Recenseador do IBGE: O que faz, quanto ganha e o que estudar?

Publicado por Sumaia Santana em 07/08/2019

O recenseador é quem faz coleta de dados mediante entrevistas pré-determinadas. Este profissional pode atuar em vários tipos de pesquisa, mas, seu trabalho é mais visto no Censo Demográfico do IBGE, estudo que acontece a cada 10 anos.

A contratação deste profissional é por meio de concurso público e a prestação de serviços é temporária. Se você tem dúvidas sobre trabalho do recenseador do IBGE, não pode perder este artigo!

O que é um recenseador do IBGE?

As funções desempenhadas pelo recenseador do IBGE são entrevistar a população por meio de um roteiro estabelecido. Esta pesquisa visa descobrir determinados aspectos do perfil deste grupo de pessoas.

Ele pode trabalhar em empresas de vários segmentos, porém, a figura do recenseador do IBGE é a mais conhecida por todos.

O recenseador do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística é um profissional contratado de maneira temporária (geralmente 2 meses) mediante concursos públicos e atua sob supervisão do Agente Censitário Supervisor e Supervisor Censitário. Para o IBGE, o recenseador atua nos Censos Urbano e Rural.

O que precisa para ser recenseador do IBGE?

É preciso ter ensino fundamental completo, habilidade para lidar com o público e disposição, porque o recenseador anda muito para fazer as entrevistas. A função não exige experiência, o IBGE oferece treinamento aos aprovados com duração de 4 ou 5 dias.

Trabalhar como recenseador pode ser uma ótima oportunidade para conquistar uma recolocação profissional, mesmo que temporária.

Quanto ganha um recenseador do IBGE?

O salário do recenseador do IBGE é por produção, ou seja, quanto mais pessoas ele entrevistar, maior será o ganho. O profissional também recebe uma remuneração ao término do seu contrato.

Ainda em relação a remuneração,  importante frisar que por mais que o pagamento seja por produção, o IBGE afirma que a jornada de trabalho recomendada do recenseador de 25 horas por semana.

Ainda sobre o pagamento, não basta fazer grande número de entrevistas. As coletas de dados precisam estar 100% em conformidade com as especificações do IBGE.

Tem curso para ser recenseador do IBGE?

Não tem cursos para atuar na função. Quem é aprovado recebe treinamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, treinamento o qual são disponibilizadas apostilas e há recursos de apresentações para melhor apresentação das informações.  

O que você pode fazer é resolver simulados para chegar à prova bem preparado.

Como funciona o treinamento para recenseadores do IBGE?

As provas dos concursos públicos trazem questões de Língua Portuguesa, Matemática e Conhecimentos Técnicos da função. Geralmente, o número de questões são 15, 10 e 25, respectivamente.

O tempo para fazer a prova costuma se de 2h30 e os critérios para aprovação são atingir no mínimo 30% da pontuação total. Veja quais assuntos abordados nas provas para recenseador do IBGE:

  • Língua Portuguesa: Interpretação de textos, Classificação das sílabas em relação o número, Uso de sinônimos, antônimos e homônimos, Pontuação, Acentuação, Emprego da crase, Ortografia, Emprego das classes de palavras (substantivo, numeral, adjetivo, advérbio, verbo, pronome), Uso dos pronomes, Concordância nominal e verbal, Regência nominal e verbal, Verbos regulares e irregulares, Tempos e modos verbais;
  • Matemática: Propriedades, operações e resolução de problemas com números inteiros e racionais, Números e grandezas proporcionais (Razão e proporção, Divisão proporcional e Regra de três simples), Porcentagem, Equações do 1º grau, Noções de geometria, Máximo divisor comum, Mínimo divisor comum;
  • Conhecimentos Técnicos: Todos os assuntos abordados na apostila “Estudo dos conhecimentos técnicos a serem abordados no Censo”. Esta apostila é encontrada em cada processo seletivo para recenseador.

Você pode testar os seus conhecimentos sobre esse tema usando nossos simulados. É totalmente online e gratuito. Treine quantas vezes quiser! Acesse os Simulados Gabarite.

Comentar Dica

Para comentar esta dica é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!