Questões de Gastroenterologia para Concursos

Resolva Questões de Gastroenterologia para Concursos Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 60009 - Medicina - Gastroenterologia - Nível Superior
  • Homem, 55 anos, comparece ao consultório médico com queixa de dor epigástrica recorrente com irradiação para região lombar superior esquerda, que alivia parcialmente com antiespasmódico. Refere, acompanhando o quadro, perda do apetite, episódios frequentes de náuseas e emagrecimento de 15 kg em um ano. Nos últimos 3 meses, refere flatulência intensa e evacuação com fezes volumosas, mal cheirosas e que flutuam na água. Antecedentes: etilismo há 38 anos e diabetes mellitus diagnosticado há 5 meses. Exame físico: regular estado geral, emagrecido, anictérico, afebril, eupneico em ar ambiente. Abdome: plano, doloroso à palpação profunda, com massa palpável em epigástrio, fixa, de bordas mal definidas, com aproximadamente 15 cm de diâmetro.

    Assinale a alternativa que apresenta a hipótese diagnóstica mais provável.
  • 2 - Questão 60003 - Medicina - Gastroenterologia - Nível Superior
  • Homem, 29 anos, é submetido a exame de colonoscopia em investigação de diarreia, febre e cólicas abdominais. A descrição do laudo da colonoscopia revela: presença de ulcerações arredondadas na região ileocecal, que se interconectam longitudinal e transversalmente com áreas normais, dando aspecto de paralelepípedos.

    O laudo, associado à clínica apresentada, é altamente sugestivo de
  • 4 - Questão 58444 - Medicina - Gastroenterologia - Nível Superior - Médico Infectologista - HUB - CESPE - 2010
  • Um homem com 62 anos de idade procurou assistência médica com relato de que, há vários meses, vem sentindo desconforto epigástrico, com irradiação para o dorso, que piorava em torno de 30 minutos após a alimentação. Informou, também, diarreia e importante perda de peso nos últimos seis meses. No exame clínico, apresentava-se emagrecido, com índice de massa corporal de 15 kg/m2, com leve dor à palpação profunda da região epigástrica, sem outras anormalidades. Os exames laboratoriais mostraram: glicemia de jejum = 200 mg/dL (valores de referência de 74 mg/dL a 106 mg/dL); hemograma sem alterações, bilirrubina total = 0,8 mg/dL (valores de referência de 0,3 mg/dL a 1,2 mg/dL), TGO = 28 U/L (valores de referência de 10 U/L a 30 U/L) e TGP = 38 U/L (valores de referência de 10 U/L a 40 U/L), amilase sérica = 130 U/L (valores de referência de 27 U/L a 131 U/L), lipase sérica = 180 U/L (valores de referência de 31 U/L a 186 U/L). Os exames de imagem confirmaram o diagnóstico de pancreatite crônica.

    Com relação a esse caso clínico, julgue os itens que se seguem.

    A principal causa associada a esse diagnóstico clínico é a litíase biliar.
  • 6 - Questão 60001 - Medicina - Gastroenterologia - Nível Superior
  • Homem, 55 anos, etilista de longa data, com ingestão de cerca de 100 mL de etanol por dia, há 5 anos apresenta episódios de dor epigástrica pós-prandial, acompanhada por vômitos. Refere que há 1 ano notou melhora do quadro, mas passou a apresentar diarreia crônica e perda de peso, procurando assistência médica. Exame físico: paciente emagrecido, descorado, anictérico, com pele seca e descamativa; abdome sem alterações à palpação. Realizado teste de gordura fecal que foi positivo.

    Assinale a alternativa que apresenta o exame que mais conrtribuirá para a confirmação diagnóstica etiológica.
  • 7 - Questão 60008 - Medicina - Gastroenterologia - Nível Superior
  • Homem, 27 anos, queixa-se de diarreia crônica há 1 ano, com mais de 10 evacuações ao dia, sem produtos patológicos, associada a sintomas dispépticos de empachamento, distensão abdominal e flatulência excessiva. Refere, ainda, perda de 1 kg nesse período. O exame físico não evidencia maiores alterações, exceto por discreta distensão de alças intestinais, com o abdome indolor à palpação e DB negativo. Exames complementares: anemia ferropriva; deficiência de Vit B12; imunoglobulinas normais; PPF negativo (3 amostras); pesquisa de gordura fecal SUDAN III positiva; endoscopia digestiva alta com aspecto atrófico em segunda porção duodenal; colonoscopia normal.

    Assinale a alternativa que apresenta o diagnóstico mais provável.
  • 8 - Questão 58442 - Medicina - Gastroenterologia - Nível Superior - Médico Infectologista - HUB - CESPE - 2010
  • Um homem com 62 anos de idade procurou assistência médica com relato de que, há vários meses, vem sentindo desconforto epigástrico, com irradiação para o dorso, que piorava em torno de 30 minutos após a alimentação. Informou, também, diarreia e importante perda de peso nos últimos seis meses. No exame clínico, apresentava-se emagrecido, com índice de massa corporal de 15 kg/m2, com leve dor à palpação profunda da região epigástrica, sem outras anormalidades. Os exames laboratoriais mostraram: glicemia de jejum = 200 mg/dL (valores de referência de 74 mg/dL a 106 mg/dL); hemograma sem alterações, bilirrubina total = 0,8 mg/dL (valores de referência de 0,3 mg/dL a 1,2 mg/dL), TGO = 28 U/L (valores de referência de 10 U/L a 30 U/L) e TGP = 38 U/L (valores de referência de 10 U/L a 40 U/L), amilase sérica = 130 U/L (valores de referência de 27 U/L a 131 U/L), lipase sérica = 180 U/L (valores de referência de 31 U/L a 186 U/L). Os exames de imagem confirmaram o diagnóstico de pancreatite crônica.

    Com relação a esse caso clínico, julgue os itens que se seguem.

    Os níveis séricos de amilase e os de lipase observados no caso clínico descrito são indicativos de bom prognóstico de longo prazo.
  • 9 - Questão 58441 - Medicina - Gastroenterologia - Nível Superior - Médico Infectologista - HUB - CESPE - 2010
  • Um homem de 75 anos de idade foi atendido em serviço de emergência com relato de enterorragia há cerca de 3 horas. No momento do atendimento, apresentava frequência de pulso de 120 batimentos por minutos e pressão arterial de 100 mmHg × 60 mmHg.

    Tendo como referência esse quadro clínico, julgue os próximos itens.

    A maioria dos pacientes que apresenta o quadro clínico relatado necessita de tratamento operatório de urgência.