Questões de Concursos Arquivos Permanentes

  • Questão 48702.   Arquivologia - Arquivos Permanentes - Nível Superior - Ministério do Esporte - CESPE - 2008

  • Acerca da teoria e da prática de arranjo e descrição em arquivos permanentes, julgue o item.

    Uma exposição com documentos que registram a trajetória do tratamento da questão dos esportes no Brasil pode ser corretamente considerada uma ação cultural e educativa dos arquivos.
  • Questão 30885.   Arquivologia - Arquivos Permanentes - Nível Superior - FIOCRUZ - FGV - 2010

  • O instrumento de pesquisa que descreve, pormenorizadamente, documentos previamente selecionados, pertencentes a um ou mais fundos, segundo um critério temático, cronológico, onomástico ou geográfico, é chamado de:
  • Questão 48700.   Arquivologia - Arquivos Permanentes - Nível Superior - Ministério do Esporte - CESPE - 2008

  • Acerca da teoria e da prática de arranjo e descrição em arquivos permanentes, julgue o item.

    A estrutura conhecida como unitermo, também denominada relação gênero-espécie, é o marco teórico da norma brasileira de descrição arquivística, inspirada na norma internacional elaborada pelo Conselho Internacional de Arquivos.
  • Questão 48697.   Arquivologia - Arquivos Permanentes - Nível Superior - Ministério do Esporte - CESPE - 2008

  • Acerca da teoria e da prática de arranjo e descrição em arquivos permanentes, julgue o item.

    A organização de um arquivo permanente é mais fácil para um historiador se for temática, cronológica ou geográfica. Porém, essa forma de organização dilui, ou até elimina, a percepção da razão de ser do documento.
  • Questão 30884.   Arquivologia - Arquivos Permanentes - Nível Superior - FIOCRUZ - FGV - 2010

  • A descrição dos conjuntos documentais deve ser feita em relação à sua substância e à sua estrutura.

    Com relação à susbstância e à estrutura, os itens a seguir indicam:

    I. unidade de organização, funções, atividades, operações e assuntos.
    II. esquema de classificação adotado, unidades de arquivamento, datas abrangentes, classe ou tipos físicos de documentos e quantidade.
    III. unidade de espaciais, funções, atividades, operações e assunto.
    IV. esquema de ordenação adotado, unidades de arquivamento, datas abrangentes, classe ou tipos físicos de documentos e quantidade.
    V. unidade de organização, funções, atividades, código de classificação e assuntos.

    Assinale:
  • Questão 23305.   Arquivologia - Arquivos Permanentes - Nível Superior - CEFET RJ - CESGRANRIO - 2014

  • O arranjo de documentos é uma atividade ao mesmo tempo material e intelectual.

    Em uma instituição, antes de se proceder à ordenação dos documentos e das séries documentais, é necessário, como operação preliminar,
  • Questão 48698.   Arquivologia - Arquivos Permanentes - Nível Superior - Ministério do Esporte - CESPE - 2008

  • Acerca da teoria e da prática de arranjo e descrição em arquivos permanentes, julgue o item.

    O conhecimento prévio das fontes de pesquisa é proporcionado aos pesquisadores pelos arquivistas por meio do desenvolvimento da função conhecida como descrição de documentos.
  • Questão 48699.   Arquivologia - Arquivos Permanentes - Nível Superior - Ministério do Esporte - CESPE - 2008

  • Acerca da teoria e da prática de arranjo e descrição em arquivos permanentes, julgue o item.

    A organização de arquivos permanentes por fundos é indispensável no mundo moderno, pois substitui outras formas de organização que não privilegiam a natureza dos documentos de arquivo, tais como assunto, ordem cronológica única, formato ou suporte material.
  • Questão 48701.   Arquivologia - Arquivos Permanentes - Nível Superior - Ministério do Esporte - CESPE - 2008

  • Acerca da teoria e da prática de arranjo e descrição em arquivos permanentes, julgue o item.

    Cada nível do arranjo de um arquivo corresponde a um nível de descrição: fundo, grupo ou seção, série e item ou peça documental.
  • Questão 23306.   Arquivologia - Arquivos Permanentes - Nível Superior - CEFET RJ - CESGRANRIO - 2014

  • Ao desenvolver arranjo de documentos permanentes de uma empresa, um arquivista analisa o material a ser arranjado em termos de: 1- conteúdo, 2- proveniência, 3- tipo de material, 4- origens funcionais; 5- história da entidade.

    Destes, somente dois podem ser detectados por meio do exame da documentação, que são os de números