Adjunto Adnominal e Complemento Nominal - Exemplos

Por Jeniffer Elaina em 20/07/2018

O Adjunto Adnominal e o Complemento Nominal fazem parte da Sintaxe da gramática da Língua Portuguesa. Afinal, é dentro da Sintaxe que fazemos uma análise sintática de cada elemento presente na oração, ou seja, descobrimos qual a função de cada palavra dentro da frase.

O Adjunto Adnominal é o elemento que explica, determina ou especifica um nome (o substantivo). Já o Complemento Nominal é o elemento que completa o sentido de um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio).

Exemplo de Adjunto Adnominal

As melhores receitas foram deixadas por nossas avós.

Na oração acima, temos ‘As melhores receitas’ como sujeito da oração.

  • Sendo ‘receitas’ o núcleo do sujeito.
  • ‘As’ é artigo definido e ‘melhores’ é adjetivo que funciona como adjunto adnominal.

Exemplo de Complemento Nominal

Lúcia tem orgulho da filha.

  • Na oração acima, temos o substantivo ‘orgulho’ sucedido pelo complemento nominal ‘da filha’.

Conheça a seguir as regras em cada caso.

Adjunto Adnominal

Sabemos que o Adjunto Adnominal possui função adjetiva, por isso, pode ser representado por um adjetivo, uma locação adverbial, um pronome ou numeral adjetivo ou por um artigo.

Exemplos de casos com Adjunto Adnominal

Quando representado por adjetivo

  • Eu amo música lenta.
  • A casa Azul foi posta à venda.

Quando representado por pronome adjetivo

  • Minha moto está longe.
  • Aquela professora reprovou o aluno propositalmente.

Quando representado por numeral adjetivo

  • Nove candidatos foram escolhidos.
  • O departamento de recursos humanos recebeu mais de quinhentas candidaturas para a vaga.

Quando representado por locução adjetiva

  • As noites de inverno são congelantes!
  • Picadas de mosquitos incomodam muito.

Quando representado por artigo

  • O menino é muito simpático.
  • A aluna passou no teste.

Complemento Nominal

Sabemos que o Complemento Nominal é um elemento da oração que sempre vem precedido de uma preposição (com, de, em, por, para, a ...), além de sempre completar o sentido de um substantivo abstrato, de um advérbio ou adjetivo quando estão sozinhos e sem significado definido.

Deve-se ficar atento, pois os substantivos, advérbios e adjetivos quando possuem significado incompleto podem ser comparados aos verbos transitivos, aqueles que sempre precisam de um complemento para fazer sentido.

Exemplos de casos com Complemento Nominal

Quando representado por um substantivo

  • A construção do prédio já acabou.
  • O cálculo dos preços foi verificado.

Quando representado por um pronome

  • Eu tenho saudade de você.
  • O seu sonho é ser uma atriz famosa.

Quando representado por um numeral

  • A imaginação de ambos é enorme!

Palavras que pedem Complemento Nominal

Exemplos de Substantivos Abstratos que pedem Complemento Nominal

  • Ciúmes: Maria tem ciúmes de Teresa.
  • Respeito: Tenha respeito por seus pais!

Exemplos de Adjetivos que pedem Complemento Nominal

  • Consciente: Ele não está consciente das mudanças.
  • Essencial: Tudo isso é essencial para a formação profissional de qualquer jornalista.

Exemplos de advérbios que pedem Complemento Nominal

  • Longe de: Quero que você se mantenha longe de mim!
  • Relativamente a: Ele nada sabe relativamente a respeito dessa notícia.

Comentar Dica

Para comentar esta dica é preciso Entrar ou Cadastrar-se. É simples e rápido!