Questões de COPS UEL Grátis - Exercícios com Gabarito

Resolva Questões de COPS UEL com Gabarito. Exercícios com Atividades Grátis Resolvidas e Comentadas. Teste seus conhecimentos com Perguntas e Respostas sobre o Assunto.

1Questão 174049. Direito Constitucional, Funções Essenciais à Justiça, Delegado de Polícia, PC PR, COPS UEL, 2013

Sobre o Ministério Público, assinale a alternativa correta.

2Questão 103221. Português, Analista Tecnologia da Informação, AFPR, COPS UEL, 2013

Texto associado.

2015_06_03_556f3e86ec657.https://www.gabarite.com.br/_midia/questao/10b543999908aa3c05502e67e4ed4aac.

Quanto aos termos: ?mulheres? (linha 04), ?mulher? (linha 12), ?mulher? (linha 14), ?esposa? (linha 16) e ?elas? (linha 26), assinale a alternativa correta.

3Questão 4848. Conhecimentos Gerais, Agente Penitenciário, SEAP PR, COPS UEL, Ensino Médio, 2007

“O medo é uma emoção onipresente na vida das crianças brasileiras. E não são apenas as ameaças que fazem
parte do cotidiano nacional, como os assaltos e os seqüestros, que as crianças temem. [...] Estudo mostra que as
crianças do Brasil são as mais extressadas do mundo [...]”

Em resposta à pergunta: “Quanto você se sente extressado?” as crianças brasileiras tiveram a média (em
pontos) mais alta na pesquisa Bem-Estar do Canal Nickelodeon.

Ao serem indagados como elas descarregam o stress, responderam:

  56% assistem à TV.
  45% ouvem música.
  32% choram.
  16% optam por conversar com os pais.
  15% lêem ou rezam.

Fonte: Revista Veja - 22/11/2006.

Baseado nas informações e em seus conhecimentos, considere as afirmativas a seguir:

I. As crianças brasileiras têm sido privadas dos seus direitos mais básicos – a inocência, a tranqüilidade
e a ilusão própria da infância.
II. Os seus pais sabem que as crianças são “esponjas” e absorvem tudo o que está a sua volta, por isso
não precisam se preocupar.
III. O cotidiano brasileiro das grandes cidades proporciona às crianças espaços físicos e psicológicos
apropriados para que elas se sintam protegidas e livres de qualquer ameaça.
IV. 16% de nossas crianças optam por conversar com seus pais quando estão aflitas.

A alternativa que contém todas as afirmativas corretas é:

4Questão 203078. Direito Constitucional, Poder Legislativo, Escrivão de Polícia Civil, PC PR, COPS UEL, 2018

Sobre competências exclusivas do Congresso Nacional, assinale a alternativa correta.

5Questão 3972. Legislação de Trânsito, Agente Municipal de Trânsito, Prefeitura de Maringá PR, COPS UEL, Ensino Médio, 2008

Conforme estabelece o CTB, “usar o veículo para arremessar, sobre os pedestres ou veículos, água ou detritos” constitui infração de trânsito. Com base no texto e nos conhecimentos sobre o CTB, é correto afirmar que a natureza da infração e sua penalidade são, respectivamente,

6Questão 3959. Matemática, Agente Municipal de Trânsito, Prefeitura de Maringá PR, COPS UEL, Ensino Médio, 2008

Numa escola, 342 alunos estudam inglês, 280 fazem espanhol e 102 estudam ambas as línguas. Todos os alunos
são obrigados a fazer pelo menos um idioma.

Considere as seguintes afirmativas:

I. A escola tem 520 alunos.
II. A escola tem 724 alunos.
III. 240 alunos fazem somente inglês.
IV. 418 alunos fazem somente um dos idiomas.

Assinale a alternativa correta.

7Questão 3736. Conhecimentos Específicos, Agente Penitenciário, SEAP PR, COPS UEL, Ensino Médio, 2007

Analise as afirmações a seguir:

I. O regime disciplinar diferenciado poderá abrigar presos provisórios ou condenados, nacionais ou
estrangeiros, que apresentem alto risco para a ordem e a segurança do estabelecimento penal ou da
sociedade.
II. A inclusão no regime disciplinar diferenciado se dá por prévio e fundamentado despacho do juiz
competente.
III. O tempo de isolamento ou inclusão preventiva no regime disciplinar diferenciado não são
computáveis no período de cumprimento de sanção disciplinar.
IV. Incumbe ao Conselho Penitenciário emitir parecer sobre livramento condicional, indulto e comutação
de pena.

Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas corretas:

8Questão 3974. Legislação de Trânsito, Agente Municipal de Trânsito, Prefeitura de Maringá PR, COPS UEL, Ensino Médio, 2008

Conforme estabelece o CTB, constitui infração de trânsito

I. transitar com o veículo na via pública.
II. conduzir o veículo sem acionar o limpador de pára-brisa sob chuva.
III. transitar com o veículo com lotação excedente.
IV. conduzir o veículo na via pública.

Assinale a alternativa correta.

9Questão 177058. Português, Interpretação de Textos, Delegado de Polícia, PC PR, COPS UEL, 2013

Texto associado.
A repercussão sobre o tratamento ofensivo dispensado a um menino negro de 7 anos que acompanhava os pais adotivos em uma concessionária de carros importados no Rio de Janeiro, há algumas semanas, jogou luz sobre uma discussão que permeia a história do Brasil: afinal, somos um país racista? 

Apesar de não haver preconceito assumido, o relato dos negros brasileiros que denunciam olhares tortos, desconfiança, apelidos maldosos e tratamento “diferenciado” em lojas, consultórios, bancos ou supermercados não deixa dúvidas de que são discriminados em função do tom da pele. Estatísticas como as divulgadas pelo Mapa da Violência 2012, que detectou 75% de negros entre os jovens vitimados por homicídios no Brasil em 2010, totalizando 34.983 mortes, chamam a atenção em um país que aparentemente não enfrenta conflitos raciais. 

A disparidade entre o nível de escolaridade é outro indicador importante. De acordo com o Censo 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre os brasileiros com nível superior completo há 9,8 milhões de brancos e 3,3 milhões de pardos e pretos. Já entre a população sem instrução ou que não terminou o Ensino Fundamental os números se invertem: são 40 milhões de pretos e pardos e 26,3 milhões de brancos. 

“O racismo no Brasil é subjetivo, mas as consequências dele são bem objetivas”, afirma o sociólogo Renato Munhoz, educador da Colmeia, uma organização que busca despertar o protagonismo em entidades sociais, incluindo instituições ligadas à promoção da igualdade racial. 

Ele enfatiza que os negros, vitimizados pela discriminação em função da cor da pele, são minoria nas universidades, na política, em cargos de gerência e outras esferas relacionadas ao poder. “Quando chegam a essas posições, causam ‘euforia”’, analisa, referindo-se, na história contemporânea, ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa e ao presidente dos EUA, Barack Obama.

 Munhoz acrescenta que o racismo tem raiz histórica. “Remete ao sequestro de um povo de sua terra para trabalhar no Brasil. Quando foram supostamente libertados, acabaram nas periferias e favelas das cidades, impedidos de frequentar outros locais”, afirma.

Esse contexto, para ele, tem sido perpetuado através dos tempos, apesar da existência da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, que define como crime passível de reclusão os preconceitos de raça ou de cor. “A não aceitação de negros em alguns espaços é evidente”, reforça. A subjetividade do racismo também se expressa no baixo volume de denúncias nas delegacias. No Paraná, de acordo com dados do Boletim de Ocorrência Unificado da Polícia Civil, de 2007 a 2012 foram registrados 520 crimes de preconceito, o que resulta em uma média de apenas 86 registros por ano. 

Por todas essas evidências, Munhoz defende a transformação da questão racial em políticas públicas, a exemplo das cotas para negros nas universidades. “Quando se reconhece a necessidade de políticas públicas, se reconhece também que há racismo”, diz. Ele acrescenta, ainda, que os desafios dessas políticas passam pela melhoria no atendimento em saúde à população negra e no combate à intolerância religiosa. “Não reconhecer as religiões de matriz africana é outro indicador de racismo”. 

(Adaptado de: AVANSINI, C. Preconceito velado, mas devastador. Folha de Londrina. 3 fev. 2013, p.9.)

O título da reportagem traz duas qualificações para o termo “preconceito”. No 2º parágrafo o texto, há uma terceira qualificação.
Assinale a alternativa que correlaciona, corretamente, essas qualificações.

10Questão 462509. Direito Penal, Imputabilidade Penal, Delegado de Polícia, Polícia Civil PR, COPS UEL, 2013

Quanto à embriaguez na Legislação Penal Brasileira, considere as afirmativas a seguir.

I. A embriaguez voluntária ou culposa completa exclui a imputabilidade penal pela conturbação psíquica provocada pelo estado de ebriez.

II. A embriaguez patológica, por exercer um trabalho progressivo de destruição dos poderes psíquicos do agente, poderá isentá-lo de pena ou diminuí-la de um a dois terços.

III. A embriaguez preordenada, além de não excluir a pena do réu, gera o agravamento da mesma.

IV. A embriaguez acidental proveniente de caso fortuito ou força maior, quando completa, isenta o réu de pena e, se incompleta, gera diminuição de pena.

Assinale a alternativa correta.