Formas nominais do verbo (particípio, gerúndio, infinitivo)

Dinake Núbia Português, Verbos Erramos?

Você sabe como as formas nominais dos verbos são aplicadas? Vamos focar nas suas formas nominais, que são o particípio, gerúndio e o infinitivo. Abaixo vamos explicar e exemplificar cada uma delas.

Verbo é uma das palavras mais comuns de ser ouvida e escrita quando se estuda a Língua Portuguesa. Mas você sabe o que é um verbo?

O verbo é uma classe de palavras que, do ponto de vista semântico, traz noções de ação, processo, estado ou fenômenos.

Já do ponto de vista sintático, o verbo têm a função de núcleo do predicado das sentenças. Resumindo, os verbos indicam acontecimentos.

Na Gramática existem os verbos regulares, irregulares, anômalos, defectivos, impessoais, unipessoais, abundantes, de ligação, auxiliares, pronominais, reflexivos, transitivos e intransitivos.

Formas nominais do verbo

Agora que você já relembrou o que é um verbo, vamos focar nas suas formas nominais, que são o particípio, gerúndio e o infinitivo.

Para começar, as formas nominais são aquelas que não apresentam flexão de tempo e modo. Dessa forma, elas têm as funções próprias dos nomes (substantivos, adjetivos e advérbios).

Quando falamos em formas nominais do verbo significa que ele se comporta de forma semelhante a um substantivo, adjetivo ou advérbio. Nesses casos, ele pode ainda assumir o lugar de qualquer um destes nomes.

Abaixo vamos explicar e exemplificar cada uma delas. Confira!

Particípio

O particípio expressa o resultado de ação. No caso das formas nominais, o particípio pode ser regular ou irregular.

O particípio regular é caracterizado pela terminação ADO e IDO, revelando o tempo passado da ação verbal. Geralmente eles vem acompanhado dos verbos auxiliares ter haver, na voz ativa.

Exemplos:

  • Eu poderia ter chegado mais cedo, mas não fui avisado
  • Ele foi aprovado no teste de matemática
  • Nós temos passado por dias complicados
  • A dona da loja teria entregado as roupas mais cedo
  • Nós já havíamos aceitado a parceria antes mesmo de ele pedir
  • Quando ele chegou eu já havia dormido

Já o particípio irregular, o verbo é empregado na voz passiva, acompanhado dos verbos auxiliares ser, estar e ficar. Ele também recebe os finais a de feminino e s de plural e pode ainda desempenhar o papel de adjetivo.

Exemplos:

  • O documento foi escrito há mais de 15 anos
  • As portas as loja serão abertas às 10 horas
  • Luiza tinha aberto a porta para esperá-lo
  • Eu teria aceitado, mas ele não teve coragem de me convidar
  • Esse tipo de comportamento não será aceito aqui
  • O campeonato de futebol da vizinhança já está ganho

Outros verbos no particípio regular:

  • Agradecido
  • Convencido
  • Corrompido
  • Enchido
  • Escurecido
  • Incorrido
  • Invertido
  • Submetido
  • Afligido
  • Cobrido
  • Confundido
  • Corrigido
  • Distinguido
  • Expelido
  • Inserido
  • Tingido
  • Aceitado
  • Entregado
  • Prendido
  • Elegido

Outros verbos no particípio irregular:

  • Grato
  • Convicto
  • Corrupto
  • Cheio
  • Escuro
  • Incurso
  • Inverso
  • Submerso
  • Aflito
  • Coberto
  • Confuso
  • Correto
  • Distinto
  • Expulso
  • Inserto
  • Tinto
  • Aceito
  • Entregue
  • Preso
  • Eleito  

Gerúndio

A forma nominal do verbo no gerúndio demonstra a ação verbal, incompleta ou prolongada, e caracteriza-se pelo final NDO.

Em outras palavras, o gerúndio expressa a continuidade do processo verbal, desempenhando funções do advérbio ou do adjetivo.

Exemplos:

  • Já estou indo para o trabalho
  • Meu marido anda correndo de um lado para o outro.
  • Nós já estamos jantando
  • Os meninos estão jogando bola na rua
  • Meus pais estão brigando
  • Já estamos comemorando
  • Meu irmão estava estudando

Para esclarecer, a formação do gerúndio ocorre da seguinte forma: 1ª conjugação: ANDO; 2ª conjugação: ENDO; 3ª conjugação: INDO.

Infinitivo

Já a forma nominal no infinitivo, o verbo apresenta a forma original, ou seja, ele não sofre conjugação. Para facilitar, é bom lembrar das terminações:  AR, ER e IR.

O verbo no infinitivo é utilizada quando o objetivo for expressar a noção de ação do verbo. O verbo no infinito também equivale ao valor de um substantivo.

Assim como o gerúndio, o infinitivo tem duas formas: o impessoal e o pessoal. O impessoal é aquele que se constrói sem a necessidade de um sujeito. Já o infinitivo pessoal possui sujeito próprio, podendo ser flexionado.

Exemplos do infinitivo impessoal:

  • Queremos saber se ele realmente vai embora
  • Ela gosta de ouvir pagode aos domingos
  • Comer bem é a melhor opção
  • Devemos sair daqui antes que anoiteça
  • Difícil de fazer e fácil de esquecer

Exemplos do infinitivo pessoal:

  • Era necessário contarmos a verdade
  • Trouxe algumas roupas para eles arrumarem
  • Nós paramos para eles verem o mar
  • Acho bom vocês aprenderem a cozinhar
  • O governo pediu para empresários doações
  • Eu vou se vocês quiserem participar da festa
  • É importante sabermos de tudo isso