Questões de Concursos Agente Apoio Técnico

Resolva Questões de Concursos Agente Apoio Técnico Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 43646.   Direito Administrativo - Nível Médio - Agente Apoio Técnico - FUNASG - FUNCAB - 2015
  • Assinale a alternativa que contém uma característica da modalidade de licitação denominada pregão.
  • 2 - Questão 43634.   Informática - Nível Médio - Agente Apoio Técnico - FUNASG - FUNCAB - 2015
  • Um usuário de Windows XP, em português, precisa modificar os atributos do arquivo Aposentados.xls de modo que o arquivo se torne somente para leitura e oculto. O comando para executar esses requisitos é:
  • 3 - Questão 43635.   Informática - Nível Médio - Agente Apoio Técnico - FUNASG - FUNCAB - 2015
  • Um usuário do MS Excel 2010, em português, errou ao digitar um dado em uma célula e deseja desfazer essa digitação. Para isso, quais as teclas de atalho devem ser utilizadas?
  • 4 - Questão 43641.   Informática - Nível Médio - Agente Apoio Técnico - FUNASG - FUNCAB - 2015
  • Se um usuário desejar achar pelo menos 1000 resultados de busca que contenham a palavra Aposentados no texto e que estejam em arquivos no formato ppt, utilizando o pesquisador de Web Google, a sintaxe da busca deve ser:
  • 5 - Questão 43628.   Português - Nível Médio - Agente Apoio Técnico - FUNASG - FUNCAB - 2015
  •                                  O grande desastre aéreo de ontem

    Vejo sangue no ar, vejo o piloto que levava uma flor para a noiva, abraçado com a hélice. E o violinista em que a morte acentuou a palidez, despenhar-se com sua cabeleira negra e seu estradivárius1. Há mãos e pernas de dançarinas arremessadas na explosão. Corpos irreconhecíveis identificados pelo Grande Reconhecedor. Vejo sangue no ar, vejo chuva de sangue caindo nas nuvens batizadas pelo sangue dos poetas mártires. Vejo a nadadora belíssima, no seu último salto de banhista, mais rápida porque vem sem vida. Vejo três meninas caindo rápidas, enfunadas2, como se dançassem ainda. E vejo a louca abraçada ao ramalhete de rosas que ela pensou ser o paraquedas, e a prima-dona3 com a longa cauda de lantejoulas riscando o céu como um cometa. E o sino que ia para uma capela do oeste, vir dobrando finados pelos pobres mortos. Presumo que a moça adormecida na cabine ainda vem dormindo, tão tranqüila e cega! Ó amigos, o paralítico vem com extrema rapidez, vem como uma estrela cadente, vem com as pernas do vento. Chove sangue sobre as nuvens de Deus. E há poetas míopes que pensam que é o arrebol4.

                                    LIMA, Jorge de. Poesia completa. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1980,2v,v.1 p.237)

    1. aportuguesamento para a famosa marca de violinos: Stradivárius
    2  .retesadas,infladas,enrijecidas
    3. cantora que faz o papel principal em uma ópera. 
    4. vermelhidão do nascer ou do pôr do sol.
  • O vocábulo IRRECONHECÍVEIS, quanto à formação à classe gramatical, respectivamente, possui a seguinte classificação:
  • 6 - Questão 43627.   Português - Nível Médio - Agente Apoio Técnico - FUNASG - FUNCAB - 2015
  •                                  O grande desastre aéreo de ontem

    Vejo sangue no ar, vejo o piloto que levava uma flor para a noiva, abraçado com a hélice. E o violinista em que a morte acentuou a palidez, despenhar-se com sua cabeleira negra e seu estradivárius1. Há mãos e pernas de dançarinas arremessadas na explosão. Corpos irreconhecíveis identificados pelo Grande Reconhecedor. Vejo sangue no ar, vejo chuva de sangue caindo nas nuvens batizadas pelo sangue dos poetas mártires. Vejo a nadadora belíssima, no seu último salto de banhista, mais rápida porque vem sem vida. Vejo três meninas caindo rápidas, enfunadas2, como se dançassem ainda. E vejo a louca abraçada ao ramalhete de rosas que ela pensou ser o paraquedas, e a prima-dona3 com a longa cauda de lantejoulas riscando o céu como um cometa. E o sino que ia para uma capela do oeste, vir dobrando finados pelos pobres mortos. Presumo que a moça adormecida na cabine ainda vem dormindo, tão tranqüila e cega! Ó amigos, o paralítico vem com extrema rapidez, vem como uma estrela cadente, vem com as pernas do vento. Chove sangue sobre as nuvens de Deus. E há poetas míopes que pensam que é o arrebol4.

                                    LIMA, Jorge de. Poesia completa. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1980,2v,v.1 p.237)

    1. aportuguesamento para a famosa marca de violinos: Stradivárius
    2  .retesadas,infladas,enrijecidas
    3. cantora que faz o papel principal em uma ópera. 
    4. vermelhidão do nascer ou do pôr do sol.
  • No uso do vocábulo ESTRADIVÁRIUS, no texto,verificar-se a figura de linguagem:
  • 7 - Questão 43630.   Português - Nível Médio - Agente Apoio Técnico - FUNASG - FUNCAB - 2015
  •                                  O grande desastre aéreo de ontem

    Vejo sangue no ar, vejo o piloto que levava uma flor para a noiva, abraçado com a hélice. E o violinista em que a morte acentuou a palidez, despenhar-se com sua cabeleira negra e seu estradivárius1. Há mãos e pernas de dançarinas arremessadas na explosão. Corpos irreconhecíveis identificados pelo Grande Reconhecedor. Vejo sangue no ar, vejo chuva de sangue caindo nas nuvens batizadas pelo sangue dos poetas mártires. Vejo a nadadora belíssima, no seu último salto de banhista, mais rápida porque vem sem vida. Vejo três meninas caindo rápidas, enfunadas2, como se dançassem ainda. E vejo a louca abraçada ao ramalhete de rosas que ela pensou ser o paraquedas, e a prima-dona3 com a longa cauda de lantejoulas riscando o céu como um cometa. E o sino que ia para uma capela do oeste, vir dobrando finados pelos pobres mortos. Presumo que a moça adormecida na cabine ainda vem dormindo, tão tranqüila e cega! Ó amigos, o paralítico vem com extrema rapidez, vem como uma estrela cadente, vem com as pernas do vento. Chove sangue sobre as nuvens de Deus. E há poetas míopes que pensam que é o arrebol4.

                                    LIMA, Jorge de. Poesia completa. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1980,2v,v.1 p.237)

    1. aportuguesamento para a famosa marca de violinos: Stradivárius
    2  .retesadas,infladas,enrijecidas
    3. cantora que faz o papel principal em uma ópera. 
    4. vermelhidão do nascer ou do pôr do sol.
  • Sobre a utilização de maiúsculas iniciais na expressão GRANDE RECONHECEDOR, pode-se afirmar que:
  • 8 - Questão 43633.   Português - Nível Médio - Agente Apoio Técnico - FUNASG - FUNCAB - 2015
  •                                  O grande desastre aéreo de ontem

    Vejo sangue no ar, vejo o piloto que levava uma flor para a noiva, abraçado com a hélice. E o violinista em que a morte acentuou a palidez, despenhar-se com sua cabeleira negra e seu estradivárius1. Há mãos e pernas de dançarinas arremessadas na explosão. Corpos irreconhecíveis identificados pelo Grande Reconhecedor. Vejo sangue no ar, vejo chuva de sangue caindo nas nuvens batizadas pelo sangue dos poetas mártires. Vejo a nadadora belíssima, no seu último salto de banhista, mais rápida porque vem sem vida. Vejo três meninas caindo rápidas, enfunadas2, como se dançassem ainda. E vejo a louca abraçada ao ramalhete de rosas que ela pensou ser o paraquedas, e a prima-dona3 com a longa cauda de lantejoulas riscando o céu como um cometa. E o sino que ia para uma capela do oeste, vir dobrando finados pelos pobres mortos. Presumo que a moça adormecida na cabine ainda vem dormindo, tão tranqüila e cega! Ó amigos, o paralítico vem com extrema rapidez, vem como uma estrela cadente, vem com as pernas do vento. Chove sangue sobre as nuvens de Deus. E há poetas míopes que pensam que é o arrebol4.

                                    LIMA, Jorge de. Poesia completa. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1980,2v,v.1 p.237)

    1. aportuguesamento para a famosa marca de violinos: Stradivárius
    2  .retesadas,infladas,enrijecidas
    3. cantora que faz o papel principal em uma ópera. 
    4. vermelhidão do nascer ou do pôr do sol.
  • O texto apresenta uma grande quantidade de repetições de palavras. Pode-se atribuir isso a um(a):
  • 9 - Questão 43626.   Português - Nível Médio - Agente Apoio Técnico - FUNASG - FUNCAB - 2015
  •                                  O grande desastre aéreo de ontem

    Vejo sangue no ar, vejo o piloto que levava uma flor para a noiva, abraçado com a hélice. E o violinista em que a morte acentuou a palidez, despenhar-se com sua cabeleira negra e seu estradivárius1. Há mãos e pernas de dançarinas arremessadas na explosão. Corpos irreconhecíveis identificados pelo Grande Reconhecedor. Vejo sangue no ar, vejo chuva de sangue caindo nas nuvens batizadas pelo sangue dos poetas mártires. Vejo a nadadora belíssima, no seu último salto de banhista, mais rápida porque vem sem vida. Vejo três meninas caindo rápidas, enfunadas2, como se dançassem ainda. E vejo a louca abraçada ao ramalhete de rosas que ela pensou ser o paraquedas, e a prima-dona3 com a longa cauda de lantejoulas riscando o céu como um cometa. E o sino que ia para uma capela do oeste, vir dobrando finados pelos pobres mortos. Presumo que a moça adormecida na cabine ainda vem dormindo, tão tranqüila e cega! Ó amigos, o paralítico vem com extrema rapidez, vem como uma estrela cadente, vem com as pernas do vento. Chove sangue sobre as nuvens de Deus. E há poetas míopes que pensam que é o arrebol4.

                                    LIMA, Jorge de. Poesia completa. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1980,2v,v.1 p.237)

    1. aportuguesamento para a famosa marca de violinos: Stradivárius
    2  .retesadas,infladas,enrijecidas
    3. cantora que faz o papel principal em uma ópera. 
    4. vermelhidão do nascer ou do pôr do sol.
  • Sobre o trecho “vejo o piloto que levava uma flor para a noiva”, em termos de análise sintática, é correto afirmar a:
  • 10 - Questão 43631.   Português - Nível Médio - Agente Apoio Técnico - FUNASG - FUNCAB - 2015
  •                                  O grande desastre aéreo de ontem

    Vejo sangue no ar, vejo o piloto que levava uma flor para a noiva, abraçado com a hélice. E o violinista em que a morte acentuou a palidez, despenhar-se com sua cabeleira negra e seu estradivárius1. Há mãos e pernas de dançarinas arremessadas na explosão. Corpos irreconhecíveis identificados pelo Grande Reconhecedor. Vejo sangue no ar, vejo chuva de sangue caindo nas nuvens batizadas pelo sangue dos poetas mártires. Vejo a nadadora belíssima, no seu último salto de banhista, mais rápida porque vem sem vida. Vejo três meninas caindo rápidas, enfunadas2, como se dançassem ainda. E vejo a louca abraçada ao ramalhete de rosas que ela pensou ser o paraquedas, e a prima-dona3 com a longa cauda de lantejoulas riscando o céu como um cometa. E o sino que ia para uma capela do oeste, vir dobrando finados pelos pobres mortos. Presumo que a moça adormecida na cabine ainda vem dormindo, tão tranqüila e cega! Ó amigos, o paralítico vem com extrema rapidez, vem como uma estrela cadente, vem com as pernas do vento. Chove sangue sobre as nuvens de Deus. E há poetas míopes que pensam que é o arrebol4.

                                    LIMA, Jorge de. Poesia completa. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1980,2v,v.1 p.237)

    1. aportuguesamento para a famosa marca de violinos: Stradivárius
    2  .retesadas,infladas,enrijecidas
    3. cantora que faz o papel principal em uma ópera. 
    4. vermelhidão do nascer ou do pôr do sol.
  • No trecho “Presumo QUE A MOÇA adormecida na cabine AINDA VEM DORMINDO, a oração que vem destacada após “Presumo” desempenha papel de: