A Educação nas Escolas Públicas do Brasil: Problemas enfrentados

A escola pública é um direito de todos os cidadãos brasileiros. É através dos recursos públicos que ela é mantida, ofertando ensino gratuito e de qualidade.

Luana Caroline Pedagogia, Educação Escolar Comunicar erro

A Educação nas Escolas Públicas do Brasil: Problemas enfrentados
Capa: A Educação nas Escolas Públicas do Brasil: Problemas enfrentados

A Constituição Federal do Brasil de 1988 afirma que “a educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho” (Art. 205).

Como direito de todos, a Educação não pode ser realizada exclusivamente em instituições privadas, uma vez que a ampla maioria da população não teria as condições financeiras necessárias para pagar pelos serviços educacionais.

Por isso, foram criadas as escolas públicas no Brasil.

Os recursos públicos para educação no Brasil são destinados, portanto, para as escolas públicas, podendo ampliar-se também para escolas comunitárias, confessionais e filantrópicas, desde que estas não visem lucro financeiro.

Com isso, espera-se que toda população tenha acesso à Educação.

Escolas públicas do Brasil

A escola pública é um direito de todos os cidadãos brasileiros. É através dos recursos públicos que ela é mantida, ofertando ensino gratuito e de qualidade.

Há nas escolas públicas muitas possibilidades de aprendizagem, e saem das escolas públicas pessoas muito bem formadas para o exercício da cidadania e inclusão no mercado de trabalho.

Há também problemas nas escolas públicas, os quais muitas vezes se sobressaem diante das boas notícias sobre a escola pública no país.

Problemas da escola pública no Brasil

As escolas públicas do Brasil passam por diversos problemas que se refletem diretamente na qualidade do ensino. Estes problemas normalmente são estruturais e atingem instituições do país todo.

São alguns dos principais problemas da escola pública no Brasil:

  • Destinação inadequada de recursos;
  • Falta de livro didático;
  • Escassez de material didático (caderno, lápis, recursos de ensino, etc.);
  • Desvalorização dos professores e servidores da Educação;
  • Falta de profissionais formados na área;
  • Salas superlotadas;
  • Falta de investimentos na estrutura física das escolas.

Há também problemas que atingem a escola pública, mas que derivam da organização e das dinâmicas da própria sociedade, como:

  • Indisciplina dos alunos;
  • Violência com professores, servidores e colegas;
  • Famílias desestruturadas e que se refletem no rendimento do aluno;
  • Uso de drogas ou álcool;
  • Gravidez precoce;
  • Trabalhos ilícitos desenvolvidos por alguns estudantes;
  • Evasão escolar ou retenções seguidas;
  • Pobreza extrema das famílias e que acarreta danos ao aluno.

Os problemas da educação púbica, portanto, não envolvem apenas a desvalorização das instituições e dos profissionais da educação.

Eles perpassam questões mais amplas da sociedade, como a própria desigualdade social, o desemprego e a fome.

Valorização das escolas públicas no Brasil

Como a maior parte da população brasileira passou por uma escola pública, é natural que os problemas desta sejam mais evidentes e conhecidos do que os problemas das instituições particulares de ensino.

Sabe-se que as escolas públicas brasileiras carecem de mudanças urgentes em sua estrutura, o que passa por uma reorganização da própria educação pública como um todo.

Há bons profissionais formados, há bons espaços que podem ser utilizados pela educação pública, mas há também muita negligência envolvida na forma como a educação é vista no país.

É dever do Estado a oferta de vagas de ensino na Educação Básica (Pré-escola, Ensino Fundamental e Ensino Médio). Para garantia desta oferta, são necessárias as escolas públicas.

No entanto, para cumprir com a legislação vigente, não basta abrir novas vagas. É necessária uma nova visão sobre a educação pública no país, especialmente a valorização desta.

As escolas públicas são necessárias, e são também um direito da população. Elas não devem ser vistas como um fardo para o Estado, mas como uma possibilidade de melhoria de vida da população através do ensino.

A educação não tem condições de sozinha mudar os rumos de uma nação, mas ela proporciona os conhecimentos necessários para que as pessoas tenham autonomia, possam refletir e fazer suas escolhas, e com isso mudem suas próprias vidas.