Questões de Concursos CGU

Resolva Questões de Concursos CGU Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 11 - Questão 24455.   Informática - Redes de Computadores - Nível Superior - Analista de Finanças e Controle - CGU - ESAF - 2012
  • Para prosseguir com a operação normal, o uso do RAID pressupõe:
  • 12 - Questão 24460.   Informática - Arquitetura de Software - Nível Superior - Analista de Finanças e Controle - CGU - ESAF - 2012
  • A arquitetura e-PING – Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico – define um conjunto mínimo de premissas, políticas e especificações técnicas que regulamentam a utilização da Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) na interoperabilidade de serviços de Governo Eletrônico, estabelecendo as condições de interação com os demais Poderes e esferas de governo e com a sociedade em geral. As áreas cobertas pela e-PING estão segmentadas em:
  • 13 - Questão 24324.   Conhecimentos Específicos - PMBOK e Processos de Gerenciamento de Projetos - Nível Superior - Analista de Finanças e Controle - CGU - ESAF - 2008
  • Entre as modernas abordagens do planejamento destaca-se o Planejamento Estratégico Situacional - PES. Considerando as características do PES, analise os enunciados abaixo e depois selecione a resposta correta.

    1. A premissa principal do Planejamento Estratégico Situacional é a complexidade e conflituosidade da realidade social, na qual coexistem atores com objetivos contraditórios e perspectivas diferenciadas quanto ao contexto em que atuam.
    2. O Planejamento Estratégico Situacional baseia-se na análise das relações entre causa e efeito e entre antecedentes e conseqüentes dos fenômenos sociais, de maneira a desvendar a lógica que preside a sua complexidade.
    3. De acordo com o Planejamento Estratégico Situacional, nenhum ator social ou político tem hegemonia para controlar todas as variáveis da realidade, sendo o planejador mais um ator num processo interativo.
    4. O Planejamento Estratégico Situacional é uma ferramenta de governo, que rejeita a concepção do planejamento como monopólio do Estado ou de qualquer força situacionalmente dominante.
  • 14 - Questão 24440.   Informática - Virtualização - Nível Superior - Analista de Finanças e Controle - CGU - ESAF - 2012
  • O Hypervisor, ou Monitor de Máquina Virtual (Virtual Machine Monitor – VMM), é uma camada de software entre
  • 15 - Questão 24511.   Administração Pública - Nível Superior - Analista de Finanças e Controle - CGU - ESAF - 2012
  • Acerca das experiências de reforma da máquina pública havidas em nosso país, é correto afirmar que:
  • 16 - Questão 24482.   Conhecimentos Específicos - Relações Públicas - Nível Superior - Analista de Finanças e Controle - CGU - ESAF - 2012
  • De acordo com a Lei n. 5.377, que disciplina a profissão de Relações Públicas, é correto afirmar que são atividades específicas de relações públicas as que dizem respeito a
  • 17 - Questão 24314.   Economia - Nível Superior - Analista de Finanças e Controle - CGU - ESAF - 2008
  • O Conselho de Gestão da Previdência Complementar - CGPC é o órgão responsável pela regulação das atividades das entidades fechadas de previdência complementar. Não integra(m) o Conselho de Gestão da Previdência Complementar:
  • 18 - Questão 3824.   Raciocínio Lógico - Nível Superior - Analista de Finanças e Controle - CGU - ESAF - 2008
  • Três meninos, Pedro, Iago e Arnaldo, estão fazendo um curso de informática. A professora sabe que os meninos que estudam são aprovados e os que não estudam não são aprovados. Sabendo-se que: se Pedro estuda, então Iago estuda; se Pedro não estuda, então Iago ou Arnaldo estudam; se Arnaldo não estuda, então Iago não estuda; se Arnaldo estuda então Pedro estuda. Com essas informações pode-se, com certeza, afirmar que:
  • 19 - Questão 24469.   Comunicação Social - Nível Superior - Analista de Finanças e Controle - CGU - ESAF - 2012
  • A expressão “Comunicação Pública” é utilizada em vários sentidos. Um dos mais utilizados, inclusive no Brasil, designa as ações de comunicação social das várias esferas do poder público. Os seguintes enunciados referem-se a essa acepção.

    I. A comunicação pública é uma forma de construir a agenda pública, prestar contas, mobilizar a população para a execução de políticas públicas e promover o debate público.
    II. A comunicação promovida pelos governos de quaisquer níveis se utiliza de diversos instrumentos, inclusive de campanhas publicitárias e de utilidade pública.
    III. As ações de comunicação desenvolvidas pelos governos tradicionalmente envolvem o uso dos meios de comunicação social (a mídia), mas recentemente passou a utilizar também instrumentos comuns na comunicação corporativa como os 0800, call centers, e as chamadas novas mídias.

    Dos enunciados acima,