ProUni: Saiba o que é, como entrar e como funciona

Publicado por Rafael Thomas em 10/11/2019

O que é, e quando foi criado o ProUni?

Criado em 2004 através da lei Lei nº 11.096/2005, o Programa Universidade Para Todos (ProUni), tem como objetivo conceder bolsas de estudos integrais e parciais para alunos que desejam cursar uma graduação ou cursos de formação específica em universidades privadas.

Em contra partida o Governo Federal oferece a estas instituições de ensino abatimentos em seus tributos.

Para pleitear uma das bolsas, o aluno deve realizar a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano anterior ao que deseja pedir a bolsa do ProUni.

Por exemplo, se for pedir para participar do Programa no próximo ano (2020), deverá fazer o Enem agora em 2019.  

Além desse requisito também é preciso que o candidato tenha renda familiar de até 3 salários mínimos por pessoa e que alcance a nota mínima exigida pelo Ministério da Educação (MEC), no exame.

Entre essas condições também são exigidas do estudante que ele ter cursado o ensino médio completo ou parcial em escola pública.

E caso tenha estudado em escola privada parcial ou integralmente o ensino médio, que tenha sido com bolsa da instituição. Pessoa portadora de deficiência e se for professor da rede pública de ensino básico que esteja trabalhando no momento.

Para os professores o Programa concede bolsas para os cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia.

O ProUni também utiliza em seu processo de seleção bolsas para cotistas com deficiência, além dos pretos, pardos ou índios. Os alunos cotistas também devem cumprir os requisitos do programa.

Como ser selecionado e entrar para o ProUni?

A seleção para o ProUni é feita em três etapas. A primeira o aluno escolhe se a bolsa será integral ou parcial, depois seleciona até cinco instituições de ensino, curso e turno que estejam disponíveis e compatíveis com a sua renda familiar.

Em seguida ele será classificado pelo Sistema do ProUni (Sisprouni) a partir da sua nota no Enem. Em seguida basta aguardar a listagem com os candidatos pré-selecionados.

A segunda etapa é a checagem das informações fornecidas pelo aluno, que deve comparecer  na universidade escolhida com todos os documentos exigidos.  

Caso seja aprovado pela instituição de ensino o aluno pode ter que realizar um processo de seleção próprio da universidade.

Depois da avaliação basta aguardar a inserção no programa mediante a emissão do correspondente Termo de Concessão de Bolsa. Caso o candidato não seja aprovado em alguma das etapas deverá aguardar a segunda chamada da seleção.

O aluno que ingressar no Programa precisa também cumprir algumas exigências como aproveitamento de pelo menos 75% (setenta e cinco por cento) das disciplinas em cada semestre.

Caso o aluno não cumpra este acordo poderá ter a chance de apenas uma renovação, mas se ficar novamente abaixo da média exigida perderá a bolsa.

Como é feito o preenchimento das bolsas no ProUni?

As bolsas são preenchidas da seguinte forma: Segundo o Portal do MEC, esse processo passa pelas seguintes etapas:

1. Pré-seleção em primeira chamada

Pré-seleção em primeira chamada, para os estudantes classificados de imediato, de acordo com as suas opções de curso e suas notas no Enem.

2. Pré-seleção em segunda chamada

Pré-seleção em segunda chamada, para os estudantes pré-selecionados para as bolsas não preenchidas em função da reprovação dos candidatos pré-selecionados em primeira chamada.

3. Bolsas remanescentes

Bolsas remanescentes, vagas que sobraram, ou não foram preenchidas pelas próprias instituições, a partir dos critérios adotados pelo ProUni.

Os alunos são selecionados na seguinte ordem: alunos das turmas iniciais, a partir da nota do vestibular da instituição, alunos dos outros períodos letivos, conforme seu desempenho acadêmico na instituição.

Vale lembrar que os estudantes professores da rede pública matriculados em cursos de licenciatura, normal superior e pedagogia terão prioridade nas vagas.

4. Caso ainda sobrem bolsas?

Caso ainda sobrem bolsas elas serão ofertadas de novo no próximo processo seletivo correspondente do ProUni, junto com as bolsas obrigatórias. 

Todo tramite do ProUni é feito pelo Sisprouni, o sistema informatizado do programa. Ele permite a identificação em tempo real da situação de cada uma universidade participante do programa.

O aluno que conseguir o ProUni poderá também solicitar o Financiamento Estudantil (Fies). Todos os alunos com bolsa de 50% podem pedir o Fies para que o financiamento pague a metade da mensalidade não coberta pela bolsa.

O que é o Fies e como funciona? Quem tem direito?

Basta que a instituição de ensino também seja participante do Fies. Para mais informações acesse o site do ProUni e acompanhe as datas do programa.

Você pode testar os seus conhecimentos sobre esse tema usando nossos simulados. É totalmente online e gratuito. Treine quantas vezes quiser! Acesse os Simulados Gabarite.

Comentar Dica

Para comentar esta dica é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!