Questões de Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica para Concursos

Resolva Questões de Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica para Concursos Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 58351.   Enfermagem - Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica - Nível Médio - CESPE
  • Acerca do controle das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), cujas incidências têm tornado esse controle uma prioridade para os órgãos de vigilância epidemiológica brasileiros, julgue o item subsequente.

    No Brasil, são de notificação compulsória a sífilis congênita, a sífilis em gestante e a sífilis adquirida.
  • 2 - Questão 58363.   Enfermagem - Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica - Nível Médio
  • A vigilância epidemiológica tem como propósito fornecer orientação técnica permanente para os que têm a responsabilidade de decidir sobre a execução de ações de controle de doenças e agravos, tornando disponíveis, para esse fim, informações atualizadas sobre a ocorrência dessas doenças ou agravos, bem como
  • 3 - Questão 58365.   Enfermagem - Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica - Nível Médio
  • O paciente deve receber sangue total ou hemocomponentes provenientes de bancos de sangue qualificados, em razão do risco de contaminar-se o paciente com doenças transmitidas pelo sangue. É exemplo de doença transmitida pelo sangue a (o)
  • 4 - Questão 58348.   Enfermagem - Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica - Nível Médio - CESPE
  • A respeito de noções básicas de epidemiologia e vigilância à saúde do trabalhador, bem como acerca de registros em bases de dados, documentos e legislações nacionais relativos a esse tema, julgue o item a seguir.

    Os Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) assumem funções ou atribuições correspondentes às dos Serviços Especializados de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) de órgãos da administração pública.
  • 7 - Questão 58346.   Enfermagem - Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica - Nível Médio - CESPE
  • A respeito de noções básicas de epidemiologia e vigilância à saúde do trabalhador, bem como acerca de registros em bases de dados, documentos e legislações nacionais relativos a esse tema, julgue o item a seguir.

    Casos de pneumoconioses relacionadas ao trabalho devem ser notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN).
  • 8 - Questão 58356.   Enfermagem - Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica - Nível Médio
  • De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), um Sistema de Informação em Saúde consitui um “mecanismo de coleta, processamento, análise e transmissão da informação necessária para se planejar, organizar, operar e avaliar os serviços de saúde” (DATASUS). No Brasil, desde 1991, o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), é o órgão responsável por esta atividade (BRASIL, 2019).

    Em relação aos Sistemas Nacionais de Informação em Saúde, analise as assertivas abaixo e identifique com V as verdadeiras e com F as falsas.

    ( ) O Sistema de Informações sobre Orçamento Público em Saúde (SIOPS), consolida as informações sobre gastos em saúde no país.
    ( ) O Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS (SIA) é capaz de coletar e processar, embora não valide, os dados apresentados pelas unidades prestadoras de serviço.
    ( ) O Sistema de Apoio à Construção do Relatório de Gestão (SARGSUS) é uma ferramenta de acompanhamento da gestão da saúde, de acesso exclusivo aos gestores municipais.
    ( ) O Sistema de Centrais de Regulação (SISREG) permite o controle e a regulação dos recursos hospitalares e ambulatoriais especializados no nível Municipal, Estadual ou Regional.

    A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é 
  • 9 - Questão 58354.   Enfermagem - Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica - Nível Médio - CESPE
  • A respeito do SUS e do papel do enfermeiro na vigilância em saúde, julgue o item seguinte.

    Embora as taxas de mortalidade por diabetes e certos tipos de câncer estejam subindo, nota-se uma queda na mortalidade por doenças crônicas não transmissíveis, o que representa uma grande conquista para a saúde no Brasil.