Classificação das Orações Subordinadas Adverbiais

Publicado: 03/08/2018 | Disciplina: Português | Comentários: 0

As orações subordinadas adverbiais possuem essa definição porque exprimem um contexto da frase a que se subordinam. Essa situação, dentro daquilo que foi expresso, é a função de um advérbio.

Elas podem ser desenvolvidas ou reduzidas. Para o primeiro caso, começam com uma conjunção subordinativa, enquanto que para o segundo, possuem a capacidade de se mostrar nos modos gerúndio, particípio ou infinitivo.

Exemplo de oração adverbial

As Orações subordinadas adverbiais são frases que executam a função de adjunto adverbial do verbo da sentença principal, mantendo a mesma responsabilidade estrutural que um advérbio.

  • Exemplo: Não vou sair hoje porque estou cansada.

Orações subordinadas adverbiais

Uma oração subordinada tem por característica precisar de uma outra sentença que faça com que o objetivo de comunicação seja provido de sentido completo. Em relação à função que elas têm em uma oração, podem ser classificadas em adverbiais, adjetivas e substantivas.

As orações subordinadas adverbiais, que são uma das particularidades da classe das subordinadas, têm a função do advérbio em uma sentença e operam como adjunto adverbial. Elas podem ser classificadas como:

  • causais
  • comparativas
  • concessivas
  • condicionais
  • conformativas
  • consecutivas
  • finais
  • temporais
  • proporcionais

Classificação das Orações Subordinadas Adverbiais

As orações subordinadas adverbiais têm seu início marcado pelo uso de conjunções integrantes adverbiais, as quais têm por função fazer a ligação entre a oração subordinada e a principal. Veja como elas são classificadas e seus respectivos exemplos:

Causais

Como o nome diz, estão ligadas à tentativa de demonstrar um motivo para determinado acontecimento. Operam com as conjunções: que, como, porque, porquanto, pois que, já que, visto que, uma vez que, desde que.

  • Exemplo: Não atrasamos para entrevista uma vez que saímos de casa com uma hora de antecedência.

Comparativas

São aquelas que procuram comparar coisas. Para alcançarem seus objetivos, elas fazem o uso dos termos: como, quanto, tal, assim como, qual, como se, tanto como, tal como, tanto quanto, do que, tal qual, que nem, que (desde que traga colaboração de "menos" ou "mais").

  • Exemplo: Eu sou habilidoso tal qual meu professor.

Concessivas

Demonstram que algo foi permitido ou concedido. Para viabilizar o sentido buscado, utilizam de: embora, se bem que, conquanto, apesar de que, por mais que, em que pese, posto que, ainda que, mesmo que.

  • Exemplo: Aldo faz de tudo para lutar por mais que esteja com o nariz fraturado.

Condicionais

Prezam pela necessidade de condição para que algo seja realizado. Para cumprir a função na frase, fazem uso de: se, caso, desde que, salvo se, sem que, a não ser que, contanto que, a menos que.

  • Exemplo: Vou jantar fora contanto que receba meu pagamento.

Conformativas

Mostram um aspecto de anuência que precisa das conjunções integrantes adverbiais para provar seu sentido, como: como, segundo, conforme, consoante, de acordo.

  • Exemplo: Todos somos iguais segundo as leis de Deus.

Consecutivas

Mostram a consequência advinda de determinada ação. Para que tenham sentido completo, adotam-se vocábulos como: sem que, de forma que, de sorte que, de modo que, de jeito que.

  • Exemplo: Tomei um tombo tão feio da escada, de modo que não conseguia me levantar.

Finais

Demonstram a existência de um objetivo. Atuam de forma cooperada com as conjunções integrantes adverbiais: que, porque, para que, a fim de que.

  • Exemplo: Saímos para balada a fim de que pudéssemos nos divertir.

Temporais

Mostram estreita relação com o quesito tempo e apresentam essa ideia com a ajuda dos seguintes termos: enquanto, quando, logo que, assim que, sempre que, agora que, antes que, desde que, depois que.

  • Exemplo: Estamos estafados por causa do trabalho enquanto eles não fazem nada.

Proporcionais

Como o nome sugere, trabalham com a ideia de proporção e contam com as conjunções: tanto mais, quanto menos, à proporção que, ao passo que, à medida que, tanto menos, quanto mais.

  • Exemplo: Fico mais forte quanto mais eu me exercito.

Exercícios sobre oração subordinada adverbial



Comentar Dica

Para comentar esta dica é preciso Entrar ou Cadastrar-se. É simples e rápido!