← Mais dicas

Iluminismo: Ideias, críticas, principais pensadores e consequências

Por Maíra Pires em 16/06/2021 16:21:05 | História, Iluminismo, Mercantilismo, Absolutismo

O Iluminismo foi uma corrente de pensamento que emergiu na França. Não aprovavam o poder da igreja, defendiam o fim do absolutismo do rei, e o fim da forma econômica do Mercantilismo. Veja um resumo:


Iluminismo: Ideias, críticas, principais pensadores e consequências
Iluminismo: Ideias, críticas, principais pensadores e consequências.

O Iluminismo foi um movimento intelectual, isto é, uma corrente de pensamento que emergiu na Europa, mais especificamente na França, no século XVIII. Este surgiu em oposição as principais ideias que eram defendidas pelo Antigo Regime.

Os pensadores iluministas que propagavam as suas ideias tinham como finalidade tornar predominante o pensamento cientifico racional, ou seja a razão, sobre o pensamento que era regido pela fé e pela religião, que até então era predominante na sociedade.

O século XVIII também ficou conhecido como o “Século das luzes”, pois os pensadores iluministas defendiam que somente a razão seria capaz de retirar toda a humanidade das trevas que estava interrompendo o caminho do progresso.

Ao se tratar das trevas, os pensadores se referiam ao domínio da fé e a razão seria o sinônimo da liberdade e do progresso.

Críticas iluministas ao Antigo Regime

As principais ideias elaboradas pelos pensadores iluministas e que eram a base da crítica ao Antigo Regime eram:

  • Os Iluministas não aprovavam o poder da igreja, as crenças religiosas e a fé como uma forma de reger o mundo.
  • Defendiam o fim da centralização do poder e das decisões políticas nas mãos do monarca, isto é, o fim do absolutismo do rei.
  • Defendiam o fim da forma econômica do Mercantilismo.

Ideias e propostas Iluministas

  • Os pensadores Iluministas defendiam a hegemonia do poder da razão e do conhecimento racional.
  • Defendiam uma maior liberdade econômica, sem a intervenção do monarca. Pregavam a instituição de uma nova forma de economia, o Liberalismo econômico, onde o rei não mais tinha a função reguladora da economia, mas sim o mercado.
  • Defendiam uma maior participação política da burguesia, pois esta era poderosa financeiramente, mas até então não possuía poderes políticos e não podiam interver nas decisões políticas da nação.
  • As ideias Iluministas tinham como lema  a expressão “Liberdade, igualdade e fraternidade,” que posteriormente será usado como lema da Revolução Francesa.

Déspotas Esclarecidos

Diante da forte divulgação e circulação das ideias iluministas que cada vez mais passavam a influencias novos seguidores, alguns monarcas começaram a se sentirem pressionados com as críticas advindas desse movimento.

Diante disso, alguns reis irão aderir parcialmente as ideias iluministas de modo a conciliar o seu poder absoluto.

Estes foram chamados de “déspotas esclarecidos”. Entre eles podemos citar: Frederico II da Prússia, Catarina II da Rússia e José II da Áustria.

Principais pensadores Iluministas

Filósofos Iluministas reunidos no salão de madame Geoffrin
Filósofos Iluministas reunidos no salão de madame Geoffrin. Óleo sobre tela de Anicet-Charles.

John Locke

Este em suas ideias elabora críticas severa a teoria do poder divino do rei e defendia que o chefe da nação tinha a obrigação de respeitar os direitos naturais e a liberdade dos cidadãos.

Voltaire

Este era um grande crítico do clero e da inflexibilidade dos dogmas religiosos. Dessa forma, ele defendia a liberdade de pensamento e atacava as intolerâncias religiosas.

Rousseau

Este tinha como principal teoria a defesa de um Estado democráticos que tivesse a serviço dos interesses do povo e da igualdade.

Adam Smith

Este elaborou o modelo econômico chamado de liberalismo econômico, uma das bases das ideias Iluministas.

Este modelo econômico prezava pela liberdade econômica de modo a incentivar o crescimento das iniciativas privadas e afastar o poder intervencionista do Estado.

Defendia também a livre concorrência de mercado, e esta seria a grande chave reguladora da economia.

Montesquieu

Este defendia a divisão dos poderes em três níveis: legislativo, executivo e judiciário.

Consequências das ideias Iluministas

As ideias iluministas se propagaram pelo mundo todo impactando em diferentes contextos históricos e em diferentes locais, como por exemplo podemos citar como consequência sua influencia nos seguintes acontecimentos históricos:

  • Revolução Francesa.
  • Independência dos Estados Unidos.
  • Inconfidência mineira.
  • Revoluções pela independência na América Latina.
Foto de perfil Maíra Pires
Por Maíra Pires em 16/06/2021 16:21:05
Professora de História
Graduada em História, habilitada para Licenciatura e Bacharelado, (UDESC) e Mestre em História (UDESC). Cursando Doutorado em História (PUC-SP).

Deixe seu comentário (0)

Seja o primeiro a comentar!