← Início

Questões de Concursos - Conjunções - Exercícios com Gabarito

Questões de Concursos Públicos - Conjunções - com Gabarito. Exercícios com Perguntas e Respostas, Resolvidas e Comentadas. Acesse Grátis!


...a base de um mundo mais próspero e saudável.

A conjunção E realiza a adição dos dois adjetivos ao final dessa frase; o pensamento abaixo em que essa mesma conjunção mostra um valor diferente é:

Observe o seguinte texto:

Os robôs já sabem discernir e reagir à fala graças a softwares de reconhecimento de voz como a Siri do iPhone; mas as máquinas inteligentes ainda têm dificuldades com a maioria dos outros sons. ?Em certo sentido esse é um problema mais simples, no entanto não tem havido muito trabalho com ruídos ambientais?, avalia o roboticista Joseph Romano, da Rething Robotics, em Boston. ?Isso não tem sido uma prioridade para o feedback robótico?.

Como outros textos, este também apresenta conectores, ou palavras de ligação, que organizam o texto por meio da ordenação das diferentes ideias.

Entre os conectores abaixo, aquele que apresenta seu valor semântico de forma adequada, de acordo com o texto, é:

A passagem do texto 1 em que o termo sublinhado tem uma forma equivalente corretamente indicada é:

Avalie as seguintes ocorrências da palavra se e as afirmações subsequentes:

1. para se decompor (l. 44).

2. que se dissolve na água (l. 54).

I. Em ambas, ocorre próclise.

 II. A inserção do advérbio NÃO imediatamente após para e que manteria a estrutura dos dois fragmentos.

III. Em ambos os casos, a palavra se funciona como conjunção integrante.

Quais estão corretas?

Muitos termos do texto aparecem ligados pela conjunção E; ocorre inadequação na troca de posição dos elementos sublinhados em:
Assinale a opção correta quanto à classe gramatical do termo destacado na frase: " Diante do perigo, ele ficou feito uma estátua".

Leia este trecho.

Falo do Rio, mas o alerta serve para o Brasil inteiro neste verão.

Sem alterar o sentido do texto, o termo destacado pode ser substituído por

Considere as frases abaixo para responder à questão.

Como faziam parte de um mesmo contexto, para o sertanejo não havia razão para separar “sertanejo” de “caipira”.

Não se sabe ao certo como e quando precisamente a música country passou a ocupar o lugar da música sertaneja.

Mantendo-se o sentido original e a correção, os termos sublinhados acima podem ser substituídos, respectivamente, por:

A conjunção ?MAS? estabelece uma relação de desigualdade (contraste) entre os termos coordenados. No trecho ?Alguns apreciam seu trabalho, mas não a empresa onde estão.?, o valor semântico do termo sublinhado equivale a:

“Um caipira, no seu radinho de pilha, sempre ouvia a rádio da capital fazer propaganda de “cachorro-quente”. Curioso, dizia:

“Quando eu for à capital, a primeira coisa que eu vou fazer é experimentar esse tal de cachorro-quente”. Um dia, lá foi ele para a capital. Logo que desembarca na estação, corre a uma lanchonete e pede:

- Moço, me dá um desse tal de cachorro-quente? Imediatamente o garçom pega um pãozinho, corta-o ao meio e coloca uma salsicha no meio do pão. Envolve-o depois num guardanapo e entrega ao caipira, que olhava tudo espantado.

Este abre o pão, olha horrorizado aquele negócio ali atravessado e reclama: - Ó moço! Mas logo essa parte do cachorro que o senhor foi pôr para mim?...” (Anônimo)

Palavras que são marcas explícitas de passagem de tempo são: