Concurso da Funai deve ser realizado ainda em 2020: 1.908 vagas

Dinake Núbia 06/04/2020 11:53:18 Brasil, Concursos Previstos, Funai Erramos?

O objetivo é preencher 1.908 cargos vagos no quadro pessoal do órgão. De acordo com o MPF, em 30 anos foram realizados somente 3 concursos para a Funai.

Concurso da Funai deve ser realizado ainda em 2020: 1.908 vagas
Capa: Concurso da Funai deve ser realizado ainda em 2020: 1.908 vagas

Atenção concurseiros, a Fundação Nacional do Índio (Funai) anunciou a solicitação de abertura de um novo concurso público ainda em 2020 (Concurso Funai 2020).

A solicitação foi feita ao Ministério da Economia e tem o objetivo de preencher 1.908 cargos. As vagas são destinadas para profissionais com níveis médio e superior. 

  • Agente Indigenismo (nível médio, 1.560 vagas) 
  • Indigenista Especializado (nível superior, 156 vagas)
  • Assistente Social (nível superior, 19 vagas)
  • Economista (nível superior, 18 vagas)
  • Administrador (nível superior, 15 vagas)
  • Antropólogo (nível superior, 14 vagas)
  • Engenheiro (nível superior, 13 vagas)
  • Sociólogo (nível superior, 11 vagas)
  • Contador (nível superior, 8 vagas)
  • Psicólogo (nível superior, 4 vagas).

O salário para nível médio é de R$ 5.349,07, já com o auxílio-alimentação de R$ 458,00. Para nível superior o valor é de R$ 6.420,87, já com o auxílio-alimentação de R$ 458,00.

MPF solicita abertura do concurso Funai 2020

O Ministério Público Federal (MPF) arbitrou que a Fundação realize concurso público para o provimento das vagas em aberto existentes no quadro de servidores.

Além disso, na ação ajuizada ainda é solicitada a nomeação e posse de todos os candidatos aprovados no último concurso, até que sejam esgotadas as vagas existentes. 

De acordo com o Ministério Público Federal do Tocantins, a Funai apresenta um déficit de cerca de 3.600 vagas, o que representa cerca de 65% dos cargos, que são totalizados em 5.614.

Ainda que sejam convocados 220 aprovados no concurso anterior, o órgão ainda fica com déficit de cerca de 40% dos servidores. 

Por meio de nota, o MPF afirmou que um dos maiores problemas que atinge a concretização da política indigenista brasileira é a carência de recursos humanos.

“Simplesmente não há servidores suficientes para enfrentar toda a demanda de serviço. Tal situação é ofensiva à lei, e precisa ser corrigida para que o Estado continue a garantir a proteção dos povos indígenas”. Diz trecho da nota. 

A cada ano o quadro se agrava mais, pois, segundo o Contas da União (TCU), nos últimos 30 anos foram realizados somente três concursos públicos para a Funai.

Conforme levantamentos do TCU em 2015, 64% dos servidores já tinham idade acima de 50 anos. 

O último concurso da Funai foi realizado em 2016, quando foram oferecidas 214 vagas com salários de até R$ 6.330,31, já remuneração já acrescido de gratificações e auxílio-refeição, de R$ 373. 

O que é a FUNAI?

A Fundação Nacional do Índio (Funai) tem como objetivo proteger e dar suporte aos índios. Ela foi criada no dia 5 de 1967, por meio da  Lei nº 5.371. 

A Funai é responsável por acompanhar ações que visam a proteção e educação da população indígena, além de divulgar a sua cultura. Além disso, a Funai também realiza pesquisas e coletas de dados sobre os povos indígenas. 

O órgão ainda tem como objetivo evitar possíveis ataques de madeireiros e garimpeiros às terras dos índios.

Dessa forma, evitam práticas de desvio das riquezas indígenas, que podem colocar em risco a preservação das comunidades.