← Mais dicas

Economista: Quais são os melhores cursos para se formar?

Por Gabriela Castro em 21/07/2021 17:41:28 | Economia, Economista

Existem vários cursos pelo país que oferece essa graduação, confira alguns cursos que são autorizados pelo MEC. Entre as principais podemos citar:


A média salarial de um economista pode ser bem atrativa!
A média salarial de um economista pode ser bem atrativa!.

Quando pensamos em um economista, a primeira coisa que vem à cabeça é uma pessoa boa de matemática e que entende tudo sobre economizar e investir! Mas, será que esse é o real perfil desse profissional?

Um economista precisa ser bom de cálculo?

Portanto, apesar dessa imagem que as pessoas têm sobre um economista e a maioria acreditar que esse profissional é da área de exatas.

Aliás, o curso de Economia ou Ciências Econômicas pertence à área de Humanas! Como saber se sou de Exatas ou Humanas? O que estudar?

Além de entender de investimentos, um bom economista tem que acompanhar projeções de juros, PIB, inflação, dólar e não apenas isso.

Para que suas projeções futuras tenham uma maior assertividade, eles precisam pensar na relação de causa e efeitos em vários aspectos.

Assim, em uma situação atual podemos exemplificar, que um bom economista tem que entender o porquê as altas dos preços estão diretamente ligadas com a pandemia.

Então, para responder a essa pergunta, o economista tem que pensar além das questões matemáticas, e é aí que a área de humanas entra.

O economista tem que pensar como as causas e efeitos dentro da sociedade podem alterar a economia. Seja de forma local ou mundial.

Assim, além de entender de cálculos, softwares econométricos e um pouco de programação, o economista precisa ter criatividade para pensar nas possíveis soluções de problemas que ele possa estar enfrentando.

Qual é a formação necessária para se tornar um economista?

Se você deseja se tornar um economista, você deverá cursar Economia ou Ciências Econômicas. Além disso, o economista precisa ser uma pessoa que esteja por dentro das principais discussões das ciências humanas.

Já que a profissão envolve questões políticas, comportamento humano e fenômenos econômicos.

Após a formação o profissional ainda deve ter seu registro no conselho que é o CORECON. Conselho Regional de Engenharia para poder atuar de forma legal dentro da área.

Onde um economista pode trabalhar?

Um economista pode ter várias oportunidades no mercado de trabalho, muitas delas vão além de trabalhar em um banco!

Entretanto, se você gosta do mercado financeiro, o economista pode atuar nesse ramo trabalhando com investimentos, análise risco, concessão de crédito, assessoria de investimentos e planejamento financeiro.

Desse modo, na iniciativa privada um economista pode atual oferecendo consultorias para empresas. Atuando, por exemplo, na microeconomia, em que o economista ajuda a empresa a precificar seu produto.

A economia de direito é uma área em que o economista irá avaliar o impacto na fusão de duas empresas. Observando se tal ação causará impacto positivo ou negativo para a população. Afinal, há a possibilidade de se formar um oligopólio ou monopólio na oferta de um produto o serviço.

Aliás, um economista também pode atuar em cargos públicos, trabalhando com o gerenciamento de contas públicas, fazendo planejamento, orçamentos e até na construção das diretrizes fundamentais em órgãos como o Banco Central e o CVM.

Outro campo bem bacana para atuação desse profissional é o de pesquisas. Seja para empresas privadas ou para instituições de ensino. Por fim, um economista pode atuar como professor em cursos e universidades.

Resumindo, o economista pode verificar a viabilidade econômica de um projeto, trabalhar como orientador financeiro, atuar no mercado financeiro, fazer auditorias para empresa.

Além disso, pode atuar no mercado de importação e exportação, na economia agroindustrial, no comércio exterior, como mediador entre empresas para resolver impasses econômicos.

Aliás, algumas das principais áreas que o economista pode atuar são:

  • Agronegócio;
  • Saúde;
  • Ambiental;
  • Setor público.

Quais são os melhores cursos para se formar?

Existem vários cursos pelo país que oferece essa graduação, confira alguns cursos que são autorizados pelo MEC.

Aliás, se você quer ir além, existem algumas graduações na área que você pode fazer. Entre as principais podemos citar:

  • Ciências do Consumo – nessa especialização, o economista irá entender a relação do consumo e a sociedade. Você irá encontrar esse curso Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM-SP) e Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).
  • Economia voltada para Engenharia Financeira -  a especialização é voltada para o mercado financeiro. O curso é oferecido na Fundação Getúlio Vargas e na Escola de Economia de São Paulo.
  • Microeconomia Aplicada – curso destinado a profissionais que queiram atuar em consultorias econômicas para empresas públicas ou privadas. Estude na Fundação Getúlio Vargas ou Escola de Economia de São Paulo.
  • Economia Ecológica – o objetivo é preparar o profissional para elaborar projetos ambientais e socioeconômicos. A Universidade Federal do Ceará é um dos melhores cursos na área.
  • Economia Empresarial e Controladoria – durante esse curso o aluno aprenderá informações sobre contabilidade e economia. Para que no final ele seja capaz de planejar e usar sistemas de informação para resolver questões financeiras e econômicas das organizações. A Universidade de São Paulo é que oferece esse curso.
  • Finanças- o foco é preparar o aluno para se tornar um docente e pesquisador na área, o curso é oferecido na Universidade Federal do Ceará.

Qual a média salarial de um economista?

A média salarial de um economista pode ser bem atrativa! Mesmo um economista Junior pode ter um salário bem atrativo.

Para economistas conceituados o salário mensal pode atingir cerca de R$ 40 mil!

Mas é claro, que a média salarial irá depender de fatores como formação, especialização, experiência e responsabilidades.

Então, segundo a Catho um economista tem um salário mensal na faixa de R$ 3.151,00. Já o Site Nacional de Empregos o Sine, calcula que a média nacional de um economista em início de carreia está em torno de R$ 1.422, para uma empresa pequena.

Entretanto, após uns anos de carreira esse salário vai para cerca de R$ 8.566 no nível considerado máster. Além disso, o salário pode variar muito de um estado para o outro.

Confira os salários de um economista nas principais capitais do país.

  • Distrito Federal: R$ 8.846
  • Pará: R$ 8.289
  • Goiás; R$ 6.028
  • São Paulo: R$ 5.892
  • Paraná: R$ 5.766
  • Pernambuco: R$ 4.289
  • Espírito Santo: R$ 4.066
  • Bahia: R$ 3.208

Confira o salário de um economista de acordo com sua experiência profissional.

  • Trainee – R$ 1.485;
  • Júnior – R$ 2.414;
  • Pleno – R$3.017;
  • Sênior – R$4.903;
  • Máster – R$ 6.129.

Então, agora que você já sabe tudo sobre a profissão é só se preparar para o vestibular com nossos simulados!

Gostou desse conteúdo? Se puder comentar ou compartilhar ficaremos gratos. Veja outros similares dessa mesma disciplina.

Foto de perfil Gabriela Castro
Por Gabriela Castro em 21/07/2021 17:41:28
Redatora Web
Redatora freelancer de blog, sites, e-book, e-mail marketing, entre outros. Criadora de conteúdo para Redes Sociais.

Deixe seu comentário (0)

Seja o primeiro a comentar!