Orações Subordinadas Adjetivas: Explicativas, Restritivas e Reduzidas

Publicado por Jeniffer Elaina em 09/08/2018

Orações subordinadas adjetivas são frases que geralmente começam com o pronome "que" e têm a função de adjetivo. Elas desempenham a função de adjunto adnominal de uma expressão da oração principal. Vejam Exemplos de Orações Subordinadas Adjetivas: Explicativas, Restritivas e Reduzidas.

Exemplo de oração subordinada adjetiva

A oração subordinada adjetiva tem como particularidade a introdução feita por pronomes relativos, entre os quais o mais usual é o "que". Por sua vez, desempenha a função sintática de adjunto adnominal da expressão anterior.

Veja os exemplos abaixo:

  • Adoro pessoas caridosas. (Oração com presença de adjetivo)
  • Adoro pessoas que cuidam dos idosos com carinho. (Oração subordinada adjetiva)

Orações subordinadas adjetivas

Visto a ideia que foi abordada até então, fica evidente que as orações subordinadas adjetivas operam como adjunto adnominal da frase principal e se caracterizam como adjetivo. Elas podem ser classificadas em desenvolvidas e reduzidas.

As orações desenvolvidas, em relação à forma como interagem com as expressões, podem ser classificadas de duas maneiras distintas: restritivas ou explicativas.

  • Os homens que são machistas não deveriam existir. (Exemplo de oração subordinada adjetiva restritiva)
  • Ao final da corrida, que foi muito emocionante, fez as pessoas chorarem. (Exemplo de oração subordinada adjetiva explicativa)

As orações reduzidas levam a apresentação do verbo no modo infinitivo, particípio ou gerúndio.

  • Pensei no rapaz a brincar. (Exemplo de oração adjetiva reduzida)

Orações subordinadas adjetivas restritivas

São aquelas que agem de maneira a especificar ou restringir a ideia relacionada à expressão a que se referem, de maneira a demonstrar o sentido de particularidade.

A caracterização que gera o sentido restritivo dessas orações se pauta na ausência de demarcação de pausas nas sentenças.

Nesse exemplo a seguir, veja que a frase em destaque atua de maneira a individualizar e restringir a ideia do vocábulo "mulher", mostrando o quanto esse ser é único e particular. Perceba que o uso da palavra não estende o sentido a todos os seres, mas trabalha com especificidade.

  • Exemplo: Não sei o que seria de mim não fosse a caridade daquela mulher que me estendeu a mão.

Orações subordinadas adjetivas explicativas

As orações adjetivas explicativas buscam abrilhantar algum aspecto específico da frase, ou mesmo realçar uma informação sobre aquilo que é anterior a ela. Elas apresentam uma pausa, evidenciada pela vírgula, algo que não consta nas restritivas.

No exemplo a seguir, observe a parte destacada da sentença e veja que, diferentemente do que aconteceu no tópico anterior, a frase frisada não possui uma ideia de restrição relacionada ao vocábulo-chave, nesse caso "mulher". A oração tem apenas o objetivo de explicar aquilo que se encontra dentro do conceito a ser expresse.

  • Exemplo: A mulher, que é regada de carga emocional, pode ter dificuldades para esconder os sentimentos.

Orações subordinadas adjetivas reduzidas

As orações subordinadas adjetivas reduzidas, como já dito anteriormente, têm por característica contar com o verbo no modo infinitivo, gerúndio ou particípio. Veja os exemplos a seguir.

  • Percebi um corpo a cair. (Percebi o corpo que caia.)
  • O homem, gritando de forma desmedida, assustou a todos. (O homem, que gritava de forma desmedida, assustou a todos.)
  • Assisti a várias peças proibidas pela ditadura. (Assisti a várias peças que foram proibidas pela ditadura.)