← Início

Questões de Concursos - America Latina - Exercícios com Gabarito

Questões de Concursos Públicos - America Latina - com Gabarito. Exercícios com Perguntas e Respostas, Resolvidas e Comentadas. Acesse Grátis!


O governo de Manoel Zelaya foi derrubado por golpe militar, em junho de 2009, e o presidente do Congresso, Roberto Micheletti, foi nomeado presidente interino. Houve protestos contra os militares e a suspensão das liberdades civis, além da condenação ao golpe pela comunidade internacional.

O texto se refere a um acontecimento recente, ocorrido

Em dezembro de 2005, foi eleito o primeiro presidente indígena da América do Sul. De origem Aimara, Evo Morales traz esperança para a maioria pobre, mas assusta as elites, os investidores estrangeiros e os Estados Unidos. Que país sul-americano elegeu Evo Morales como seu presidente?

Texto associado.

Nos últimos 13 anos, a América Latina cumpriu grande
parte de suas tarefas econômicas. Mesmo assim, a desigualdade e
a pobreza aumentaram na região. O diagnóstico é da Comissão
Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), que propõe
para a região uma nova estratégia de desenvolvimento produtivo.
Para o secretário executivo do órgão das Nações Unidas, a maior
integração da região foi um ganho dos últimos anos. Sua aposta
para reduzir a forte desigualdade que ainda existe é a união de
crescimento econômico com proteção social. Ele propôs a
substituição do conceito de mais mercado e menos Estado por uma
visão que aponta para "mercados que funcionem bem e governos
de melhor qualidade".

América Latina cresceu sem dividir. In: Jornal
do Brasil, 25/6/2004, p. 19A (com adaptações).

Tendo o texto acima como referência inicial e considerando a
amplitude do tema por ele abordado, julgue os itens subseqüentes.

É provável ter sido o Chile o exemplo mais notório - e dramático - de fracasso da adoção da política econômica preconizada pelo neoliberalismo: além de ter crescimento quase nulo, o país sucumbiu ante a dimensão de uma crise social sem precedentes em sua história.

No dia 29 de outubro de 2007, foi eleito (a) presidente da Argentina:

Em junho de 2012, um dos integrantes da UNASUL, bloco político formado por países da América do Sul, foi alvo de uma intensa instabilidade política que atingiu diretamente o chefe máximo do executivo desse país, o presidente:

Texto associado.

Em geral, países da América Latina continuam a se
dedicar pesadamente à exploração direta da riqueza de seus
recursos naturais visando à exportação.

R. Gwynne e C. Kay. Latin America transformed, globalization and
modernity. New York: Arnold Publishers, 1999 (com adaptações).

Considerando o assunto abordado no texto acima e as questões
a ele relacionadas, julgue os itens seguintes.

O Brasil pode ser excluído do grupo de países considerados como periferia global de recursos, uma vez que sua pauta de exportações o coloca como país industrializado, apesar de esse fenômeno ter-se dado tardiamente

Texto associado.

Julgue o seguinte item, relativo a atualidade no âmbito
internacional.

Na esfera do direito internacional, entrou em vigor, em dezembro de 2010, a União dos Países Sul-Americanos, cujos países-membros, a partir do estabelecimento dessa instituição, deixaram, automaticamente, de pertencer à Organização dos Estados Americanos.

Na véspera do Natal de 2009, um grupo de brasileiros foi atacado na cidade de Albina, no Suriname. O ataque resultou em incêndios, saques e pelo menos 25 feridos. A respeito desse assunto, assinale a opção correta.

A reforma da saúde pública foi uma das promessas de campanha e hoje é um dos pontos responsáveis pela queda da popularidade do presidente eleito em 2008 e que representa uma minoria étnicoracial. Por pretender dar cobertura a 46 milhões de pessoas que não contam com plano de saúde, a proposta é considerada economicamente inviável, e o Presidente é acusado de propor política socialista. De que país estamos falando e qual é o nome de seu Presidente?

Depois de diminuir de cinco para quatro os dias úteis do serviço público, o presidente anunciou nesta quinta-feira (14 de abril) que mudará o fuso horário do país para economizar energia. O horário de verão é mais uma medida do governo para tentar resolver a crise energética. Nos últimos meses, a seca provocada pelo El Niño diminuiu ainda mais a geração de energia, já afetada pela falta de infraestrutura. (Folha de S.Paulo, 14.04.2016. Disponível em: Adaptado)

A notícia trata da situação energética