Tapauer, Tapuer, Tapoer ou Tupperware: Qual é o correto?

Publicado por Rafael Thomas em 07/11/2019

Qual dona de casa não tem verdadeira paixão pelos seus potes? Há quem diga que potes que desaparecem geram grandes brigas entre família e até amigos. Principalmente quando se trata de produtos com qualidade.

Mas hoje vamos usar como plano de fundo os famosos potinhos para tirar de uma vez por todas a dúvida de como se escreve corretamente. É Tapauer, Tapuer, Tapoer ou Tupperware?

Primeiramente vamos explicar como é a grafia do nome da marca. A forma correta da escrita é Tupperware. yes 

Se em algum momento da vida o caro leitor viu escrito Tapauer, Tapuer, Tapoer ou de qualquer outra forma, saiba que estava errado.

Mas já que tocamos no nome da marca, sim, é o nome de uma marca, vamos apresentar um pouco sobre a sua trajetória da indústria mais amada por donas de casa de todo o mundo.

O que é Tupperware?

Criada nos anos de 1940 em Leominster, Massachussets, nos Estados Unidos a Tupperware é uma das mais famosas e renomadas industrias de plástico do mundo com presença em mais de 100 países.

Na sua linha de produção é possível encontrar os mais variados produtos como jarras, potes para guardar, preparar e congelar alimentos, potes para uso no forno de micro-ondas, pratos, copos, xícaras etc.

Seu grande diferencial era o fechamento selante para guardar e proteger melhor os alimentos.

A marca está presente no Brasil desde 1976 e seu polo industrial está situado no bairro de Guaratiba, no Rio de Janeiro. As vendas acontecem por meio de demonstrações de produtos ou por vendas pela internet.

Empresas que são Branding

É incontestável a força do nome Tupperware. Tanto que muita gente chama os potes de guardar alimento diretamente pelo nome da marca.

Este fenômeno dentro do Marketing é chamado de Branding, quando a força da marca vira sinônimo do produto.

O Branding, derivado de brand (que significa marca em inglês), é um conjunto de ações que destina-se a gestão da marca. Para uma marca chegar neste status de produto é possível que ocorra duas coisas.

A primeira é que ela seja a pioneira naquele segmento e a segunda é quando há um massivo investimento de comunicação tanto midiático quanto nos pontos de venda.

Existem estudiosos que dizem que quando isso acontece com a marca é o ápice do sucesso, já outros defendem que este tipo de conexão com o público consumidor pode transformar a marca em um significado genérico do produto.

Mas vale ressaltar que mesmo quando a marca está no inconsciente da população não é garantia de fidelização com o cliente.

Provavelmente quando alguém vai ao mercado comprar palha de aço deve pensar automaticamente, “vou comprar o Bombril”, mesmo que na hora leve o produto da concorrente Assolan, por exemplo.

E que criança não pede a mãe o Danone ou o Yakult, mesmo que leve iogurte e leite fermentado de uma outra marca?

Quem quando vai até uma farmácia pede hastes flexíveis? De cara o cliente pede cotonete, mesmo que leve de outro fabricante.

Essa força no produto foi o que aconteceu com o Tupperware.

Claro que para as gerações mais novas a marca ter o nome de pote de plástico já não tem tanta força, mas quando ela foi a pioneira, por muito tempo esse fenômeno se fez presente.

Exemplos de Branding onde a marca é sinônimo do produto

  • Tupperware – Pote para mantimentos
  • Netflix – serviço Streaming
  • Sucrilhos – ceral de milho
  • Danone – iogurte
  • Yakult – leite fermentado
  • Bombril – palha de aço
  • Leite Moça – leite condensado
  • Gilette – lâmina de barbear
  • Cotonete – hastes flexíveis
  • Xerox – foto copiadora
  • Band aid – curativo

Você pode testar os seus conhecimentos sobre esse tema usando nossos simulados. É totalmente online e gratuito. Treine quantas vezes quiser! Acesse os Simulados Gabarite.

Comentar Dica

Para comentar esta dica é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!