← Mais dicas

10 dicas para vencer a procrastinação. Adeus preguiça!

Por Luana Caroline em 27/10/2020 20:30:41 | Pedagogia, Como vencer

Basicamente, a procrastinação é o ato de deixar para depois aquilo que se pode fazer agora. Vejamos aqui 10 dicas para vencer a procrastinação e como você pode superá-la no seu dia a dia.


10 dicas para vencer a procrastinação
10 dicas para vencer a procrastinação.

Todas as pessoas já deixaram para depois algo que poderiam fazer naquele momento. Por razões variadas uma decisão ou tarefa pode ter sido adiada, e isso é totalmente comum.

No entanto, quando o ato de “deixa para depois” vai se tornando um vício, é preciso redobrar os cuidados, pois pode-se estar procrastinando!

O que é procrastinação?

Basicamente, a procrastinação é o ato de deixar para depois aquilo que se pode fazer agora.

É adiar um compromisso, uma atividade ou decisão, mesmo sabendo que ela poderia ser feita ou tomada no momento atual.

As pessoas procrastinam por vários motivos, e todo mundo já procrastinou um dia, seja para pagar uma conta, se encontrar com um amigo, resolver uma questão burocrática.

Quanto mais entediante parece uma tarefa, maior a probabilidade de procrastinação.

A procrastinação sob o viés psicológico

Deixar algo para resolver depois não é necessariamente algo preocupante, uma doença ou algo do tipo. Mas um comportamento procrastinador pode estar relacionado com questões psicológicas mais profundas.

Acredita-se que a procrastinação possa ter uma base em sentimentos como medo, baixa confiança em si próprio, receio em não agradar, pavor da rejeição, receio de falhar.

Isso faz com que muitas pessoas procrastinem uma mudança de emprego, o fim de um relacionamento ou reatar amizades antigas.

Quando a procrastinação causa problemas para a pessoa, gerando ansiedades, endividamento (não pagar contas, por exemplo), perca de prazos, compromete a vida de outras pessoas, danos à saúde, então é hora de consultar um especialista e encontrar o melhor tratamento para resgatar a qualidade de vida e o poder de ação.

10 dicas para vencer a procrastinação

Para quem deseja vencer a procrastinação, pode ser necessário tratamento psicológico específico. Mas existem também algumas medidas cotidianas que ajudam a não deixar tudo para depois.

Veja as estratégias:

  1. Reconhecer que você tem um comportamento procrastinador.
  2. Organização é a palavra-chave para vencer a procrastinação.
  3. Faça planejamentos em diversas escalas: anuais, mensais, semanais e diários.
  4. Se tiver dificuldade em cumprir grandes metas, dissolva-as em tarefas menores.
  5. Elimine da sua vida as coisas que te fazem procrastinar.
  6. Sempre que conseguir cumprir suas metas sem deixar para depois, encontre formas de comemorar.
  7. Peça ajuda para tarefas que você não consegue fazer sozinho.
  8. Não pense no quão pesada uma tarefa é. Mantenha o foco.
  9. Dê o primeiro passo. Ele é sempre o mais difícil, mas depois que você começar, será mais fácil não desistir.
  10. Procure ajuda! Não deixe de buscar ajuda especializada se estiver sem forças para cumprir suas tarefa.

Agora... vamos explicar melhor cada uma dessas 10 dicas e como superá-las:

Reconhecer que você tem um comportamento procrastinador e que precisa se dedicar para superar essa conduta. Começar traçando um objetivo claro de mudança é importante.

Por exemplo: “a partir de hoje farei o possível para resolver todas as coisas que estiverem ao meu alcance no momento em que elas aparecerem. Se não conseguir, estipularei uma data final para resolução”.  

Organização é a palavra-chave para vencer a procrastinação. Criar hábitos, um planejamento semanal e colocar no papel as coisas que precisam ser feitas em nível de urgência, é uma estratégia boa.

Faça planejamentos em diversas escalas: anuais, mensais, semanais e diários. Em cada um destes, estipule metas a serem cumpridas. Você perceberá que se falhar um só dia, irá acumular tarefas e se sobrecarregar nos demais dias.

Se tiver dificuldade em cumprir grandes metas, dissolva-as em tarefas menores e que sejam mais fáceis e rápidas para resolver. Isso lhe dará motivação para não desistir e chegar até o grande objetivo final.

Elimine da sua vida as coisas que te fazem procrastinar. Se as redes sociais afetam sua organização, estipule horários para usá-las ou então as elimine do seu cotidiano.

Sempre que conseguir cumprir suas metas sem deixar para depois, encontre formas de comemorar pela realização da tarefa.

Se sua missão era pagar todas as contas antes do vencimento, e você conseguiu, permita-se um pequeno presente (sorvete, um doce, um brinco, uma tarde de cinema, um passeio) e isso lhe trará a sensação de vitória.

Peça ajuda para tarefas que você não consegue fazer sozinho. Quando assumimos um trabalho demasiado pesado para nós, podemos nos desgastar e desistir antes do tempo.

Quando dividimos uma tarefa com alguém, tudo se torna mais leve, e as chances de concretizar são maiores.

Não pense no quão pesada uma tarefa é. Mantenha o foco em como se sentirá após ter cumprido com esta tarefa. Por exemplo: você tem toda a casa para limpar e grama para cortar.

É uma tarefa que pode ser chata para você. Se você ficar pensando no quanto odeia esse trabalho, irá procrastinar.

Se você focar nos resultados, em como sua casa ficará limpa e bonita, e no quanto será bom descansar após ter feito seu trabalho, encontrará forças para seguir.

Dê o primeiro passo. Ele é sempre o mais difícil, mas depois que você começar, será mais fácil não desistir. Se for preciso, tire um dia para resolver todas as suas pendências, depois comece a organizar sua rotina futura.

 Procure ajuda! Não deixe de buscar ajuda especializada se estiver sem forças para cumprir suas tarefas, se o cansaço for grande ou o desânimo o limitar.

Algumas coisas precisam ser cuidadas por quem entende do assunto. Exames para averiguar sua saúde, uma boa conversa com um psicólogo, podem lhe revelar coisas que você não sabia. Muitas vezes um cuidado mais específico é o que falta.

Foto de perfil Luana Caroline
Por Luana Caroline em 27/10/2020 20:30:41
Professora de Geografia
Mestra em Geografia (2014), Especialista em Neuropedagogia (2013), Especialista em Educação Profissional e Tecnológica (2018) e Graduada em Licenciatura em Geografia (2011).

Deixe seu comentário (0)

Seja o primeiro a comentar!