Questões de CONESUL Grátis - Exercícios com Gabarito

Resolva Questões de CONESUL com Gabarito. Exercícios com Atividades Grátis Resolvidas e Comentadas. Teste seus conhecimentos com Perguntas e Respostas sobre o Assunto.

1Questão 722. Direito do Consumidor, Lei 8078 90, Atendente Comercial, Correios, CONESUL, Ensino Médio

É qualquer atividade fornecida no mercado de consumo, mediante remuneração, inclusive as de natureza bancária, financeira, de crédito e securitária, salvo as decorrentes das relações de caráter trabalhista, segundo o §2º Art. 1º da lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

2Questão 189065. Português, Agente Administrativo, PGE RS, CONESUL, 2008

Texto associado.

INSTRUÇÃO: O TEXTO A SEGUIR APRESENTA PROBLEMAS DE COESÃO E DE COERÊNCIA. AS QUESTÕES DE 16 A 24 PROPÕEM A ANÁLISE DE ALGUNS DOS PERÍODOS QUE O COMPÕEM E/OU NOVA REDAÇÃO PARA ELES.

TEXTO II

Experiência Profissional versus Competência

Atualmente os profissionais recém formados possuem muitas dificuldades em arranjar emprego. Seja por motivo de concorrência; avanços tecnológicos; fatores externos, etc. As empresas de modo geral, de pequeno porte até multinacionais, muitas vezes preferem profissionais com certa bagagem. Talvez se utiliza o conceito " é errando que se aprende", ou até por uma certa ansiedade para que o recém contratado possa atuar no mercado. Isentando-se assim da responsabilidade de treiná-lo ou planejar a estratégia da empresa para o futuro. Quanto à questão do erro, sabemos que errar é humano, mas o excelente profissional aprende com o erro dos outros. Por isso não é essencial ter experiência. E percebe-se também que as empresas não se preparam para o futuro, procuram agir somente no imediatismo, querem tudo para ontem, pensam que jogar rápido é jogar certo, e aí..... é que se enganam. Fazem somente o que o cliente manda, mas as grandes inovações não são criadas pelos clientes, e sim por profissionais criativos e competentes, e isso também não tem haver com experiência. (...) Não estou afirmando que profissionais experientes estão ultrapassados. Mas quero mostrar que competência não tem haver necessariamente com experiência. Ou seja competência quer dizer: "Saber agir, mobilizar recursos, integrar saberes múltiplos e complexos, saber aprender, saber se engajar, assumir responsabilidades, ter visão estratégica." (Afonso Fleury) Além disso, também adiciono a palavra "Vontade", ou seja, o futuro profissional não necessita apenas ser experiente e inteligente, mas é preciso ter vontade. Mas isso fica para uma próxima discussão...

Disponível em: http://economiabr.net/2002/08/02/experiencia.html . Acesso em: 22 jun. 2008.

No texto, predomina o registro ______ da linguagem.

3Questão 716. Matemática, Atendente Comercial, Correios, CONESUL, Ensino Médio

Dividiu-se a quantia de R$ 5.850,00 em três partes R, S e T, proporcionais respectivamente a 8, 10 e 12. O valor correspondente à parte R é igual a

4Questão 728. Noções de Ética, Atendente Comercial, Correios, CONESUL, Ensino Médio

Texto associado.
As questões 1-4 referem-se ao texto abaixo. Leia com
atenção.

Imagine que você tenha aquele anel que Platão evoca,
o célebre anel de Giges, que tornaria você invisível
sempre que você desejasse... É um anel mágico, que
um pastor encontra por acaso. Basta virar a pedra do
anel para dentro da palma para se tornar totalmente
invisível, e virá-la para fora para ficar novamente visível...
Giges, que antes era tido como um homem honesto,
não foi capaz de resistir às tentações a que este anel o
submetia: aproveitou seus poderes mágicos para entrar
no palácio, seduzir a rainha, assassinar o rei, tomar o
poder e exercê-lo em seu único e exclusivo benefício.
Quem conta a coisa, em A República, conclui que o
bom e o mau, ou os assim considerados, só se
distinguem pela prudência e pela hipocrisia, em outras
palavras, pela importância desigual que dão ao olhar
alheio ou por sua habilidade maior ou menor para se
esconder... Se ambos possuíssem o anel de Giges,
nada mais os distinguiria: “ambos tenderiam para o
mesmo fim”. Isto equivale a sugerir que a moral não
passa de uma ilusão, de uma mentira, de um medo
maquiado de virtude. Bastaria poder ficar invisível para
que toda proibição sumisse e que, para cada um, não
houvesse mais que a busca do seu prazer ou do seu
interesse egoístas.

André Comte-Sponville, Apresentação da Filosofia
“O crente que respeitasse a moral única e exclusivamente para alcançar o Paraíso, única e exclusivamente por temer o Inferno, não seria virtuoso.”

André Comte-Sponville, Apresentação da Filosofia

O que isto significa?

I. Uma pessoa não precisa ser virtuosa, se ela crê em Deus.
II. Tal crente seria apenas um egoísta.
III. Esta pessoa respeitaria as regras morais apenas por prudência.
IV. Tal indivíduo não agiria por dever, mas apenas por conveniência.
V. Uma pessoa é virtuosa, se ela obedece as leis do seu país.

Estão corretos apenas os itens

5Questão 704. Informática, Atendente Comercial, Correios, CONESUL, Ensino Médio

Em qual destes dispositivos não é possível armazenar dados permanentemente?

6Questão 193031. Matemática, MDC, Agente Administrativo, CMR RO, CONESUL, 2008

Assinale a alternativa que apresenta o valor do M.D.C. de 72 e 168.

7Questão 691. Português, Atendente Comercial, Correios, CONESUL, Ensino Médio

Texto associado.

Filhos, melhor não tê-los?

Vinicius de Moraes era conhecido entre amigos e
fãs como "o poetinha". Diminutivo carinhoso, que nada
tem a ver com a qualidade de sua obra literária: Vinicius
era, e é, um grande poeta, autor de versos antológicos,
como aqueles que se constituem num surpreendente e
desafiador paradoxo:
     Filhos, melhor não tê-los.
     Mas, se não os temos, como sabê-lo?
     Observem o contraste entre os dois versos. No
primeiro, Vinicius faz uma afirmativa categórica: "Filhos,
melhor não tê-los." É algo que pode ter resultado, em
primeiro lugar, de uma experiência pessoal. Casado várias
vezes, Vinicius teve muitos filhos. E teve também uma
vida atribulada, cheia de conflitos de várias ordens. Mas
quando afirma que "Filhos, melhor não tê-los", Vinicius
certamente não se restringe a seu próprio caso: está
verbalizando, e de uma maneira que nem é tão poética,
aquilo que muitos pais sentem quando se sentem
__________ pelas obrigações resultantes da
paternidade. Quando o filho chora de noite, quando o
filho vai __________ no colégio, quando o filho cria
confusão, "Filhos, melhor não tê-los".
     Mas esta não é uma afirmação definitiva. A
paternidade dá incontáveis alegrias. Mais: a paternidade
e a maternidade conferem ........ pessoas um sentimento
de realização pessoal que corresponde a uma
necessidade embutida na própria condição humana, a
um verdadeiro e poderoso instinto. Paternidade e
maternidade significam continuidade. Afinal, é bom ou é
ruim ter filhos? Notem que o primeiro verso é uma
afirmação que se pretende definitiva: filhos, nem pensar,
filhos só dão trabalho - ........ muitos provérbios que o
_______, como aquele que diz: "Filhos pequenos, pequenas
preocupações; filhos grandes, grandes preocupações."
     Administradores modernos bolariam algum cálculo
do tipo custo-benefício para responder ........ questão do
vale ou não a pena. Mas o comum das pessoas não
chega a esses extremos. O resultado é a dúvida. Que
só pode ser esclarecida com a própria paternidade e
com a própria maternidade. Ou seja: correndo o risco.
Porque a vida é isso, correr riscos. Quem não se arrisca
não apenas não petisca: não vive.
     A interrogação formulada por Vinicius continua atual.
E cada pessoa, cada casal, responde a sua maneira. O
que devemos aceitar. Somos humanos, e nada do que é
humano pode nos parecer estranho.

 Adaptado de: SCLIAR, Moacyr.  Zero Hora, Porto Alegre, revista Donna, 30 de março de 2008.
Está correta a separação silábica em

8Questão 193052. Redação Oficial, Agente Administrativo, PGE RS, CONESUL, 2008

___________ é a modalidade de comunicação entre unidades administrativas de um mesmo órgão, que podem estar hierarquicamente em mesmo nível ou em níveis diferentes. Trata-se, portanto, de uma forma de comunicação eminentemente interna. (MANUAL DE REDAÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. 2a edição, revista e atualizada. Brasília, 2002.) O documento oficial de que trata o conceito acima é

9Questão 702. Informática, Atendente Comercial, Correios, CONESUL, Ensino Médio

Em qual aba das propriedades de vídeo é possível alterar a resolução da tela?

10Questão 697. Português, Atendente Comercial, Correios, CONESUL, Ensino Médio

Texto associado.

Filhos, melhor não tê-los?

Vinicius de Moraes era conhecido entre amigos e
fãs como "o poetinha". Diminutivo carinhoso, que nada
tem a ver com a qualidade de sua obra literária: Vinicius
era, e é, um grande poeta, autor de versos antológicos,
como aqueles que se constituem num surpreendente e
desafiador paradoxo:
     Filhos, melhor não tê-los.
     Mas, se não os temos, como sabê-lo?
     Observem o contraste entre os dois versos. No
primeiro, Vinicius faz uma afirmativa categórica: "Filhos,
melhor não tê-los." É algo que pode ter resultado, em
primeiro lugar, de uma experiência pessoal. Casado várias
vezes, Vinicius teve muitos filhos. E teve também uma
vida atribulada, cheia de conflitos de várias ordens. Mas
quando afirma que "Filhos, melhor não tê-los", Vinicius
certamente não se restringe a seu próprio caso: está
verbalizando, e de uma maneira que nem é tão poética,
aquilo que muitos pais sentem quando se sentem
__________ pelas obrigações resultantes da
paternidade. Quando o filho chora de noite, quando o
filho vai __________ no colégio, quando o filho cria
confusão, "Filhos, melhor não tê-los".
     Mas esta não é uma afirmação definitiva. A
paternidade dá incontáveis alegrias. Mais: a paternidade
e a maternidade conferem ........ pessoas um sentimento
de realização pessoal que corresponde a uma
necessidade embutida na própria condição humana, a
um verdadeiro e poderoso instinto. Paternidade e
maternidade significam continuidade. Afinal, é bom ou é
ruim ter filhos? Notem que o primeiro verso é uma
afirmação que se pretende definitiva: filhos, nem pensar,
filhos só dão trabalho - ........ muitos provérbios que o
_______, como aquele que diz: "Filhos pequenos, pequenas
preocupações; filhos grandes, grandes preocupações."
     Administradores modernos bolariam algum cálculo
do tipo custo-benefício para responder ........ questão do
vale ou não a pena. Mas o comum das pessoas não
chega a esses extremos. O resultado é a dúvida. Que
só pode ser esclarecida com a própria paternidade e
com a própria maternidade. Ou seja: correndo o risco.
Porque a vida é isso, correr riscos. Quem não se arrisca
não apenas não petisca: não vive.
     A interrogação formulada por Vinicius continua atual.
E cada pessoa, cada casal, responde a sua maneira. O
que devemos aceitar. Somos humanos, e nada do que é
humano pode nos parecer estranho.

 Adaptado de: SCLIAR, Moacyr.  Zero Hora, Porto Alegre, revista Donna, 30 de março de 2008.
“Poetinha” é o diminutivo de “poeta”. Assinale a alternativa que apresenta a forma correta do diminutivo da palavra.