O que faz um Economista, o que e onde estudar?

Publicado por Sumaia Santana em 17/06/2019

O economista pode trabalhar no sistema financeiro, para governos, órgãos públicos, em pequenas e grandes empresas, a indústria, no comércio e também para investidores individuais.

O economista também pode dar aulas e trabalhar como comentarista em veículos de comunicação.

Independentemente da área de atuação, o economista tem a missão de estudar as finanças, detectar e solucionar problemas, aumentar a produtividade e expandir o patrimônio.

Quando o economista para governos, o trabalho do economista é fazer estabilizar as finanças e aplicar medidas de crescimento econômico de cidades, estados e do país.

Se você está interessado na área, hoje falaremos tudo que você precisa saber sobre a profissão de economista.

Como se tornar um economista?

É preciso cursar quatro anos da faculdade de Ciências Econômicas. A grade curricular traz disciplinas de análise de informações econômicas e linhas de pensamento econômico.

O estágio é obrigatório em algumas instituições, mas, o trabalho de conclusão de curso é obrigatório em todas. Para exercer a profissão é preciso ter o diploma e também o registro no Conselho Regional de Economia.

Quanto custa o curso de Ciências Econômicas?

O valor da mensalidade varia conforme a estrutura física e qualificação dos professores da instituição e a localidade. O preço da mensalidade começa em R$750,00 e pode ultrapassar os R$1.500,00.

O futuro aluno pode pesquisar condições de bolsas, ou então, tentar entrar em uma das várias faculdades públicas em todo o país.

Quais instituições oferecem o curso?

Existem muitas instituições com o curso de Ciências Econômicas no país, algumas direcionam o curso para alguma área. A grade curricular da Universidade Estadual de Maringá tem três focos distintos: Economia Agrícola, Economia Empresarial e Economia Regional.

Já o curso da Unila (Universidade Federal da Integração Latino-Americana) é voltado para Integração e Desenvolvimento. Confira agora a lista dos 5 melhores cursos de Ciências Econômicas, segundo o Guia do Estudante:

  • Faculdade Ibmec – Rio de Janeiro/RJ;
  • Universidade de Brasília: Brasília/DF;
  • Universidade Federal de Minas Gerais: Belo Horizonte/MG;
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro: Rio de Janeiro/RJ;
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro: Rio de Janeiro/RJ.

O que estuda no curso?

  • Fundamentos da Contabilidade;
  • Clássicos do pensamento econômico;
  • Formação econômica e social do Brasil;
  • Macroeconomia;
  • Matemática aplicada à economia;
  • Probabilidade e estatística.

Qual o perfil do economista?

Além de gostar de disciplinas exatas, o economista precisa ter afinidade com Ciências Humanas. Esse profissional fará muitas leituras sobre o cenário econômico, História e Geografia.

Ainda no campo da formação, o mercado exige fluência em inglês. O profissional ainda precisa estar de olho às tecnologias para não perder novidades em matéria de softwares e demais ferramentas que ajudem em seu trabalho.

O que o economista pode fazer?

Conheça as possibilidades de trabalho para o economista:

  • Políticas Públicas: traçar políticas econômicas para normalizar e definir metas de crescimento de cidades, estados e da União;
  • Planejamento Estratégico: atuação na identificação e análise de oportunidades para orientar compras e fusões de empresas;
  • Perícia: o economista que atua com perícia, realiza análises pedidas pela justiça;
  • Pesquisa: com atuação em órgãos públicos ou empresas de consultoria, o economista faz levantamento do custo de vida, taxas de inflação e indicadores econômicos;
  • Mediação e arbitragem: mediação para resolução de impasses econômicos e financeiros entre empresas. Quando essa mediação não dá certo, o caso é levado à justiça;
  • Economia Ambiental: desenvolver projetos para diminuir os impactos ambientais em empresas, indústrias, órgãos públicos e Organizações Não Governamentais;
  • Economia Agroindustrial: análise da cadeia produtiva e de demanda para traçar estratégias de colocar os produtos à venda nos comércios regional, nacional e internacional.

O mercado de trabalho

As três áreas de atuação da economia mais conhecidas são o mercado financeiro, empresas e setor público. Veja o que o economista faz em cada uma delas:

  • Mercado financeiro: trabalhar com questões de câmbio, juros, taxa de crescimento, inflação;
  • Empresas: de todos os portes e segmentos para atuação no planejamento, controladoria e tesouraria. Quando o economista trabalha em empresas, ele também pode atuar em Recursos Humanos, analisando o pagamento dos funcionários;
  • Setor público: O Banco Central e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) são dois exemplos de órgãos públicos que precisam do trabalho do Economista.

Porém, o compliance é uma área em franco crescimento da economia. O compliance é adequar o negócio as normas e leis para combate de fraudes.

O trabalho do Economista no setor de compliance. Para atuar nesse setor, o profissional deve conhecer muito bem o segmento da empresa, a fim de apontar soluções condizentes às realidades dela.

Quanto ganha um economista?

O salário do Economista varia conforme o nível profissional. O profissional em começo de carreira ganha de R$3.500,00 a R$7.500,00 em pequenas e médias empresas e de R$5.500,00 a R$9.000,00 em empresas de grande porte.

No nível intermediário, o salário de R$7.000,00 a R$12.000,00 em pequenas e médias empresas e de R$14.000,00 a R$20.000,00 em empresas grandes.

No auge da carreira, a remuneração é de R$10.000,00 a R$18.000,00 em empresas pequenas e médias e de R$14.000,00 para cima em empresas de grande porte.

O que estudar para concursos de economista?

Os concursos públicos trazem questões de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Matemática, Informática e Conhecimentos Específicos como Introdução à Economia, Macroeconomia, Crescimento econômico, entre outros.

Teste seus conhecimentos: Resolva Simulados Concurso para Economista

Existe dia do economista?

O dia do economista é comemorado em 13 de agosto. A data é porque o presidente Getúlio Vargas oficializou a profissão com a lei no144 em 13 de agosto de 1951.

Você pode testar os seus conhecimentos sobre esse tema usando nossos simulados. É totalmente online e gratuito. Treine quantas vezes quiser! Acesse os Simulados Gabarite.

Comentar Dica

Para comentar esta dica é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!