidade da educação. Relativamente ao atual panorama educacional brasileiro, é correto afirmar que
  • 3 - Questão 41432.
  • Cerca de setenta mil alunos de 200 escolas públicas do Rio de Janeiro — segundo levantamento do Sindicato Estadua dos Profissionais de Educação (SEPE) — sofrem com as imposições do tráfico e com os tiroteios entre policiais e bandidos. “Os traficantes pressionam as diretoras das escolas. Querem até estabelecer o seu horário de funcionamento”, conta a antropóloga Alba Zaluar. Por isso, revela o SEPE, está difícil convencer professores a trabalharem nessas escolas.

    Jornal do Brasil, 22/11/2008, capa (com adaptações).

    Relativamente à ação de criminosos, tal como exposta no texto, assinale a opção incorreta.
  • 4 - Questão 41433.
  • A manifestação de preconceito de cor contra negros teve queda no país, segundo pesquisa do Datafolha que repetiu
    perguntas feitas aos brasileiros em 1995. Neste ano, 3% dos entrevistados afirmaram ter preconceito — eram 11% há 13 anos. A margem de erro do levantamento é de dois pontos para mais ou para menos. Há, porém, forte percepção de que o Brasil é um país racista. Para 91% dos entrevistados, os brancos têm preconceito
    contra os negros. O resultado oscilou dentro da margem de erro de 1995.

    A proporção de entrevistados que se autodeclaram brancos caiu, e aumentou a dos que se dizem pardos. Indicadores de salário e escolaridade entre a população negra tiveram melhora, e houve queda no grau de concordância com frases racistas. Segundo o Datafolha, o preconceito é menor quanto maior for o nível de escolaridade.

    Folha de S.Paulo, 23/11/2008, capa (com adaptações).

    No Brasil, a discriminação racial é fenômeno de raízes históricas que, nos dias atuais, tende a ser reduzido, inclusive com o surgimento de normas legais que tipificam o racismo como crime inafiançável e imprescritível. Entre os fatores históricos decisivos para a discriminação contra os negros e seus descendentes na sociedade brasileira, certamente ocupa posição de destaque
  • 5 - Questão 41434.
  • A manifestação de preconceito de cor contra negros teve queda no país, segundo pesquisa do Datafolha que repetiu
    perguntas feitas aos brasileiros em 1995. Neste ano, 3% dos entrevistados afirmaram ter preconceito — eram 11% há 13 anos. A margem de erro do levantamento é de dois pontos para mais ou para menos. Há, porém, forte percepção de que o Brasil é um país racista. Para 91% dos entrevistados, os brancos têm preconceito
    contra os negros. O resultado oscilou dentro da margem de erro de 1995.

    A proporção de entrevistados que se autodeclaram brancos caiu, e aumentou a dos que se dizem pardos. Indicadores de salário e escolaridade entre a população negra tiveram melhora, e houve queda no grau de concordância com frases racistas. Segundo o Datafolha, o preconceito é menor quanto maior for o nível de escolaridade.

    Folha de S.Paulo, 23/11/2008, capa (com adaptações).

    A partir das informações contidas no texto, relativamente aos dados produzidos pela pesquisa, é correto concluir que

Comentar Simulado

Para comentar este simulado é preciso Entrar ou Cadastrar-se. É simples e rápido!

Não elaboramos as questões, apenas as transcrevemos de provas já aplicadas em concursos públicos anteriores.