← Mais dicas

O que é, e como funciona o método construtivista?

Por Luana Caroline em 07/06/2021 00:52:32 | Pedagogia, Educação, Escola, Construtivismo

O construtivismo tem como base a ideia de que os processos de construção do conhecimento ocorrem nas interações do sujeito com o meio. O professor atua como mediador, facilitador.


O construtivismo é uma das teorias no âmbito da educação, a qual se materializou em um método próprio de ensino.

Este método é amplamente utilizado na educação atual, e leva em consideração o papel ativo dos sujeitos na construção dos conhecimentos.

Jean Piaget é o nome mais conhecido do Construtivismo, sendo aclamado como o “pai” desta corrente pedagógica. Também são importantes nesta linha de pensamento as obras de Lev Vygotsky.

Ambos são autores intensamente referenciados na área da educação, com importantes contribuições para os processos de ensino e aprendizagem.

O que é o construtivismo?

O construtivismo é uma das correntes pedagógicas mais conhecidas no mundo todo. Ela tem como base a ideia de que os processos de construção do conhecimento ocorrem nas interações do sujeito com o meio.

Esta corrente da educação foi criada ainda na década de 1920 por Jean Piaget, sendo também a base do pensamento de Lev Vygotsky.

Ambos os autores tinham algumas ideias em comum, mas também há vários pontos de contradição entre suas obras.

Características do construtivismo na educação infantil

Uma educação de base construtivista, segundo preceitos de Piaget teria como características:

  • O aluno centrado no processo de ensino-aprendizagem;
  • As particularidades de cada aluno são respeitadas, já que cada pessoa tem um tempo próprio de amadurecimento e assimilação dos conteúdos;
  • Os conhecimentos não são passados de “cima” para “baixo” pelo professor. Há um processo dinâmico na construção dos conteúdos, diferente do que ocorre no método tradicional, em que o aluno é passivo;
  • Os novos conhecimentos são construídos a partir dos conhecimentos já adquiridos anteriormente em um gradual processo;
  • O conhecimento não é estático e nem uma verdade absoluta, o diálogo e a reflexão crítica são valorizados.

No construtivismo, o desenvolvimento cognitivo da criança só será efetivo quando se basear em uma interação entre esta (sujeito) e o objeto do estudo.

O aluno, neste sentido, é entendido como ser passivo nas relações com o mundo, e é a partir de suas experiências que será dada a direção e se concretizará o significado daquilo que for aprendido.

Qual o papel do professor no método construtivista?

No método construtivista, o professor não é aquele que detém todo conhecimento (ativo), enquanto os alunos são receptores dos conteúdos (passivos).

O professor atua como mediador, facilitador e também aquele que orienta os processos educativos.

Em uma lógica construtivista, nenhum conhecimento está pronto ou acabado.

Tudo é passível de mudança em conformidade com os contextos históricos, sempre pelas interações entre os homens e o meio físico e social.

Neste sentindo, o professor entenderá que o aluno já chega na escola com muitos conhecimentos e vivências, e que esta bagagem que o aluno carrega será importante nos processos de aprendizagem.

Como são as interações em sala de aula no método construtivista?

  • O currículo abrange do todo para as partes, no sentido de entendimento integral dos conteúdos, e não fragmentação destes;
  • As questões propostas pelos alunos são levadas em consideração e embasam conteúdos;
  • As atividades partem do vivido e das experiências dos estudantes, de realidades concretas, e não apenas de livros;
  • Os estudantes são vistos como pessoas que já possuem uma bagagem de conhecimentos externos ao ambiente da escola, e estes são amplamente aproveitados em aulas;
  • Os professores aderem a uma dinâmica de interação, guiando os debates e a busca pelos conhecimentos;
  • Os professores não se colocam em uma escala hierárquica de superioridade diante dos estudantes, não são os únicos detentores do conhecimento;
  • Os professores valorizam os posicionamentos dos alunos, compreendendo que cada sujeito tem suas próprias experiências, e que estas influenciam na aquisição e assimilação dos conhecimentos;
  • A avaliação é desenvolvida por múltiplas vias, especialmente através da observação por parte do professor em relação ao trabalho dos estudantes;
  • Os trabalhos em grupo são bastante valorizados, já que possibilitam uma rica interação entre os alunos.
Foto de perfil Luana Caroline
Por Luana Caroline em 07/06/2021 00:52:32
Professora de Geografia
Mestra em Geografia (2014), Especialista em Neuropedagogia (2013), Especialista em Educação Profissional e Tecnológica (2018) e Graduada em Licenciatura em Geografia (2011).

Deixe seu comentário (0)

Seja o primeiro a comentar!