Questões de Concursos IBFC

Resolva Questões de Concursos IBFC Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Q40629.   Segurança e Saúde no Trabalho - Nível Médio - Técnico em Segurança do Trabalho - EMBASA - IBFC - 2015
  • Consideram-se riscos ambientais os agentes químicos, físicos, biológicos, ergonômicos e os riscos de acidentes de trabalho. Eles são capazes de causar danos à saúde e à integridade física do trabalhador em função de sua natureza, concentração, intensidade, suscetibilidade e tempo de exposição. Os riscos ambientais ou profissionais estão divididos em cinco grupos:

    Responda a  próxima pergunta com base no texto apresentado. Complete o texto a seguir com a resposta correta. Esforço físico, levantamento e transporte manual de pesos, exigências de postura se enquadram nos riscos do:
  • 3 - Q7847.   Farmácia - Nível Médio - Perito Criminal - Policia Civil RJ - IBFC - 2013
  • Um indivíduo foi detido em um aeroporto com pequenos sacos contendo um material branco, que foi devidamente encaminhado para o perito analisar. A suspeita era de que este material seria cocaína, o que levou o perito a realizar testes preliminares para emissão do laudo, relatando a constatação da natureza e quantidade da droga apreendida. Sobre testes preliminares para a detecção de cocaína, é correto dizer que:
  • 4 - Q49286.   História - Nível Superior - Professor de Ensino Religioso - SEE MG - IBFC - 2017
  • Com a Constituição de 1824, o Brasil já teve uma única religião oficial: o Catolicismo, que perdurou até a proclamação da República. Até então, só eram permitidos templos católicos. O clero católico fazia parte do funcionalismo do Estado. É claro que eram praticadas outras religiões, mas os seus professantes sofriam discriminação e só podiam realizar seus atos religiosos em particular, no espaço privado, e não em lugares públicos. Com a República, o Brasil se tornou um Estado Laico, isto é, deixou de ter uma religião oficial e se separou da Igreja. Desta leitura dos dispositivos constitucionais-legais, fica claro que a Carta Magna do país e outros documentos legais asseguram a liberdade de culto e estabelecem que nenhuma pessoa pode ser discriminada por motivo de qualquer natureza, aí incluído o de religião. Considere estas afirmativas:

    I. Preserva-se, assim, o direito subjetivo de consciência, tanto para professar quanto para não professar nenhum credo religioso.
    II. Complementarmente, a lei assegura o respeito e tolerância à diversidade cultural-religiosa do país, sendo vedadas, nas escolas, quaisquer formas de proselitismo.
    III. A execução destes princípios de tolerância e respeito à diversidade não é fácil, ainda mais em uma sociedade como a nossa, em que intolerâncias e desrespeitos às diversidades culturais são frequentes.

    Considerando-se que a questão religiosa é uma das mais delicadas no que se refere a tais diversidades:
    Assinale a alternativa correta:
  • 5 - Q44175.   Raciocínio Lógico - Nível Médio - Técnico de Enfermagem - HEMOMINAS - IBFC - 2013
  • Numa pesquisa sobre a preferência entre 3 produtos, constatou-se que: 520 pessoas preferem o produto A, 570 preferem o produto B, 620 preferem o produto C, 260 preferem os produtos A ou C, 280 preferem A ou B, 180 preferem B ou C e 80 preferem qualquer um dos 3 produtos. O número de pessoas que gostam de somente um dos produtos é igual a:
  • 6 - Q51674.   Direito Constitucional - Nível Superior - Agente de Segurança Socioeducativo - SEAP MG - IBFC - 2014
  • Analise os seguintes itens, relativos à disciplina constitucional dos servidores públicos:

    I. A Constituição veda qualquer hipótese de adoção de requisitos e critérios diferenciados para a concessão de aposentadoria aos servidores públicos.
    II. O tempo de contribuição federal, estadual ou municipal será contado para efeito de aposentadoria e o tempo de serviço correspondente para efeito de disponibilidade.
    III. Ao servidor ocupante, exclusivamente, de cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração bem como de outro cargo temporário ou de emprego público, aplica-se o regime próprio de previdência, instituído e organizado pelo respectivo ente federativo.

    Está CORRETO o que se afirma em:
  • 8 - Q44185.   Noções de Saúde - Saúde Pública - Nível Médio - Técnico de enfermagem - HEMOMINAS - IBFC - 2013
  • A portaria MS nº 1.353, de 13.06.2011 aprovou o regulamento técnico de procedimentos hemoterápicos. Considerando essa legislação, a responsabilidade técnica pelo serviço de hemoterapia, deve ficar a cargo de:
  • 9 - Q44170.   Português - Nível Médio - Técnico de Enfermagem - HEMOMINAS - IBFC - 2013
  •                                                    Sucesso e fracasso
                            O sucesso tornou-se um valor em si, não a consequência de um empreendimento 
                                                              Zeca Baleiro

                Nas viradas de ano, costuma-se fazer muitos votos. De felicidade, saúde, amor, harmonia e paz. Costuma-se fazer votos de sucesso também. A propósito, o sucesso nunca esteve tão na moda quanto hoje. Nossos dicionários dizem que a palavra vem do latim successus e significa “aquilo que sucede, acontecimento, fato, ocorrência; qualquer resultado de um negócio; entrada, abertura; aproximação, chegada; bom êxito, triunfo, bom resultado; pessoa ou coisa vitoriosa de grande prestígio e/ou popularidade (livro, filme, peça teatral, autor, artista, etc.)”.
                O sucesso tornou-se um valor em si, não a consequência de um empreendimento, necessariamente, e hoje está quase que inevitavelmente associado à fama. Andam de braços dados. Se tem fama, tem sucesso. Ledo engano. Conheço famosos que vivem a pão e água - logo, sem “triunfo” -, e outros que fazem uma ginástica danada para manter o circo de aparências.
                Mas o que me interessa agora é falar sobre o “fracasso”, primo-irmão do “sucesso”. Na canção “Velho bode”, letra do genial poeta Sergio Natureza, um e outro são postos lado a lado: “Você foi um sucesso / na minha vida o meu lado do avesso... / você é um fracasso / do meu lado esquerdo do peito...” A música, parceria com o compositor Sérgio Sampaio, não foi um grande sucesso popular, mas tornou-se um hit cult, “maldito”, como quase toda a obra de Sampaio, ele próprio dono de uma biografia intrigante, uma história clássica de ascensão e declínio. Em 1973, o artista capixaba emplacou o mega-hit “Eu Quero É botar Meu bloco na Rua”, cujo compacto (para os com menos de 30 anos, “pequeno single de vinil”) vendeu 500 mil cópias, cifra astronômica para a época. A marcha-rancho lírica e de refrão poderoso tornou-se um hino contra a repressão política e social daqueles tempos de domínio militar.
                Depois desse grande sucesso pontual, Sergio gravaria três álbuns antológicos que passaram despercebidos pelo grande público, o que o fez amargar um ostracismo cruel que o levaria à morte prematura em 1994, vitimado por uma pancreatite. Hoje, começa a ser descoberto e gravado por novos artistas e bandas e a ter o seu tamanho artístico justamente avaliado.
                O baiano Tom Zé, um dos fundadores do tropicalismo e hoje uma lenda viva da música brasileira, já disse ao que veio na chegada, quando se apresentou nos anos 60 no programa de calouros “Escada para o Sucesso” cantando a sátira explícita “Rampa para o fracasso”. Contam que, no final dos anos 80,Tom Zé estaria desiludido com a carreira por conta dos “fracassos” de seus discos e sem o espaço devido na mídia e nos palcos. Estava de malas prontas para voltar à sua natal Irará, onde iria administrar o posto de gasolina de um parente, quando recebeu o telefonema de David byrne, bandleader da icônica banda Talking Heads e caçador de pérolas musicais. byrne teria descoberto seu disco “Estudando o Samba” num sebo e desejava lançá-lo pelo Luakabop, selo de sua propriedade e destinado a lançar suas descobertas mundo afora. Daí por diante a história com final feliz é conhecida de quase todos.
                “Mantenha-se forte diante do fracasso e livre diante do sucesso”, diz frase atribuída ao gênio francês Jean Cocteau. Pode soar como um disparate esta outra frase do mesmo autor que transcrevo a seguir, mas a meu ver ela trata do mesmo assunto: “Deus não teria alcançado o grande público sem a ajuda do diabo.” 
  • Considere o período abaixo e assinale a alternativa correta:

    Se tem fama, tem sucesso.
  • 10 - Q32132.   Informática - Nível Médio - Assistente Administrativo - Docas PB - IBFC - 2015
  • O recurso de Restauração do Sistema está embutido no Windows XP. Uma das principais funcionalidades dele é a de: