← Mais notícias

Concurso PM AP 2022: governador novamente confirma certame

O governador Waldez Góes novamente confirmou a realização de concurso para a Polícia Militar. No novo anúncio, a oferta é de 600 vagas para Soldado.


600 vagas de nível superior para Soldado
600 vagas de nível superior para Soldado.

O governador Waldez Góes anunciou que será realizado o concurso PM AP 2022 (Polícia Militar do Amapá). A banca organizadora não foi definida, mas o político falou em 600 vagas de nível superior para Soldado.

A promessa não é nova. Em junho deste ano, o governador já tinha falado sobre o concurso público durante solenidade de entrega de viaturas.

Segundo o deputado Kaká Barbosa (PL), o efetivo da PM em 2020 era de 3.449, enquanto o previsto em lei era de 7.923. Esse déficit mostra o quanto é importante que esse concurso se confirme.

Quando foi o último concurso PM AP?

Organizado pela Fundação Carlos Chagas, o último concurso PM AP aconteceu em 2017 e contou com 300 vagas de ensino superior para Soldado com remuneração de R$1.748,68 (durante Curso de Formação) e R$2.859,31 (após Curso de Formação). 

O concurso foi composto por 6 fases:

1.Exame de Conhecimentos (Prova Objetiva e Redação) de caráter eliminatório e classificatório - sob responsabilidade da organizadora do certame;

As demais etapas foram de responsabilidade do Governo do Estado do Amapá, por meio da Secretaria de Estado da Administração (SEAD) e da Polícia Militar do Estado do Amapá (PMAP)

2. Exame Documental de caráter eliminatório;
3. Exame de Capacidade Física - Testes de Avaliação e Aptidão Física (TAAF) de caráter eliminatório;
4. Teste de Avaliação Psicológica ( TAP) de caráter eliminatório;
5. Exame de Saúde de caráter eliminatório;
6. Investigação Social de caráter eliminatório.

O que caiu na prova do último concurso PM AP?

O Exame de Conhecimentos (Prova Objetiva e Redação) aplicada no dia 20 de agosto de 2017 no período da manhã teve 60 questões de múltipla escolha com 5 alternativas e somente 1 correta, conforme quadro abaixo:

  • Língua Portuguesa: 12 questões;
  • Noções de Direito Constitucional: 6 questões;
  • Noções de Direito Administrativo: 6 questões;
  • Noções de Direito Penal: 6 questões;
  • Noções de Direitos Humanos: 6 questões;
  • Lógica: 6 questões;
  • Atualidades: 6 questões;
  • História do Amapá: 6 questões;
  • Geografia: 6 questões.

Cada questão teve valor de 1 ponto e para ter sido considerado habilitado na Prova Objetiva  e ter a Redação corrigida, os critérios foram:

  • a)Ter obtido 50% de acertos;
  • b) Não tiver zerado em nenhuma das disciplinas;
  • c) Estiver entre os classificados até a 1.300ª posição;
  • d)Todos os candidatos empatados em número de pontos, correspondente a 1.300ª posição tiveram as redações corrigidas. 

Na Prova de Redação, os candidatos tiveram que produzir um texto de 20 a 30 linhas e foi avaliada na escala de 0 a 10.

Requisitos para investidura no cargo

De acordo com o edital, o candidato aprovado no concurso deveria atender às exigências abaixo:

  • Ser brasileiro nato ou naturalizado pu português em condição de igualdade de direitos com os brasileiros, na forma do artigo 12, §1º da Constituição Federal;
  • Estar em dia com os deveres do Serviço Militar, em caso de candidato do sexo masculino;
  • Estar em dia com as obrigações eleitorais;
  • Estar no gozo dos direitos civis e políticos;
  • Ter idade mínima de 18 anos e máxima de 30 anos no ato da matrícula no Curso de Formação;
  • Ter no mínimo 1,65 (homem) e 1,60 (mulher);
  • Não estar cumprindo pena em razão de sentença criminal condenatória transitada em julgado ou qualquer condenação incompatível com o cargo e a função militar;
  • Não ter sido isentado do serviço militar por incapacidade física definitiva;
  • Não exercer, nem ter exercido atividades prejudiciais ou perigosas à Segurança Nacional;
  • Não apresentar, quando em uso dos diversos uniformes tatuagem visível, que por seu significado, seja incompatível com o exercício da atividade militar.
Foto de perfil Sumaia Santana
Por Sumaia Santana em 25/10/2021 15:45:04
Redatora Web
Redatora freelancer com conhecimentos em SEO para produção de textos. Experiência na criação de artigos sobre concursos públicos, saúde física e mental, alimentação, autoconhecimento, seguros, locação de imóveis, construção/reforma e materiais de construção.

Deixe seu comentário (0)

Participe, faça um comentário.