Questões de Conceitos Fundamentais para Concursos

Resolva Questões de Conceitos Fundamentais para Concursos Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 30899 - Arquivologia - Conceitos Fundamentais - Nível Superior - Tecnologista em Saúde - FIOCRUZ - FGV - 2010
  • É comum afirmar-se que durante a Idade Média européia quase se perdeu a “tradição arquivística”.

    Com relação a essa afirmativa, analise os itens a seguir que apresentam alguns fatores que concorreram para esta situação.

    I. Suportes pouco resistentes.
    II. Mobilidade dos centros do poder.
    III. Administrações sem autonomia.
    IV. Falta de conhecimento detalhado das instituições.
    V. Práticas administrativas ultrapassadas.

    Assinale:
  • 3 - Questão 20434 - Arquivologia - Conceitos Fundamentais - Nível Superior - Analista Administrativo - ANTAQ - CESPE - 2009
  • Julgue os itens seguintes, relativos a conceitos fundamentais de arquivologia.

    O documento tomado individualmente não é testemunho completo dos atos e das ações que o geraram, visto que é na relação que ele estabelece com outros documentos e com a atividade da qual resulta que lhe são atribuídos significado e capacidade comprobatória, característica conhecida como inter-relacionamento.
  • 5 - Questão 20427 - Arquivologia - Conceitos Fundamentais - Nível Superior - Analista Administrativo - ANTAQ - CESPE - 2009
  • Com relação a conceitos fundamentais de arquivologia e tendo como referência a legislação arquivística brasileira vigente, julgue os itens a seguir.

    De acordo com a aplicação dos critérios elaborados por Michel Duchein e considerando as vinculações existentes entre a ANTAQ e o Ministério dos Transportes, o acervo documental que estiver presente na ANTAQ deve ser considerado um subfundo vinculado ao fundo do referido ministério.
  • 8 - Questão 30900 - Arquivologia - Conceitos Fundamentais - Nível Superior - Tecnologista em Saúde - FIOCRUZ - FGV - 2010
  • Michel Duchein, Armand Camus e Pierre Daunou, os dois primeiros diretores do depósito de arquivo de Paris, conceberam um plano para tratar a massa documental como um único conjunto dividido em cinco seções metódico- cronológicas. A seção histórica era constituída por documentos considerados de interesse histórico, extraídos das demais seções.

    Sobre o mesmo assunto Malheiros da Silva acrescenta que aquela situação não tratava meramente de absorção ou de transferência de arquivos.

    Esses autores estavam se referindo à decisão que teve como consequência: