Questões de Concursos CRB MG

Resolva Questões de Concursos CRB MG Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 11 - Questão 30609 - Português - Nível Médio - Auxiliar Administrativo - CRB MG - QUADRIX - 2014
  • Que animais ainda são usados para fazer casacos de pele?

         Desde focas e chinchilas até raposas e linces,
    milhões de animais são mortos todos os anos para a
    confecção de casacos de pele no mundo. Só na França são
    abatidos 70 milhões de coelhos por ano para esse fim. Mas a
    indústria dos casacos de luxo é alvo de críticas. Para as
    organizações de defesa dos animais, mais do que
    injustificada - há tecidos sintéticos e naturais que cumprem
    a função a atividade é extremamente cruel. O sofrimento
    já começaria na captura do bicho, que pena nas mãos dos
    caçadores - as focas, por exemplo, são mortas a pauladas na
    cabeça, para não danificar a pele. Mesmo quando criados
    em cativeiro, os animais viveriam em condições degradantes
    e padeceriam horrores na hora de extrair a pele. Os
    produtores, por sua vez, contestam o que chamam de
    sensacionalismo das entidades. "No caso da chinchila, a
    morte ocorre pelo destroncamento de uma das vértebras
    cervicais. É um processo indolor, sem sangue ou
    sofrimento", diz Carlos Perez, presidente da Associação dos
    Criadores de Chinchila Lanífera (Achila). Para os defensores
    dos bichos, porém, a crueldade fica óbvia quando se leva em
    conta que, ao contrário do que rola com vacas e frangos -
    mortos para alimentar pessoas -, no caso da indústria da
    moda os animais são sacrificados apenas para alimentar
    a vaidade alheia.

    MATADO PARA VESTIR

    Confira o polêmico passo-a-passo da confecção de um casacão de madame

    1. Os animais usados para fazer casacos de pele podem ser criados em cativeiro (como chinchilas, coelhos e martas) ou ser caçados em seu habitat (como focas, ursos e lontras). O abate rola quando o bicho atinge a maturidade e ocorre sempre no inverno, quando o pelo é mais longo, brilhante e abundante.

    2. Há vários modos de abater o bicho. Eles podem ser mortos a pauladas, ser estrangulados - método indolor, segundo os produtores - ou, entre outras técnicas para resguardar a pele, ser eletrocutados com a introdução no ânus de ferramentas que fritam os órgãos internos.

    3. Depois que o animal é morto, é hora de extrair sua pele. Há várias formas de escalpelá-lo, algumas mais profissionais e outras rudimentares e violentas.

    (http://mundoestranho.abril.com.br/materia/que-animais-ainda-sao-usados-para-fazer-casacos-de-pele)
  • Sobre a palavra "pena", que aparece no texto, pode-se dizer que:
  • 12 - Questão 30608 - Português - Nível Médio - Auxiliar Administrativo - CRB MG - QUADRIX - 2014
  • Que animais ainda são usados para fazer casacos de pele?

         Desde focas e chinchilas até raposas e linces,
    milhões de animais são mortos todos os anos para a
    confecção de casacos de pele no mundo. Só na França são
    abatidos 70 milhões de coelhos por ano para esse fim. Mas a
    indústria dos casacos de luxo é alvo de críticas. Para as
    organizações de defesa dos animais, mais do que
    injustificada - há tecidos sintéticos e naturais que cumprem
    a função a atividade é extremamente cruel. O sofrimento
    já começaria na captura do bicho, que pena nas mãos dos
    caçadores - as focas, por exemplo, são mortas a pauladas na
    cabeça, para não danificar a pele. Mesmo quando criados
    em cativeiro, os animais viveriam em condições degradantes
    e padeceriam horrores na hora de extrair a pele. Os
    produtores, por sua vez, contestam o que chamam de
    sensacionalismo das entidades. "No caso da chinchila, a
    morte ocorre pelo destroncamento de uma das vértebras
    cervicais. É um processo indolor, sem sangue ou
    sofrimento", diz Carlos Perez, presidente da Associação dos
    Criadores de Chinchila Lanífera (Achila). Para os defensores
    dos bichos, porém, a crueldade fica óbvia quando se leva em
    conta que, ao contrário do que rola com vacas e frangos -
    mortos para alimentar pessoas -, no caso da indústria da
    moda os animais são sacrificados apenas para alimentar
    a vaidade alheia.

    MATADO PARA VESTIR

    Confira o polêmico passo-a-passo da confecção de um casacão de madame

    1. Os animais usados para fazer casacos de pele podem ser criados em cativeiro (como chinchilas, coelhos e martas) ou ser caçados em seu habitat (como focas, ursos e lontras). O abate rola quando o bicho atinge a maturidade e ocorre sempre no inverno, quando o pelo é mais longo, brilhante e abundante.

    2. Há vários modos de abater o bicho. Eles podem ser mortos a pauladas, ser estrangulados - método indolor, segundo os produtores - ou, entre outras técnicas para resguardar a pele, ser eletrocutados com a introdução no ânus de ferramentas que fritam os órgãos internos.

    3. Depois que o animal é morto, é hora de extrair sua pele. Há várias formas de escalpelá-lo, algumas mais profissionais e outras rudimentares e violentas.

    (http://mundoestranho.abril.com.br/materia/que-animais-ainda-sao-usados-para-fazer-casacos-de-pele)
  • Para as organizações de defesa dos animais, a produção de casacos de peles naturais é:
  • 13 - Questão 30607 - Português - Nível Médio - Auxiliar Administrativo - CRB MG - QUADRIX - 2014
  • Que animais ainda são usados para fazer casacos de pele?

         Desde focas e chinchilas até raposas e linces,
    milhões de animais são mortos todos os anos para a
    confecção de casacos de pele no mundo. Só na França são
    abatidos 70 milhões de coelhos por ano para esse fim. Mas a
    indústria dos casacos de luxo é alvo de críticas. Para as
    organizações de defesa dos animais, mais do que
    injustificada - há tecidos sintéticos e naturais que cumprem
    a função a atividade é extremamente cruel. O sofrimento
    já começaria na captura do bicho, que pena nas mãos dos
    caçadores - as focas, por exemplo, são mortas a pauladas na
    cabeça, para não danificar a pele. Mesmo quando criados
    em cativeiro, os animais viveriam em condições degradantes
    e padeceriam horrores na hora de extrair a pele. Os
    produtores, por sua vez, contestam o que chamam de
    sensacionalismo das entidades. "No caso da chinchila, a
    morte ocorre pelo destroncamento de uma das vértebras
    cervicais. É um processo indolor, sem sangue ou
    sofrimento", diz Carlos Perez, presidente da Associação dos
    Criadores de Chinchila Lanífera (Achila). Para os defensores
    dos bichos, porém, a crueldade fica óbvia quando se leva em
    conta que, ao contrário do que rola com vacas e frangos -
    mortos para alimentar pessoas -, no caso da indústria da
    moda os animais são sacrificados apenas para alimentar
    a vaidade alheia.

    MATADO PARA VESTIR

    Confira o polêmico passo-a-passo da confecção de um casacão de madame

    1. Os animais usados para fazer casacos de pele podem ser criados em cativeiro (como chinchilas, coelhos e martas) ou ser caçados em seu habitat (como focas, ursos e lontras). O abate rola quando o bicho atinge a maturidade e ocorre sempre no inverno, quando o pelo é mais longo, brilhante e abundante.

    2. Há vários modos de abater o bicho. Eles podem ser mortos a pauladas, ser estrangulados - método indolor, segundo os produtores - ou, entre outras técnicas para resguardar a pele, ser eletrocutados com a introdução no ânus de ferramentas que fritam os órgãos internos.

    3. Depois que o animal é morto, é hora de extrair sua pele. Há várias formas de escalpelá-lo, algumas mais profissionais e outras rudimentares e violentas.

    (http://mundoestranho.abril.com.br/materia/que-animais-ainda-sao-usados-para-fazer-casacos-de-pele)
  • Pode-se compreender que o uso do conectivo "mas", ao final da quarta linha do texto:

Gostou? Compartilhe!

ícone WhatsApp ícone facebook ícone twitter ícone email