Questões de Concursos INSS

Resolva Questões de Concursos INSS Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 11 - Questão 15036.   Português - Nível Superior - Engenheiro Civil - INSS - FUNRIO - 2013
  • TECNOLOGIA EDUCACIONAL E DIGITAL NO CENÁRIO CONTEMPORÂNEO
    Elaine Turk Faria 

                O objetivo deste artigo é apresentar um estudo sobre as possibilidades e necessidade de utilização da tecnologia digital nas instituições de ensino, bem como da introdução da cultura tecnológica entre alunos e professores, onde se inclui a educação à distância e as disciplinas semipresenciais no ambiente acadêmico.
                Com frequência, lemos nos jornais, revistas e na literatura científica atual o quanto nossos jovens estão familiarizados com a tecnologia e têm facilidade no seu manuseio. Veem e Vrakking (2009) denominam os jovens desta época de “geração homo zappiens, que cresceu usando múltiplos recursos tecnológicos desde a infância”. Para estes autores, a geração homo zappiens é digital, e a escola é analógica. Reforçando essa posição, Marc Prensky, educador americano, escreveu um artigo em 2001 sobre os imigrantes digitais e os nativos digitais, em que faz uma divisão entre os que veem o computador como uma novidade e os que não imaginam a vida antes dele, pois têm contato com a tecnologia logo após o nascimento.
                Esta situação, vivenciada na sociedade contemporânea, tem implicações tanto nas escolas de educação básica quanto nas universidades, já que este é o novo perfil dos estudantes e dos acadêmicos. Consequentemente, os cursos de licenciatura, onde se inclui também o curso de Pedagogia, têm de preparar os futuros professores para atuarem neste contexto.

    [Texto adaptado]
    Fonte: Aprender e ensinar: diferentes olhares e práticas.
    Maria Beatriz Jacques Ramos & Elaine Turk Faria (orgs.).
    Porto Alegre: PUCRS, 2011, p. 13. 
  • Os autores citados no texto dizem que a geração homo zappiens é digital e que a escola é analógica. Isso contrasta, respectivamente, as atitudes de
  • 13 - Questão 45172.   Direito Previdenciário - Nível Médio - Técnico do Seguro Social - INSS - CESPE - 2016
  • No que se refere à seguridade social no Brasil, julgue o item seguinte.
     
    A Lei Eloy Chaves, que criou em cada uma das empresas de estradas de ferro existentes no país uma caixa de aposentadoria e pensões para os respectivos empregados, foi o primeiro ato normativo a tratar de seguridade social no Brasil.
  • 14 - Questão 1710.   Português - Nível Médio - Técnico Previdenciário - INSS - CESGRANRIO

  • Considerando-se o resultado da aprendizagem de Zé Grandão, verifica-se que o uso da palmatória como recurso pedagógico era:
  • 16 - Questão 3172.   Direito Previdenciário - Nível Superior - Técnico do Seguro Social - INSS
  • O texto permanente da Constituição Federal hoje em vigor admite a concessão de aposentadoria voluntária,
  • 17 - Questão 1699.   Conhecimentos Específicos - Nível Médio - Técnico Previdenciário - INSS - CESGRANRIO
  • Atualmente, para a concessão de aposentadoria especial, é IMPRESCINDÍVEL que o(a):
  • 18 - Questão 1702.   Português - Nível Médio - Técnico Previdenciário - INSS - CESGRANRIO

  • “E é nesse estado de espírito que vivo nas casas.” (l. 5-6) O estado de espírito a que se refere a narradora é um sentimento de:
  • 19 - Questão 10385.   Direito Administrativo - Nível Superior - Analista do Seguro Social - INSS - FUNRIO - 2014
  • Quantos dos requisitos da licitação deserta, na forma da Lei n. 8666/93, são necessários?

    I. licitação anteriormente realizada;
    II. ausência de interessados;
    III. risco de prejuízos para Administração, se o processo licitatório vier a ser repetido;
    IV. manutenção das condições ofertadas no ato convocatório anterior.
  • 20 - Questão 45194.   Direito Previdenciário - Nível Médio - Técnico do Seguro Social - INSS - CESPE - 2016
  • Com base no disposto no Decreto n.º 3.048/1999, que aprovou o regulamento da previdência social, julgue o item subsecutivo.
     
    A dona de casa e o estudante podem filiar-se facultativamente ao RGPS mediante contribuição, desde que não estejam exercendo atividade remunerada que os enquadre como segurados obrigatórios da previdência social.