Engenheiro Agrônomo: O que faz, quanto ganha e como ser?

Publicado por Sumaia Santana em 12/06/2019

Um engenheiro tem muitas possibilidades. O engenheiro agrônomo é quem aplica soluções para melhoria do solo para o cultivo e colheita, aplica técnicas para qualidade do gado, determina como será o armazenamento e distribuição, além de atuar na venda.

A engenharia agronômica foi regulamentada em 1933 e quem se formava nesse curso era chamado de engenheiro agrônomo ou de agrônomo. Em 1946, ficou estabelecido o nome engenheiro agrônomo.

Embora o Ministério da Educação reconheça os dois nomes, há quem não concorde, porque a agronomia é a ciência que estuda assuntos da agricultura e a engenharia agronômica está dentro da agronomia.

Se você quer trabalhar com a cadeia produtiva da agricultura, aqui você saberá tudo sobre a profissão de engenheiro agrônomo.

O que é preciso para ser engenheiro agrônomo?

É preciso fazer cinco anos da faculdade de Engenharia Agronômica. Nos dois primeiros anos as disciplinas aplicadas são estatística, biologia e bioquímica e demais relacionadas às Ciências Exatas e Biológicas.

Nos demais, vem às matérias ligadas à agricultura e administração e aulas práticas.

O curso tem estágio e trabalho de conclusão de curso obrigatórios. Para exercer a profissão é necessário registro no CREA (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia).

Quanto ganha?

O salário do engenheiro agrônomo varia de R$5.000,00 a R$8.000,00. Porém, quanto mais experiência e qualificação, maior o salário.

Quanto custa o curso de engenharia agronômica?

O valor da mensalidade começa em R$750,00 e pode ultrapassar os R$1.500,00. Os preços mudam conforme a estrutura física e acadêmica da instituição e sua localidade.

Porém, o interessado pode consultar políticas de bolsas de estudo e também tentar cursar nas universidades públicas.

Quais instituições oferecem o curso?

Há muitas instituições no Brasil que oferecem o curso. Antes de escolher, verifique se é credenciada junto ao MEC. Confira a lista com os 5 melhores cursos de Engenharia Agronômica.

  • Universidade Federal de Lavras: Lavras/MG;
  • Universidade Federal de Santa Catarina: Florianópolis/SC;
  • Universidade Federal de Santa Maria/RS;
  • Universidade Federal do Paraná: Curitiba/PR;
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro/RJ.

O que o aluno estuda no curso?

  • Biologia celular;
  • Zoologia geral e Parasitologia;
  • Química inorgânica;
  • Cálculo;
  • Estatística;
  • Fisiologia vegetal;
  • Anatomia e fisiologia animal;
  • Botânica sistemática.

Qual perfil do engenheiro agrônomo?

Para ser engenheiro agrônomo, além de gostar de plantas e animais, é preciso gostar de trabalhar em equipe. Fazer relatórios e demais atividades associadas a matérias de exatas também integram o cotidiano do engenheiro agrônomo.

O profissional também precisa ter fluência em inglês e estar sempre de olho nas novidades em softwares de gestão agrícola.

Onde pode atuar?

  • Administração e administração agroindustrial: O engenheiro agrônomo que optar por essa área fará a administração de fazendas. Irá cuidar das compras de sementes, equipamentos e máquinas.
  • Melhoria do solo: Identificar e corrigir possíveis anomalias para aumentar a fertilidade do solo.
  • Manejo ambiental: Pesquisar e aplicar técnicas de exploração sustentável de recursos naturais, revitalização de terras que sofreram danos ambientais.
  • Zootecnia : Melhoria das pastagens e grãos para alimentação do gado, bem como adotar técnicas de criação.
  • Melhoramento vegetal: Pesquisar e adotar práticas para melhoria do solo, cultivo e colheita.
  • Produção agroindustrial: Pesquisa e aplica novas tecnologias e produtos que melhorem o processo de industrialização dos produtos agrícolas.
  • Fitotecnia: Pesquisa as melhores formas de adubação, métodos para combate de pragas e técnicas para escolher as melhores sementes.
  • Engenharia rural: Planejamento e acompanhamento de obras de sistemas de irrigação e para nivelar o solo.
  • Silvicultura: Recuperação de áreas devastadas e implantar técnicas de cultivo em áreas de reflorestamento e de manejo.
  • Contratação de pessoal: Contratação de funcionários também faz parte. Outra possibilidade na área de administração é gerenciar processos de venda e trabalhar em instituições de crédito rural para cooperativas.

O mercado de trabalho

Como o agronegócio é quase 30% do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil, o mercado de trabalho é bastante favorável para o engenheiro agrônomo.

O país é grande exportador de soja, cana-de-açúcar, milho, laranja e carnes e isso é fruto do trabalho para correção de problemas no solo, soluções de plantio e colheita e também técnicas para melhoramento genético do gado.

O crescente mercado de alimentos orgânicos também aumenta as oportunidades de trabalho dos engenheiros agrônomos.

O que estudar para concursos de engenheiro agrônomo?

Os concursos públicos para engenheiro agrônomo trazem questões de Língua Portuguesa, Matemática, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos do cargo, confira alguns assuntos que você deve estudar na preparação para concursos públicos:

  • Interpretação de texto;
  • Acentuação;
  • Pontuação;
  • Crase;
  • Concordância e regência nominal e verbal;
  • Amostragem de solos;
  • Noções de agrotóxicos;
  • Noções de Engenharia Rural;
  • Noções de sementes;
  • Noções de criação de animais.

Teste seus conhecimentos: Simulados Grátis para Engenheiro Agrônomo 

Existe dia do engenheiro agrônomo?

O dia do engenheiro agrônomo é comemorado em 12 de outubro. A data é porque a regulamentação da profissão aconteceu em 12 de outubro de 1933 com o Decreto de Lei no 23.196.

Você pode testar os seus conhecimentos sobre esse tema usando nossos simulados. É totalmente online e gratuito. Treine quantas vezes quiser! Acesse os Simulados Gabarite.

Comentar Dica

Para comentar esta dica é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!