Questões de Criminologia Grátis - Exercícios com Gabarito

Resolva Questões de Criminologia com Gabarito. Exercícios com Atividades Grátis Resolvidas e Comentadas. Teste seus conhecimentos com Perguntas e Respostas sobre o Assunto.

1Questão 390626. Direito Penal, Criminologia

Quando o investigador age com prudência, cautela, não faz juízo precipitado e restringe-se às evidências ele está cultivando:

2Questão 390638. Direito Penal, Criminologia, Agente de Necropsia, Instituto Técnico Científico de Perícia RN, AOCP, 2018

Quanto à rastreabilidade de um vestígio, analise as assertivas e assinale a alternativa que aponta as corretas.

I. Relaciona-se à garantia de idoneidade dos vestígios, com vistas a preservar a confiabilidade e a transparência da produção da prova pericial ate? a conclusão do processo judicial.

II. A cadeia de custo?dia compreende o rastreamento do vestígio nas etapas de reconhecimento, fixação, coleta, acondicionamento, transporte, recebimento, processamento, armazenamento e descarte.

III. O procedimento relacionado ao registro deverá permitir o rastreamento do objeto/ vesti?gio (onde e com quem se encontra) e a emissão de relatórios.

IV. O rastreamento é possível apenas a partir da fase interna da cadeia de custódia, momento em que um código de rastreamento é associado ao vestígio, sendo prescindível a averiguação, em auditoria, da rastreabilidade na fase externa.

V. Quando da tramitação do vesti?gio armazenado, todas as ac?o?es devera?o ser registradas, consignando-se a identificação do responsa?vel pela tramitac?a?o, destinac?a?o, data e hora?rio da ação. Tais registros permitirão a rastreabilidade do vestígio.

3Questão 390533. Direito Penal, Criminologia, VUNESP, 2013

Para a Vitimologia, a vítima agressora, simuladora ou imaginária também é conhecida por

4Questão 390625. Direito Penal, Criminologia, Escrivão de Polícia Civil, Polícia Civil MG, FUMARC, 2018

Analise com atenção o trecho abaixo:

“[...] surgido nos anos 60, é o verdadeiro marco da chamada teoria do conflito. Ele significa, desde logo, um abandono do paradigma etiológico-determinista e a substituição de um modelo estático e monolítico de análise social por uma perspectiva dinâmica e contínua de corte democrático. A superação do monismo cultural pelo pluralismo axiológico de pensamento. Assim, a ideia de encarar a sociedade como um todo pacífico, sem fissuras interiores, que trabalha para a manutenção da coesão social, é substituída, em face de uma crise de valores, por uma referência que aponta para as relações conflitivas existentes dentro da sociedade e que estavam mascaradas pelo sucesso do Estado de Bem-Estar Social”

(SCHECAIRA, Sérgio Salomão. Criminologia. 4. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2012. p. 236).

Sobre o trecho, é CORRETO afirmar que se refere ao movimento criminológico

5Questão 390632. Direito Penal, Criminologia, VUNESP, 2014

A Reforma Penal de 1984, que alterou integralmente a Parte Geral do Código Penal e editou a Lei de Execução Penal, especialmente em dispositivos como o cumprimento progressivo da pena privativa de liberdade, bem como a Lei n.º 9.714/98, que reformulou o sistema de penas alternativas, são exemplos concretos da aplicação da teoria sociológica da criminalidade conhecida como

6Questão 390682. Direito Penal, Criminologia, VUNESP, 2014

A prevenção terciária possui um destinatário perfeitamente identificável, além de um objetivo certo e determinado. São eles, respectivamente:

7Questão 390624. Direito Penal, Criminologia, VUNESP, 2013

Quanto aos fatores impulsionadores do delito, assinale a alternativa correta.

8Questão 390556. Direito Penal, Criminologia, Delegado de Polícia Substituto, Polícia Civil GO, CESPE, 2017

A respeito do conceito e das funções da criminologia, assinale a opção correta.

9Questão 390735. Direito Penal, Criminologia, VUNESP, 2014

A autonomia da Criminologia frente ao Direito Penal

10Questão 390634. Direito Penal, Criminologia, VUNESP, 2013

A corrente de pensamento criminológico que critica a exibição de cenas em televisão e cinema, de abuso de drogas ilícitas, prática de roubos, sequestros, bem como outras condutas delituosas, alçando seus protagonistas a status de “heróis” ou “justiceiros”, fomentando sua imitação pelas pessoas, principalmente jovens, é a Teoria