Questões de Concursos Soldado PM voluntário

Resolva Questões de Concursos Soldado PM voluntário Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 11 - Questão 2895 - Português - Nível Médio - Soldado PM voluntário - Polícia Militar SP - VUNESP
  • Leia o texto para responder às questões de números 01 a 05.

    Solteiros e solteiras
      Uma queixa habitual das mulheres é de que faltam homens
    na praça − leia-se homens solteiros e disponíveis. Mas o IBGE,
    que veio ao mundo para desfazer dúvidas quantitativas, acaba de
    apurar que há 31,9 milhões de homens solteiros no Brasil contra
    30,4 milhões de mulheres. Ou seja, com um saldo de 1,5 milhão
    de homens prontos para o abate, não será por falta de material
    que tantas mulheres continuarão encalhadas.
      O problema, no entanto, não é estatístico, mas comportamental:
    a tendência do homem a não ter pressa de assumir compromissos
    sérios e passar anos pesquisando o mercado antes de se
    decidir a investir. Sempre foi assim.
      E, se a querida leitora já estava desanimada, lamento informála
    de que a situação tem tudo para piorar. Com a recente mania
    dos homens de continuarem morando com a mãe até os 40 anos,
    a taxa de rapazes casadouros promete diminuir ainda mais.
      Segundo o IBGE, essa discrepância quantitativa não é geograficamente
    uniforme, alguns Estados do Brasil serão mais propícios
    do que outros para que as mulheres encontrem seu par do baralho.
      Nesse sentido, nenhum supera Santa Catarina. Lá são 122
    solteiros para cada cem solteiras. Outros Estados em que a oferta
    masculina é considerável são Tocantins, Mato Grosso e Espírito
    Santo. Já São Paulo está apenas na média: 108 contra cem. E, em
    alguns Estados, há tantos homens quanto mulheres.
      O Rio, por exemplo, tem pequeno déficit: são 99,55 homens
    para cada cem mulheres − o 0,45 saiu para comprar cigarros e
    não voltou.
      Já no Distrito Federal faltam nove homens para as cem mulheres.
    Se o amigo nunca encontrou motivo para ir até lá, agora
    já tem um.

    (Ruy Castro, Folha de S.Paulo, 13.09.2010. Adaptado)
  • Considere o texto para responder às questões de números 08 e 09.

    Mototáxi terá de usar antena contra linha com cerol

    Antenas contra linhas com cerol e proteção para as pernas
    conhecidas como “mata-cachorro” passam a ser obrigatórias a
    partir de hoje em motos usadas para frete e transporte. As multas,
    porém, só serão aplicadas daqui a um ano.
    De acordo com o Denatran (Departamento Nacional de
    Trânsito), o prazo está estabelecido em uma lei que trata da regulamentação
    da profissão de mototáxi e motofretista e serve para
    a adaptação às novas regras.
    Ontem o Órgão confirmou que as multas irão ocorrer apenas
    em 2012.

    (Folha de S.Paulo, 04.08.2011. Adaptado)

    Assinale a alternativa correta sobre o texto.
  • 12 - Questão 2896 - Português - Nível Médio - Soldado PM voluntário - Polícia Militar SP - VUNESP
  • Leia o texto para responder às questões de números 01 a 05.

    Solteiros e solteiras
      Uma queixa habitual das mulheres é de que faltam homens
    na praça − leia-se homens solteiros e disponíveis. Mas o IBGE,
    que veio ao mundo para desfazer dúvidas quantitativas, acaba de
    apurar que há 31,9 milhões de homens solteiros no Brasil contra
    30,4 milhões de mulheres. Ou seja, com um saldo de 1,5 milhão
    de homens prontos para o abate, não será por falta de material
    que tantas mulheres continuarão encalhadas.
      O problema, no entanto, não é estatístico, mas comportamental:
    a tendência do homem a não ter pressa de assumir compromissos
    sérios e passar anos pesquisando o mercado antes de se
    decidir a investir. Sempre foi assim.
      E, se a querida leitora já estava desanimada, lamento informála
    de que a situação tem tudo para piorar. Com a recente mania
    dos homens de continuarem morando com a mãe até os 40 anos,
    a taxa de rapazes casadouros promete diminuir ainda mais.
      Segundo o IBGE, essa discrepância quantitativa não é geograficamente
    uniforme, alguns Estados do Brasil serão mais propícios
    do que outros para que as mulheres encontrem seu par do baralho.
      Nesse sentido, nenhum supera Santa Catarina. Lá são 122
    solteiros para cada cem solteiras. Outros Estados em que a oferta
    masculina é considerável são Tocantins, Mato Grosso e Espírito
    Santo. Já São Paulo está apenas na média: 108 contra cem. E, em
    alguns Estados, há tantos homens quanto mulheres.
      O Rio, por exemplo, tem pequeno déficit: são 99,55 homens
    para cada cem mulheres − o 0,45 saiu para comprar cigarros e
    não voltou.
      Já no Distrito Federal faltam nove homens para as cem mulheres.
    Se o amigo nunca encontrou motivo para ir até lá, agora
    já tem um.

    (Ruy Castro, Folha de S.Paulo, 13.09.2010. Adaptado)
  • Considere o texto para responder às questões de números 08 e 09.

    Mototáxi terá de usar antena contra linha com cerol

    Antenas contra linhas com cerol e proteção para as pernas
    conhecidas como “mata-cachorro” passam a ser obrigatórias a
    partir de hoje em motos usadas para frete e transporte. As multas,
    porém, só serão aplicadas daqui a um ano.
    De acordo com o Denatran (Departamento Nacional de
    Trânsito), o prazo está estabelecido em uma lei que trata da regulamentação
    da profissão de mototáxi e motofretista e serve para
    a adaptação às novas regras.
    Ontem o Órgão confirmou que as multas irão ocorrer apenas
    em 2012.

    (Folha de S.Paulo, 04.08.2011. Adaptado)

    Em − As multas, porém, só serão aplicadas daqui a um ano. −
    o termo em destaque pode ser substituído, sem alterar o
    sentido do texto, por
  • 13 - Questão 2890 - Português - Nível Médio - Soldado PM voluntário - Polícia Militar SP - VUNESP
  • Leia o texto para responder às questões de números 01 a 05.

    Solteiros e solteiras
      Uma queixa habitual das mulheres é de que faltam homens
    na praça − leia-se homens solteiros e disponíveis. Mas o IBGE,
    que veio ao mundo para desfazer dúvidas quantitativas, acaba de
    apurar que há 31,9 milhões de homens solteiros no Brasil contra
    30,4 milhões de mulheres. Ou seja, com um saldo de 1,5 milhão
    de homens prontos para o abate, não será por falta de material
    que tantas mulheres continuarão encalhadas.
      O problema, no entanto, não é estatístico, mas comportamental:
    a tendência do homem a não ter pressa de assumir compromissos
    sérios e passar anos pesquisando o mercado antes de se
    decidir a investir. Sempre foi assim.
      E, se a querida leitora já estava desanimada, lamento informála
    de que a situação tem tudo para piorar. Com a recente mania
    dos homens de continuarem morando com a mãe até os 40 anos,
    a taxa de rapazes casadouros promete diminuir ainda mais.
      Segundo o IBGE, essa discrepância quantitativa não é geograficamente
    uniforme, alguns Estados do Brasil serão mais propícios
    do que outros para que as mulheres encontrem seu par do baralho.
      Nesse sentido, nenhum supera Santa Catarina. Lá são 122
    solteiros para cada cem solteiras. Outros Estados em que a oferta
    masculina é considerável são Tocantins, Mato Grosso e Espírito
    Santo. Já São Paulo está apenas na média: 108 contra cem. E, em
    alguns Estados, há tantos homens quanto mulheres.
      O Rio, por exemplo, tem pequeno déficit: são 99,55 homens
    para cada cem mulheres − o 0,45 saiu para comprar cigarros e
    não voltou.
      Já no Distrito Federal faltam nove homens para as cem mulheres.
    Se o amigo nunca encontrou motivo para ir até lá, agora
    já tem um.

    (Ruy Castro, Folha de S.Paulo, 13.09.2010. Adaptado)
  • Assinale a alternativa em cujo trecho o cronista usou o humor para expressar suas ideias.
  • 14 - Questão 2876 - Geografia - Nível Médio - Soldado PM voluntário - Polícia Militar SP - VUNESP
  • Analise a charge.


    Assinale a alternativa que apresenta a mensagem expressa na charge.
  • 15 - Questão 2877 - Geografia - Nível Médio - Soldado PM voluntário - Polícia Militar SP - VUNESP
  • Leia a notícia a seguir.

    A Comissão Europeia autorizou ontem a Espanha a barrar a
    entrada de trabalhadores da Romênia até o fim de 2012, depois
    de avaliar a “dramática situação” do desemprego no país,
    que chegou a 21%. É a primeira vez que a União Europeia
    permite a volta das fronteiras em um caso concreto desde que
    alguns países do Leste Europeu foram incorporados ao bloco
    e a livre circulação transformou-se em lei.

    (http://www.estadao.com.br)

    Além da Romênia e da Espanha, também fazem parte da União Europeia:
  • 16 - Questão 2894 - Português - Nível Médio - Soldado PM voluntário - Polícia Militar SP - VUNESP
  • Leia o texto para responder às questões de números 01 a 05.

    Solteiros e solteiras
      Uma queixa habitual das mulheres é de que faltam homens
    na praça − leia-se homens solteiros e disponíveis. Mas o IBGE,
    que veio ao mundo para desfazer dúvidas quantitativas, acaba de
    apurar que há 31,9 milhões de homens solteiros no Brasil contra
    30,4 milhões de mulheres. Ou seja, com um saldo de 1,5 milhão
    de homens prontos para o abate, não será por falta de material
    que tantas mulheres continuarão encalhadas.
      O problema, no entanto, não é estatístico, mas comportamental:
    a tendência do homem a não ter pressa de assumir compromissos
    sérios e passar anos pesquisando o mercado antes de se
    decidir a investir. Sempre foi assim.
      E, se a querida leitora já estava desanimada, lamento informála
    de que a situação tem tudo para piorar. Com a recente mania
    dos homens de continuarem morando com a mãe até os 40 anos,
    a taxa de rapazes casadouros promete diminuir ainda mais.
      Segundo o IBGE, essa discrepância quantitativa não é geograficamente
    uniforme, alguns Estados do Brasil serão mais propícios
    do que outros para que as mulheres encontrem seu par do baralho.
      Nesse sentido, nenhum supera Santa Catarina. Lá são 122
    solteiros para cada cem solteiras. Outros Estados em que a oferta
    masculina é considerável são Tocantins, Mato Grosso e Espírito
    Santo. Já São Paulo está apenas na média: 108 contra cem. E, em
    alguns Estados, há tantos homens quanto mulheres.
      O Rio, por exemplo, tem pequeno déficit: são 99,55 homens
    para cada cem mulheres − o 0,45 saiu para comprar cigarros e
    não voltou.
      Já no Distrito Federal faltam nove homens para as cem mulheres.
    Se o amigo nunca encontrou motivo para ir até lá, agora
    já tem um.

    (Ruy Castro, Folha de S.Paulo, 13.09.2010. Adaptado)

  • Em − Bata continência de novo! − o verbo em destaque está no imperativo.

    Assinale a alternativa em que o verbo empregado também está no imperativo.
  • 18 - Questão 2882 - Matemática - Nível Médio - Soldado PM voluntário - Polícia Militar SP - VUNESP
  • Certo tipo de biscoito é vendido em dois tipos de embalagens: normal e mini. Uma caixa fica completamente ocupada com 20 embalagens mini e 8 normais. Sabendo-se que 2 embalagens normais ocupam o mesmo espaço que 5 embalagens mini, então se nessa caixa forem colocadas 10 embalagens normais, o número máximo de embalagens mini que poderão ser colocadas será
  • 19 - Questão 2857 - História - Nível Médio - Soldado PM voluntário - Polícia Militar SP - VUNESP
  • Do outro lado do planeta, o Japão também procurava
    aumentar sua área de influência. (...) atacou a China e anexou
    a Manchúria. Por essa atitude, recebeu uma advertência da
    Liga das Nações; como resposta, o governo japonês pediu
    desligamento dessa instituição internacional.
    Diante das violações do Tratado de Versalhes pela Alemanha,
    a França e a Inglaterra (...) adotaram uma política de apaziguamento,
    com o intuito de evitar o confronto com a Alemanha.
    A expansão alemã chegou a ser vista por alguns membros da
    Liga das Nações como positiva, uma vez que poderia ser útil
    no processo de formar um “cordão sanitário” contra o avanço
    do comunismo na Europa.
    (...) a Itália iniciou a invasão da Etiópia, recebendo o apoio
    da Alemanha nazista.

    (Patrícia Braick e Myriam Mota, História: das cavernas ao terceiro milênio)

    O texto trata