Simulado CBM CE - História - Soldado do Corpo de Bombeiro - 2014

Categoria: Simulados | 8 questões | História | Ensino Médio | Soldado do Corpo de Bombeiro | Bombeiro Militar CE | CESPE

  • 5 gabaritaram
  • Regular
  • 150 resolveram
  • barra ótimo 23 Ótimo
  • barra qtd_bom 108 Bom
  • barra ruim16 Ruim
  • barra péssimo3 Péssimo

Para corrigir este simulado é preciso Entrar ou Cadastrar-se. É simples, fácil e grátis!

  • 1 - Questão 42801.
  • João A. Antonil, um jesuíta que viveu no Brasil no século XVII, afirmou que “os escravos são as mãos e os pés do senhor de engenho, porque sem eles, no Brasil, não é possível fazer, conservar e aumentar fazenda nem ter engenho corrente”. Com relação à sociedade, cultura e economia entre os séculos XVI e XIX no Brasil, julgue os itens de 61 a 65. 

    O trabalho escravo no Brasil foi utilizado nas lavouras e nas minas de metais preciosos. O restante do trabalho, como as atividades urbanas e os serviços nos lares, era feito por trabalhadores livres.
  • 2 - Questão 42802.
  • João A. Antonil, um jesuíta que viveu no Brasil no século XVII, afirmou que “os escravos são as mãos e os pés do senhor de engenho, porque sem eles, no Brasil, não é possível fazer, conservar e aumentar fazenda nem ter engenho corrente”. Com relação à sociedade, cultura e economia entre os séculos XVI e XIX no Brasil, julgue os itens de 61 a 65. 

    Os primeiros escravos no Brasil foram os índios, chamados também de negros da terra.
  • 3 - Questão 42803.
  • João A. Antonil, um jesuíta que viveu no Brasil no século XVII, afirmou que “os escravos são as mãos e os pés do senhor de engenho, porque sem eles, no Brasil, não é possível fazer, conservar e aumentar fazenda nem ter engenho corrente”. Com relação à sociedade, cultura e economia entre os séculos XVI e XIX no Brasil, julgue os itens de 61 a 65. 

    O tráfico de escravos africanos para o Brasil foi menos importante para a lógica econômica mercantilista que a escravização do índio pelos colonos na América.
  • 4 - Questão 42804.
  • João A. Antonil, um jesuíta que viveu no Brasil no século XVII, afirmou que “os escravos são as mãos e os pés do senhor de engenho, porque sem eles, no Brasil, não é possível fazer, conservar e aumentar fazenda nem ter engenho corrente”. Com relação à sociedade, cultura e economia entre os séculos XVI e XIX no Brasil, julgue os itens de 61 a 65. 

    A abolição da escravidão no Brasil foi decretada pela princesa Isabel em 13 de maio de 1888. No entanto, o estado do Ceará já havia abolido o trabalho escravo em março de 1884.
  • 5 - Questão 42805.
  • João A. Antonil, um jesuíta que viveu no Brasil no século XVII, afirmou que “os escravos são as mãos e os pés do senhor de engenho, porque sem eles, no Brasil, não é possível fazer, conservar e aumentar fazenda nem ter engenho corrente”. Com relação à sociedade, cultura e economia entre os séculos XVI e XIX no Brasil, julgue os itens de 61 a 65. 

    Entre as leis que procuravam o fim da escravidão no Brasil pode se considerar a Lei do Ventre Livre formulada e defendida por Eusébio de Queiroz em 1850.
  • 6 - Questão 42806.
  • No que se refere à República brasileira entre 1889 e 1964, julgue os próximos itens.

    Em 1947, o presidente Eurico Gaspar Dutra criou o Conselho Nacional do Petróleo, lançou o slogan O Petróleo é Nosso e fundou a PETROBRAS, que controla toda a produção do petróleo brasileiro.
  • 7 - Questão 42807.
  • Acerca da redemocratização no Brasil, julgue os itens que se seguem.

    O Plano Real, criado durante o governo de Itamar Franco, obteve êxito no controle da inflação, graças à política cambial ancorada no dólar e à redução das emissões monetárias.
  • 8 - Questão 42808.
  • Acerca da redemocratização no Brasil, julgue os itens que se seguem.

    Um dos fatores que causou forte insatisfação popular contra o regime militar foi o agravamento da crise econômica, a elevada inflação, que atingiu 110%.

Comentar Simulado

Para comentar este simulado é preciso Entrar ou Cadastrar-se. É simples e rápido!

Não elaboramos as questões, apenas as transcrevemos de provas já aplicadas em concursos públicos anteriores.