Questão 3557

Veja aqui os comentários que usuários fizeram para essa questão de Conhecimentos Específicos .

  • Questão 3557.   Conhecimentos Específicos - Nível Superior - Agente de Polícia Federal - Polícia Federal - CESPE - 2009
  • Acerca do inquérito policial, julgue os itens que se seguem.

    Depois de ordenado o arquivamento do inquérito pela
    autoridade judiciária, por falta de base para a denúncia, a
    autoridade policial não poderá proceder a novas pesquisas se
    de outras provas tiver notícia, salvo com expressa
    autorização judicial.

Questão publicada em Simulado Agente de Polícia Federal - Cespe - Específico - Polícia Federal - 2009 - iii

Comentários Questão

    Alexsandro Santos
    Por aleksysandro em 25/04/2012 às 00:23:45

    Errado, pois a autoridade policial poderá proceder novas pesquisas sobre o caso desde que, as provas sejam novas. Está no texto do CPP

    Everlin Camara Alves da  Silva
    Por everlinsilva em 27/02/2013 às 05:44:25

    Qualquer caso e um caso, e qualquer caso e prosedido a pesquisas

    Rafael Fernandes da Fonseca
    Por rafaelshimoda em 09/04/2013 às 16:06:27

    Por sua indisponibilidade o inquérito não pode ser arquivado, deve ser levado até o fim.

    Lisiane Pereira
    Por rofeli em 15/12/2014 às 22:10:29

    RECURSO ESPECIAL. DIREITO PROCESSUAL PENAL. INQUÉRITO POLICIAL.
    ARQUIVAMENTO EM PARTE POR ATIPICIDADE E EM PARTE POR FALTA DE BASE PROBATÓRIA. COISA JULGADA. INEXISTÊNCIA. SUPERVENIÊNCIA DE NOVAS PROVAS. PROSSEGUIMENTO DA INVESTIGAÇÃO. POSSIBILIDADE.
    1. O arquivamento de inquérito policial por atipicidade da conduta em relação ao crime de estelionato e por falta de base probatória em relação aos crimes de falsificação e uso de documento falso não forma coisa julgada a obstar o prosseguimento da investigação quanto a estes últimos delitos se sobrevierem novas provas, nos termos do artigo 18 do Código de Processo Penal.
    FALSIDADE IDEOLÓGICA. ATIPICIDADE. REEXAME DE PROVA. DOSIMETRIA.
    FUNDAMENTAÇÃO IDÔNEA. REEXAME DE PROVA. CONCURSO MATERIAL. ERRO DE FATO. AUSÊNCIA DE PREQUESTIONAMENTO.
    1. Não se conhece de alegação de atipicidade da conduta de falsidade ideológica por falta de potencialidade lesiva quando o seu exame requer a revisão de matéria fática e probatória. Enunciado nº 7/STJ.
    2. É assente que cabe ao aplicador da lei, em instância ordinária, fazer o cotejo fático e probatório a fim de analisar a adequada pena-base a ser aplicada ao réu, bem como a incidência de eventual atenuante porquanto é vedado, na via eleita, o reexame de provas, conforme disciplina o enunciado 7/STJ.
    3. A ausência de análise da matéria relativa ao erro de fato acerca da falsificação de assinaturas pela instância ordinária impede o seu exame direto por esta Corte pela falta de prequestionamento.
    Incidência da Súmula 211/STJ.
    4. Recurso não conhecido.
    (REsp 1343493/SP, Rel. Ministro SEBASTIÃO REIS JÚNIOR, Rel. p/ Acórdão Ministra MARIA THEREZA DE ASSIS MOURA, SEXTA TURMA, julgado em 27/06/2014, DJe 29/10/2014)

    Lisiane Pereira
    Por rofeli em 15/12/2014 às 22:12:58

    Art. 18. Depois de ordenado o arquivamento do inquérito pela autoridade judiciária, por falta de base para a denúncia, a autoridade policial poderá proceder a novas pesquisas, se de outras provas tiver notícia.


Comentar Questão

Para comentar é preciso Cadastrar-se. É simples, rápido e grátis!