Questões de Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica para Concursos

Resolva Questões de Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica para Concursos Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 58361 - Enfermagem - Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica - Nível Médio
  • Em epidemiologia, o termo virulência refere-se à:
  • 2 - Questão 58358 - Enfermagem - Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica - Nível Médio
  • De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), um Sistema de Informação em Saúde consitui um “mecanismo de coleta, processamento, análise e transmissão da informação necessária para se planejar, organizar, operar e avaliar os serviços de saúde” (DATASUS). No Brasil, desde 1991, o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), é o órgão responsável por esta atividade (BRASIL, 2019).

    Em relação aos Sistemas Nacionais de Informação em Saúde, analise as assertivas abaixo e identifique com V as verdadeiras e com F as falsas.
    ( ) O Sistema de Informações sobre Orçamento Público em Saúde (SIOPS), consolida as informações sobre gastos em saúde no país.
    ( ) O Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS (SIA) é capaz de coletar e processar, embora não valide, os dados apresentados pelas unidades prestadoras de serviço.
    ( ) O Sistema de Apoio à Construção do Relatório de Gestão (SARGSUS) é uma ferramenta de acompanhamento da gestão da saúde, de acesso exclusivo aos gestores municipais.
    ( ) O Sistema de Centrais de Regulação (SISREG) permite o controle e a regulação dos recursos hospitalares e ambulatoriais especializados no nível Municipal, Estadual ou Regional.

    A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é 
  • 4 - Questão 58362 - Enfermagem - Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica - Nível Médio
  • A Vigilância Epidemiológica (VE) constitui-se um importante instrumento de prevenção e controle doenças infecciosas e parasitárias, fornecendo relevantes subsídios para o planejamento, organização e operacionalização dos serviços de saúde. Para isso existe a Notificação Compulsória, que é a comunicação da ocorrência de determinada doença ou agravo a saúde que deve seguir certas orientações do Ministério da Saúde (MS), como:
  • 7 - Questão 16354 - Conhecimentos Específicos - Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica - Nível Superior - Oficial Bombeiro Militar - Bombeiro Militar DF - CESPE - 2011
  • Tendo em vista que a atuação do enfermeiro na comunidade e na família deve balizar-se pelos princípios da vigilância em saúde, que possui como foco a vigilância epidemiológica e a saúde do trabalhador, julgue os itens que se seguem.
  • As atividades voltadas à saúde do trabalhador utilizam-se das ações de vigilância sanitária e de vigilância epidemiológica para desenvolver atividades de prevenção e promoção da saúde dos trabalhadores, e de tratamento e reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos a doenças e agravos relacionados ao ambiente do trabalho.
  • 10 - Questão 58360 - Enfermagem - Epidemiologia e Vigilância Epidemiológica - Nível Médio
  • A Portaria nº 204, de 17 de fevereiro de 2016, define a lista nacional de notificação compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde pública nos serviços de saúde públicos e privados em todo o território nacional. Além de conhecer as doenças que fazem parte desta lista, o profissional de saúde precisa, também, entender os prazos e mecanismos necessários para a notificação. Desta forma, analise as afirmativas abaixo e marque, baseado nos conceitos definidos na Portaria nº 204, a opção correta.

    I. Notificação compulsória: comunicação obrigatória à autoridade de saúde, realizada pelos médicos, profissionais de saúde ou responsáveis pelos estabelecimentos de saúde, públicos ou privados, sobre a ocorrência de suspeita ou confirmação de doença, agravo ou evento de saúde pública, podendo ser imediata ou semanal.
    II. Notificação compulsória imediata (NCI): notificação compulsória realizada em até 24 (vinte e quatro) horas, a partir do conhecimento da ocorrência de doença, agravo ou evento de saúde pública, pelo meio de comunicação mais rápido disponível.
    III. Evento de saúde pública (ESP): situação que pode constituir potencial ameaça à saúde pública, como a ocorrência de surto ou epidemia, doença ou agravo de causa desconhecida, alteração no padrão clínico epidemiológico das doenças conhecidas, considerando o potencial de disseminação, a magnitude, a gravidade, a severidade, a transcendência e a vulnerabilidade, bem como epizootias ou agravos decorrentes de desastres ou acidentes.