Questões de Concursos INEP

Resolva Questões de Concursos INEP Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 25062 - Física - Nível Médio - ENEM - INEP - 2014
  • Quando adolescente, as nossas tardes, após as aulas, consistiam em tomar às mãos o violão e o dicionário de acordes de Almir Chediak e desafiar nosso amigo Hamilton a descobrir, apenas ouvindo o acorde, quais notas eram escolhidas. Sempre perdíamos a aposta, ele possui o ouvido absoluto. O ouvido absoluto é uma característica perceptual de poucos indivíduos capazes de identificar notas isoladas sem outras referências, isto é, sem precisar relacioná-las com outras notas de uma melodia.

    LENT, R. O cérebro do meu professor de acordeão. Disponível em: http://cienciahoje.uol.com.br Acesso em: 15 ago. 2012 (adaptado).

    No contexto apresentado, a propriedade física das ondas que permite essa distinção entre as notas é a
  • 2 - Questão 24950 - Conhecimentos Gerais - Nível Médio - ENEM - INEP - 2015
  • Ninguém nasce mulher: torna-se mulher. Nenhum destino biológico, psíquico, econômico define a forma que a fêmea humana assume no seio da sociedade; é o conjunto da civilização que elabora esse produto intermediário entre o macho e o castrado que qualificam o feminino.

    BEAUVOIR, S. O segundo sexo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1980.

    Na década de 1960, a proposição de Simone de Beauvoir contribuiu para estruturar um movimento social que teve como marca o(a)
  • 3 - Questão 24970 - Português - Nível Médio - ENEM - INEP - 2015
  • Primeiro surgiu o homem nu de cabeça baixa. Deus veio num raio. Então apareceram os bichos que comiam os homens. E se fez o fogo, as especiarias, a roupa, a espada e o dever. Em seguida se criou a filosofia, que explicava como não fazer o que não devia ser feito. Então surgiram os números racionais e a História, organizando os eventos sem sentido. A fome desde sempre, das coisas e das pessoas. Foram inventados o calmante e o estimulante. E alguém apagou a luz. E cada um se vira como pode, arrancando as cascas das feridas que alcança.

    BONASSI, F. 15 cenas do descobrimento de Brasis. In: MORICONI, Í. (Org.). Os cem melhores contos do século. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

    A narrativa enxuta e dinâmica de Fernando Bonassi configura um painel evolutivo da história da humanidade. Nele, a projeção do olhar contemporâneo manifesta uma percepção que
  • 4 - Questão 24971 - Português - Nível Médio - ENEM - INEP - 2015
  • Cântico VI

    Tu tens um medo de
    Acabar.
    Não vês que acabas todo o dia.
    Que morres no amor.
    Na tristeza.
    Na dúvida.
    No desejo.
    Que te renovas todo dia.
    No amor.
    Na tristeza.
    Na dúvida.
    No desejo.
    Que és sempre outro.
    Que és sempre o mesmo.
    Que morrerás por idades imensas.
    Até não teres medo de morrer.
    E então serás eterno.
    MEIRELES, C. Antologia poética. Rio de Janeiro: Record, 1963 (fragmento).

    A poesia de Cecília Meireles revela concepções sobre o homem em seu aspecto existencial. Em Cântico VI, o eu lírico exorta seu interlocutor a perceber, como inerente à condição humana,
  • 5 - Questão 25099 - Português - Nível Médio - ENEM - INEP - 2014
  • Vida obscura

    Ninguém sentiu o teu espasmo obscuro,
    ó ser humilde entre os humildes seres,
    embriagado, tonto de prazeres,
    o mundo para ti foi negro e duro.

    Atravessaste no silêncio escuro
    a vida presa a trágicos deveres
    e chegaste ao saber de altos saberes
    tornando-te mais simples e mais puro.

    Ninguém te viu o sentimento inquieto,
    magoado, oculto e aterrador, secreto,
    que o coração te apunhalou no mundo,

    Mas eu que sempre te segui os passos
    sei que cruz infernal prendeu-te os braços
    e o teu suspiro como foi profundo!

    SOUSA, C. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1961.

    Com uma obra densa e expressiva no Simbolismo brasileiro, Cruz e Sousa transpôs para seu lirismo uma sensibilidade em conflito com a realidade vivenciada. No soneto, essa percepção traduz-se em
  • 6 - Questão 25040 - História - História do Brasil - Nível Médio - ENEM - INEP - 2014
  • A Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, que começa a ser construída apenas em 1905, foi criada, ao contrário das outras grandes ferrovias paulistas, para ser uma ferrovia de penetração, buscando novas áreas para a agricultura e povoamento. Até 1890, o café era quem ditava o traçado das ferrovias, que eram vistas apenas como auxiliadoras da produção cafeeira.

    CARVALHO, D. F. Café, ferrovias e crescimento populacional: oflorescimento da região noroeste paulista. Disponível em: www.historica.arquivoestado.sp.gov.br. Acesso em: 2 ago. 2012.

    Essa nova orientação dada à expansão ferroviária, durante a Primeira República, tinha como objetivo a
  • 7 - Questão 24942 - Informática - Tecnologia - Nível Médio - ENEM - INEP - 2015
  • Um carro esportivo é financiado pelo Japão, projetado na Itália e montado em Indiana, México e França, usando os mais avançados componentes eletrônicos, que foram inventados em Nova Jérsei e fabricados na Coreia. A campanha publicitária é desenvolvida na Inglaterra, filmada no Canadá, a edição e as cópias, feitas em Nova York para serem veiculadas no mundo todo. Teias globais disfarçam-se com o uniforme nacional que lhes for mais conveniente.

    REICH, R. O trabalho das nações: preparando-nos para o capitalismo no século XXI. São Paulo: Educator, 1994 (adaptado).

    A viabilidade do processo de produção ilustrado pelo texto pressupõe o uso de
  • 8 - Questão 24972 - Português - Nível Médio - ENEM - INEP - 2015
  • Essa pequena

    Meu tempo é curto, o tempo dela sobra
    Meu cabelo é cinza, o dela é cor de abóbora
    Temo que não dure muito a nossa novela, mas
    Eu sou tão feliz com ela
    Meu dia voa e ela não acorda
    Vou até a esquina, ela quer ir para a Flórida
    Acho que nem sei direito o que é que ela fala, mas
    Não canso de contemplá-la
    Feito avarento, conto os meus minutos
    Cada segundo que se esvai
    Cuidando dela, que anda noutro mundo
    Ela que esbanja suas horas ao vento, ai
    Às vezes ela pinta a boca e sai
    Fique à vontade, eu digo, take your time
    Sinto que ainda vou penar com essa pequena, mas
    O blues já valeu a pena

    CHICO BUARQUE. Disponível em: www.chicobuarque.com.br. Acesso em: 31 jun. 2012.

    O texto Essa pequena registra a expressão subjetiva do enunciador, trabalhada em uma linguagem informal, comum na música popular. Observa-se, como marca da variedade coloquial da linguagem presente no texto, o uso de
  • 9 - Questão 24955 - Química - Nível Médio - ENEM - INEP - 2015
  • Alimentos em conserva são frequentemente armazenados em latas metálicas seladas, fabricadas com um material chamado folha de flandres, que consiste de uma chapa de aço revestida com uma fina camada de estanho, metal brilhante e de difícil oxidação. É comum que a superfície interna seja ainda revestida por uma camada de verniz à base de epóxi, embora também existam latas sem esse revestimento, apresentando uma camada de estanho mais espessa.

    SANTANA, V. M. S. A leitura e a química das substâncias. Cadernos PDE. Ivaiporã: Secretaria de Estado da Educação do Paraná (SEED); Universidade Estadual de Londrina, 2010 (adaptado).

    Comprar uma lata de conserva amassada no supermercado é desaconselhável porque o amassado pode
  • 10 - Questão 25064 - Inglês - Nível Médio - ENEM - INEP - 2014
  • Masters of War

    Come you masters of war
    You that build all the guns
    You that build the death planes
    You that build all the bombs
    You that hide behind walls
    You that hide behind desks
    I just want you to know
    I can see through your masks.

    You that never done nothin’
    But build to destroy
    You play with my world
    Like it"s your little toy
    You put a gun in my hand
    And you hide from my eyes
    And you turn and run farther
    When the fast bullets fly.

    Like Judas of old
    You lie and deceive
    A world war can be won
    You want me to believe
    But I see through your eyes
    And I see through your brain
    Like I see through the water
    That runs down my drain.

    BOB DYLAN. The Freewheelin’ Bob Dylan. Nova York: Columbia Records, 1963 (fragmento)

    Na letra da canção Masters of War, há questionamentos e reflexões que aparecem na forma de protesto contra