Questões de Concursos FCC

Resolva Questões de Concursos FCC Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 11 - Questão 39709 - Português - Nível Superior - Analista de Controle Externo - TCE GO - FCC - 2014
  • Não surpreende que, em todo lugar, esteja em curso uma corrosão do sono, dada a dimensão do que está economicamente em jogo.

    Já em meados do século XVII, a incompatibilidade do sono com noções modernas de produtividade passou a ser notada. Descartes, Hume e Locke foram apenas alguns dos filósofos que apontavam para a sua irrelevância na busca do conhecimento.

    Última das “barreiras naturais", para usar a expressão de Marx, à completa realização do capitalismo "24 horas", o sono não pode ser eliminado. Mas pode ser arruinado e despojado, e existem métodos e motivações para destruí-lo.

    Pesquisas recentes mostram que cresce exponencialmente o número de pessoas que acordam uma ou mais vezes durante a noite para verificar mensagens ou informações. Uma figura de linguagem recorrente e aparentemente inócua é o sleep mode [modo de hibernação], inspirada nas máquinas. A ideia de um aparelho em modo de consumo reduzido e de prontidão transforma o sentido mais amplo do sono em mera condição adiada ou diminuída de operacionalidade.

    O dano ao sono é inseparável do atual desmantelamento da proteção social em outras esferas. Estado mais privado e vulnerável de todos, o sono depende crucialmente da sociedade para se sustentar. Um dos exemplos vívidos da insegurança do estado de natureza no Leviatã de Thomas Hobbes é a vulnerabilidade de um indivíduo adormecido diante dos inúmeros perigos de cada noite. Assim, uma obrigação rudimentar dos membros da comunidade é oferecer segurança para os que dormem, não apenas contra perigos reais, mas - igualmente importante - contra a ansiedade e temores que geram.

    Diversos pressupostos fundamentais a respeito da coesão das relações sociais se aglutinam em torno da questão do sono - na reciprocidade entre vulnerabilidade e confiança, entre exposição e proteção.


    (Adaptado de: Revista Piauí. Ed. 96, 09/14)

    Atente para o que se afirma abaixo.

    I. No segmento Mas pode ser arruinado e despojado, e existem métodos e motivações para destruí-lo (3o parágrafo), uma vírgula pode ser acrescentada imediatamente após "métodos” sem prejuízo da correção e do sentido.
    II. O segmento e aparentemente inócua (4o parágrafo) pode ser isolado por vírgulas, sem prejuízo da correção.
    III. Sem prejuízo da correção e do sentido, as vírgulas que isolam o segmento para usar a expressão de Marx podem ser suprimidas. (3o parágrafo)

    Está correto o que se afirma APENAS em
  • 12 - Questão 8935 - História - Nível Superior - Agente Técnico Legislativo Especializado - AL SP - FCC - 2010
  • Prestando a devida attenção a certos symptomas de um plano de insurreição de escravos, que receavam os proprietarios do oeste da provincia, e que se dizia concertado para o dia 24 de dezembro, tomei as medidas preventivas que me pareceram necessarias, de modo que não se realizou aquelle intento criminoso. Essas foram observações de João Alfredo Correia de Oliveira, ao apresentar à Assembleia Legislativa Provincial, em 15 de fevereiro de 1886, o relatório de suas atividades como presidente da Província. Dois anos depois, cumprindo a mesma formalidade perante o poder legislativo, o presidente Francisco de Paula Rodrigues Alves constatava: A fuga em massa dos escravos de varias fazendas ameaça em certas localidades da Provincia a ordem publica, alarmando os proprietários e as classes productoras. Tais referências correspondem
  • 13 - Questão 3629 - Direito Administrativo - Nível Superior - Analista Judiciário - TRE SP - FCC - 2012
  • O Estado adquiriu imóveis em procedimento judicial (adjudicação em processo de execução fiscal) e, em razão da natureza dos mesmos, não pretende afetá-los à finalidade pública, concluindo, assim, pela utilidade da alienação, de forma a obter recursos financeiros para a aplicação em atividades prioritárias. De acordo, com a Lei no 8.666/1993, a alienação deve ser precedida de
  • 14 - Questão 37347 - Direito Processual do Trabalho - Nível Médio - Técnico Judiciário - TRT SC - FCC - 2013
  • Mariana ajuizou reclamação trabalhista em face da autarquia federal X requerendo a rescisão indireta do seu contrato de trabalho, dando à causa o valor de R$ 12.000,00. Para a audiência designada, a reclamante pretende levar como testemunhas quatro ex-colegas de trabalho,com as quais não possui amizade íntima. Neste caso.
  • 16 - Questão 439 - Direito Administrativo - Lei 8112 90 - Nível Médio - Analista Judiciário - TRT - FCC
  • Dentre outras, constituem penas disciplinares aplicáveis aos servidores públicos, a
  • 17 - Questão 23670 - Português - Nível Médio - Técnico de Tecnologia da Informação - CETAM - FCC - 2014
  • Considere o texto abaixo para responder à questão.

        Muitos nativos e ribeirinhos da Amazônia acreditavam − e ainda acreditam − que no fundo de um rio ou lago existe uma cidade rica, esplêndida, exemplo de harmonia e justiça social, onde as pessoas vivem como seres encantados. Elas são seduzidas e levadas para o fundo do rio por seres das águas ou da floresta (geralmente um boto ou uma cobra sucuri), e só voltam ao nosso mundo com a intermediação de um pajé, cujo corpo ou espírito tem o poder de viajar para a Cidade Encantada, conversar com seus moradores e, eventualmente, trazê-los de volta ao nosso mundo.

    (HATOUM, Milton. Órfãos do Eldorado. São Paulo, Companhia das Letras, 2008, p. 106)
  • Infere-se do texto que o narrador
  • 18 - Questão 33891 - Português - Interpretação de Textos - Nível Médio - Técnico de Apoio Especializado - DPE RS - FCC - 2013
  •        Érico Veríssimo nasceu no Rio Grande do Sul (Cruz Alta) em 1905, de família de tradição e fortuna que repentinamente perdeu o poderio econômico. Malogrado, assim, um plano de estudar na Universidade de Edimburgo, viu-se na contingência de ocupar empregos medíocres, até que se fez secretário da Revista do Globo, em Porto Alegre, para onde se transferiu definitivamente. Seus primeiros trabalhos apareceram em livro, em 1932, sendo do ano seguinte o romance de estreia, Clarissa, que marca muito bem o início da sua popularidade. Desde então passou a exercer uma intensa atividade literária, tendo estado mais de uma vez em missão cultural nos Estados Unidos. Faleceu em Porto Alegre em 1975.

           A obra do ficcionista, já perfeitamente definida, abrange duas etapas: uma que se estende de Clarissa a O resto é silêncio; outra que compreende o romance cíclico O tempo e o vento. No primeiro caso, podemos falar também numa realização seriada, unificando determinados romances que, não obstante, podem ser tomados isoladamente. Seu traço de união é determinado pela presença contínua e entrelaçada de certos personagens, destacadamente os pares Vasco-Clarissa e Noel- Fernanda, que se completam entre si e demonstram a solução ideal que o romancista pretende encontrar para as crises morais e espirituais do homem no mundo atual. Na segunda fase, o romancista preocupa-se com a investigação das origens e formação do seu Estado natal. Realiza então a obra cíclica que recebeu a denominação geral de O tempo e o vento, de proporções verdadeiramente épicas. Retoma a experiência técnica e expressiva da primeira fase, em que foi fecunda a influência de romancistas norte-americanos e ingleses.

    (Adaptado de Antonio Candido e José Aderaldo Castello. Presença da Literatura Brasileira. II. Modernismo. 10.ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1997. p. 366-7)
  • ... o romance de estreia, Clarissa, que marca muito bem o início da sua popularidade.

    O verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o grifado acima está empregado em:
  • 19 - Questão 38856 - Direito Constitucional - Nível Médio - Técnico Judiciário - TRE TO - FCC - 2011
  • O Senado Federal compõe-se de representantes dos Estados e do Distrito Federal, eleitos segundo o
  • 20 - Questão 38060 - Direito Constitucional - Nível Médio - Técnico Judiciário - TRE PB - FCC - 2015
  • A Constituição Federal arrola, dentre os direitos e garantias fundamentais, o princípio segundo o qual