O que faz o Meteorologista, o que estudar e quanto ganha?

Publicado por Sumaia Santana em 17/09/2019

O meteorologista faz boletins climáticos para veículos de comunicação, propriedades rurais, tráfego aéreo e marítimo interpretando imagens de satélites, radares e gráficos.

As instituições públicas são quem mais absorvem o trabalho do meteorologista. Saiba o que é necessário estudar, áreas de atuação e quanto ganha do meteorologista.

Como se tornar um meteorologista?

O meteorologista tem que fazer a graduação de Meteorologia, ciência que estuda a influência dos eventos químicos e físicos no clima. O curso também chamado de Ciências Atmosféricas tem duração de 4 a 6 anos.

O primeiro curso de Meteorologia foi implantado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) nos anos 60 com orientação da Organização Meteorológica Mundial (OMM)

A grade curricular mescla disciplinas de exatas como matemática, física, astrofísica, estatística, economia, informática (softwares), com disciplinas específicas como climatologia, meteorologia física, sensoriamento remoto e agrometeorologia.

As matérias específicas são abordadas a partir do 2º ano do curso.

Durante o curso, o aluno realiza atividades em laboratórios, como interpretação de dados de satélites, sensores e radares. É um curso com estágio supervisionado obrigatório e entrega de trabalho de conclusão de curso.

Para trabalhar, o bacharel em Meteorologia deve ser inscrito no CREA (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia).

O registro provisório com validade de um ano pode ser solicitado após a colação de grau com apresentação de uma declaração de conclusão de curso e mais uma série de documentos.

Para o registro definitivo é necessário ter o diploma mais os mesmos documentos exigidos para registro provisório. Confira a relação de documentos para registro online CREA.

Qual perfil do meteorologista?

Para ser meteorologista precisa gostar de interpretação de dados exatos, porque o cotidiano envolve leitura de informações de gráficos, radares e sensores.

Afinidade com tecnologia também é qualidade esperada, visto que o meteorologista trabalha com equipamentos e software. Em relação às características comportamentais, o profissional deve gostar de atuar em equipe.

Quais instituições oferecem o curso?

Meteorologia é um curso oferecido, em sua maioria por instituições públicas nas regiões Sul, Sudeste e Norte. Saiba quais são algumas das instituições onde você pode estudar:

  • Meteorologia - Universidade de São Paulo;
  • Meteorologia - Universidade Federal do Rio Grande do Norte;
  • Meteorologia - Universidade Federal de Santa Maria - Rio Grande do Sul;
  • Meteorologia - Universidade Federal de Pelotas Rio Grande do Sul;
  • Ciências Atmosféricas Universidade Federal de Itajubá - Minas Gerais

O que estuda no curso de meterologia?

  • Exatas: Matemática Aplicada, Física, Eletromagnetismo, Astrofísica, Vetores, Geometria, Álgebra, Equações Diferenciais, Probabilidade e Estatística, Cálculo Diferencial, Cálculo numérico em Física, Computação;
  • Disciplinas específicas: Introdução às Ciências Atmosféricas, Instrumentos Meteorológicos, Métodos de Observação, Climatologia, Meteorologia por Satélite, Meteorologia Física, Meteorologia Tropical, Meteorologia Ambiental, Meteorologia Dinâmica, Meteorologia Sinótica, Química Atmosférica, Oceanografia Física, Hidrometeorologia, Micrometeorologia. 

O mercado de trabalho

Fazer a previsão do tempo não é a única possibilidade. Além dos veículos de comunicação, o profissional pode trabalhar em propriedades rurais e principalmente em instituições públicas como o INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), Marinha, Aeronáutica, Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Conheça as 8 áreas de trabalho para meteorologistas:

  1. Climatologia: previsão do tempo por imagens de satélites;
  2. Operacional: análise de condições climáticas para tráfego de aviões e embarcações;
  3. Agrometeorologia: boletins climáticos para orientar cronograma de plantio e colheita;
  4. Meteorologia ambiental: análise de como a poluição afeta o clima;
  5. Instrumentação meteorológica: realização de projetos, construção e operação de instrumentos e equipamentos utilizados nas atividades meteorológicos;
  6. Hidrometeorologia: análise do curso das águas dos rios e da chuva para realização de projetos para prevenção de enchentes;
  7. Biometeorologia: estudo das influências do clima em doenças e também das relações da atmosfera e as vidas animal e vegetal;
  8. Radiometeorologia: análise de como as condições meteorológicas afetam as telecomunicações.

Quanto ganha um meterologista?

Segundo o site do CREA SP,o salário do meteorologista e demais profissionais registrados no órgão tem que ser, no mínimo 6 salários mínimos mensais para jornadas de 6 horas diárias e de 8,5 salários mínimos mensais para jornadas de 8 horas diárias.

A média salarial é de R$6.000 a R$8.000.

O que estudar para concursos públicos?

Um dos últimos concursos públicos do INMET, uma das empresas que mais empregam meteorologistas foi em 2005. O concurso teve 30 vagas para o cargo, sendo 2 para Belo Horizonte (MG), 17 para a sede do INMET em Brasília (DF), 2 para Cuiabá (MT), 2 para Manaus (AM), 2 para o Rio de Janeiro (RJ) e 4 para São Paulo (SP).

A prova teve 50 questões, 20 de Português e 30 de Conhecimentos Específicos. Confira alguns dos assuntos que foram abordados:

  • Português: Interpretação de texto, Paráfrase e resumo, Emprego, função e flexão das classes gramaticais, Sintaxe de período e de concordância, Colocação e regência, Pontuação, Crase;
  • Conhecimentos Específicos: Climatologia, Agrometeorologia, Meteorologia Sinótica, Massas de ar, Análise de Campos Meteorológicos, Linha de Corrente e Configurações, Sistemas meteorológicos do Brasil e América do Sul, Influências do El Niño/La Niña no Brasil, Biometeorologia, Previsão numérica do tempo, Previsão e variabilidade climática, Meteorologia de mesoescala.

Existe dia do meteorologista?

Desde 2004 dia do meteorologista é 14 de outubro. Tal decisão foi da Sociedade Brasileira de Meteorologia para homenagear a regulamentação da profissão em 14 de outubro de 1980 pelo decreto 6.835. Antes disso, a data era comemorada em 3 de março.

Já o dia mundial da meteorologia é comemorado em 23 de março. A razão da data é que em 1961 foi criada a Organização Mundial de Meteorologia, órgão associado à Organização das Nações Unidas (ONU).

Você pode testar os seus conhecimentos sobre esse tema usando nossos simulados. É totalmente online e gratuito. Treine quantas vezes quiser! Acesse os Simulados Gabarite.

Comentar Dica

Para comentar esta dica é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!