Questões de CONSULPLAN Grátis - Exercícios com Gabarito

Resolva Questões de CONSULPLAN com Gabarito. Exercícios com Atividades Grátis Resolvidas e Comentadas. Teste seus conhecimentos com Perguntas e Respostas sobre o Assunto.

1Questão 119132. Informática, Analista de Sistemas, Prefeitura de Natal RN, CONSULPLAN, 2006

No Word 2003, para abrir um menu a partir do teclado, basta:

2Questão 384790. Biologia, Práticas Laborais, Bioquímico, Prefeitura de Porto Velho RO, CONSULPLAN, 2012

A substância utilizada como marcador da taxa de filtração glomerular, considerada o padrão ouro dessa medida, é

3Questão 35682. Direito Notarial e Registral, Titular de Serviços de Notas e de Registros, TJ MG, CONSULPLAN, Ensino Superior, 2016

De acordo com o Provimento nº. 260, da Corregedoria-Geral de Justiça do Estado de Minas Gerais, avalie as afirmativas que seguem:

I. Se o imóvel não estiver matriculado ou registrado em nome do outorgante, o oficial de registro exigirá a prévia matrícula e o registro do título anterior, qualquer que seja a sua natureza, para manter a continuidade do registro.
II. Em atendimento ao princípio da continuidade, no caso de escritura de partilha conjuntivo decorrente de inventário, as partilhas serão registradas na sequência de sucessão de óbitos, devendo as partilhas discriminarem cada pagamento referente a cada óbito.
III. Sendo o imóvel bem comum a ambos os cônjuges e havendo separação, divórcio e não havendo partilha, será averbada a alteração do estado civil, mediante apresentação da certidão de casamento atualizada, ficando o bem em estado de mancomunhão entre os cônjuges.
IV. Uma das hipóteses para se proceder ao encerramento de ofício de uma matrícula é o respectivo saneamento.

Está correto o que se afirma em:

4Questão 323970. Pedagogia, Pedagogo, Prefeitura de Venda Nova do Imigrante ES, CONSULPLAN, 2016

Oliveira (2007) “define grupo como um conjunto de pessoas reunidas para realizar objetivos, estabelecendo relações de interdependência e criando identidade própria. O objetivo em comum é o elo que orienta a formação dos grupos”. São importantes características dos grupos, EXCETO:

5Questão 1250. Matemática, Agente Comunitário de Saúde, Prefeitura de Almirante Tamandaré PR, CONSULPLAN, Ensino Fundamental

Duas televisões de tamanhos diferentes apresentam 20 e 29 polegadas, cujas medidas são das diagonais de suas telas. Qual é a diferença entre as diagonais desses dois aparelhos, se cada polegada equivale a 2,54cm?

6Questão 336660. Matemática, Cálculo Aritmético Aproximado, Carteiro, ECT PE, CONSULPLAN, 2008

Dona Tida comprou: 5 pacotes de açúcar de 2kg cada um; 10 pacotes de maizena com 600g cada um; 20 pacotes de margarina de 250g cada um. Qual a massa total dessa compra?

7Questão 333792. Matemática, Agente Cultural, Prefeitura de Natividade RJ, CONSULPLAN, 2014

A soma dos 3 primeiros termos de uma progressão geométrica de razão 3 é igual a 56 subtraído do 4º termo da mesma. É correto afirmar que o valor do 1º termo dessa progressão é

8Questão 44413. Português, Agente Administrativo, HOB, CONSULPLAN, Ensino Superior, 2015

Texto associado.
                                   Repolhos iguais 

     Sempre me impressiona o impulso geral de igualar a todos: ser diferente, sobretudo ser original, é defeito. Parece perigoso. E, se formos diferentes, quem sabe aqui e ali uma medicaçãozinha ajuda. Alguém é mais triste? Remédio nele. Deprimido? Remédio nele (ainda que tenha acabado de perder uma pessoa amada, um emprego, a saúde). Mais gordinho? Dieta nele. Mais alto? Remédio na adolescência para parar de crescer. Mais relaxado na escola? Esse é normal. Mais estudioso, estudioso demais? A gente se preocupa, vai virar nerd (se for menina, vai demorar a conseguir marido). 

     Não podemos, mas queremos tornar tudo homogêneo: meninas usam o mesmo cabelo, a mesma roupa, os mesmos trejeitos; meninos, aquele boné virado. Igualdade antes de tudo, quando a graça, o poder, a força estão na diversidade. Narizes iguais, bocas iguais, sobrancelhas iguais, posturas iguais. Não se pode mais reprovar crianças e jovens na escola, pois são todos iguais. Serão? É feio, ou vergonhoso, ter mais talento, ser mais sonhador, ter mais sorte, sucesso, trabalhar mais e melhor. 

     Vamos igualar tudo, como lavouras de repolhos, se possível… iguais. E assim, com tudo o que pode ser controlado com remédios, nos tornamos uma geração medicada. Não todos - deixo sempre aberto o espaço da exceção para ser realista, e respeitando o fato de que para muitos os remédios são uma necessidade -, mas uma parcela crescente da população é habitualmente medicada. Remédios para pressão alta, para dormir, para acordar, para equilibrar as emoções, para emagrecer, para ter músculos, para ter um desempenho sexual fantástico, para ter a ilusão de estar com 30 anos quando se tem 70. Faz alguns anos reina entre nós o diagnóstico de déficit de atenção para um número assustador de crianças. Não sou psiquiatra, mas a esta altura de minha vida criei e acompanhei e vi muitas crianças mais agitadas, ou distraídas, mas nem por isso precisadas de medicação a torto e a direito. Fala-se não sei em que lugar deste mundo louco, em botar Ritalina na merenda das escolas públicas. Tal fúria de igualitarismo esconde uma ideologia tola e falsa. 

     Se déssemos a 100 pessoas a mesma quantidade de dinheiro e as mesmas oportunidades, em dois anos todas teriam destino diferente: algumas multiplicariam o dinheiro; outras o esbanjariam; outras o guardariam; outras ainda o dedicariam ao bem (ou ao mal) alheio. 

     Então, quem sabe, querer apaziguar todas as crianças e jovens com medicamentos para que não estorvem os professores já desesperados por falta de estímulo e condições, ou para permitir aos pais se preocuparem menos, ou ajudar as babás enquanto os pais trabalham ou fazem academia ou simplesmente viajam, nem valerá a pena. Teremos mais crianças e jovens aturdidos, crianças e jovens mais violentos e inquietos quando a medicação for suspensa. Bastam, para desatenção, agitação e tantas dificuldades relacionadas, as circunstâncias da vida atual. [...] 

    Mudar de vida é difícil. Em lugar de correr mais, parar para pensar, roubar alguns minutos para olhar, contemplar, meditar, também é difícil, pois é fugir do padrão. Então seguimos em frente, nervosos com nossos filhos mais nervosos. Haja psicólogo, psiquiatra e medicamento para sermos todos uns repolhos iguais. 

( LUFT, Lya. Revista Veja - 07 de maio de 2014.) 
Considere as afirmativas. 

I. Em  várias  passagens  do  texto,  a  autora  dá  exemplos  de  que  a  diversidade  do  comportamento  humano  vai  de  encontro à homogeneidade que a sociedade nos força a construir.  
II.A autora consegue mostrar que a diversidade e a homogeneidade são caminhos favoráveis a se escolher para uma  vida equilibrada na sociedade contemporânea.  
III. Mudanças são difíceis de acontecer e, por isso, seguimos em frente mantendo o padrão que nos é imposto.  

Estão corretas as afirmativas

9Questão 154581. Pedagogia, Legislação, Analista Judiciário Pedagogia, TSE, CONSULPLAN, 2012

Segundo o art. 9º inciso IV da LDB 9394/96, a incumbência de traçar um conjunto de diretrizes capaz de nortear os currículos e os seus conteúdos mínimos, reforçando a necessidade de se propiciar a todos a formação básica comum é

10Questão 29813. Conhecimentos Gerais, Técnico em Informática, CODEVASF, CONSULPLAN, Ensino Médio, 2008

“A revista britânica The Economist traz na sua última edição um artigo em que fala sobre o risco de que os investidores estejam ‘mudando de idéia’ a respeito de investir em mercados emergentes, especialmente nos Brics (grupo formado por causa da atual crise financeira global. Intitulado Beware Falling Brics ‘Cuidado, Brics Caindo’, em tradução literal), o texto diz que os investidores estão ‘perdendo seu apetite para risco’ e que já há sinais reais de que eles estão se afastando dos mercados emergentes.” Site G1 – Portal Globo.com Dia 19/09/2008 (7h27) Assinale os países que formam Brics: