Questões de Concursos Agente de Escolta e Vigilância e Agente Penitenciário

Resolva Questões de Concursos Agente de Escolta e Vigilância e Agente Penitenciário Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 4824 - Português - Nível Médio - Agente de Escolta e Vigilância e Agente Penitenciário - Sejus ES - VUNESP - 2012
  • Leia o texto para responder às questões de números 01 a 08.

    Poder econômico do Brasil assusta o mundo do futebol

       Inundado por investimentos, patrocínios e empréstimos de
    bancos, o futebol brasileiro vive um momento de crescimento
    financeiro que começa a mudar o mapa do esporte no mundo. Um
    panorama do futebol nacional mostra que, em vários aspectos,
    clubes começam a ter receitas parecidas com as dos grandes times
    europeus. Entre os cartolas de tradicionais equipes da Europa, a
    constatação é de que está cada vez mais caro tirar um jovem do
    Brasil. Para especialistas, fica uma questão: até que ponto essa
    exuberância econômica no Brasil é sustentável ou é apenas mais
    uma bolha?
        Ainda nenhum clube brasileiro se aproxima dos times com
    maior renda do mundo, como o Real Madrid e o Manchester United,
    todavia o que impressiona é a rápida expansão. Atualmente, as
    maiores receitas no Brasil são as do Corinthians e do Inter-RS.
        A explosão do valor dos contratos de tevê também injetou
    milhões no futebol e, com o novo acordo, o Campeonato Brasileiro
    finalmente se aproxima das maiores ligas do mundo. O Corinthians
    também terminará 2011 como o clube mais valioso do país, mas
    o time que mais cresceu foi o Santos. Essa expansão já tem sido
    suficiente para começar a mudar a lógica das transferências de
    jogadores. “Hoje, o jogador que vai para a Europa sai em busca
    de uma opção profissional, não por dinheiro”, afirmou Marcos
    Motta, em Zurique durante reunião fechada da elite da indústria
    do futebol mundial.
        O tendão de Aquiles do futebol brasileiro, porém, são as
    dívidas que assolam vários clubes, mesmo entre aqueles que têm
    feito contratações milionárias. Por isso, analistas estrangeiros
    alertam que o risco é de que uma bolha esteja sendo formada,
    como ocorreu com vários clubes espanhóis, que por mais de uma
    década gastaram além do que podiam e agora estão quebrados.

    (Chade, Jamil. http://www.estadao.com.br/noticias. Adaptado)
  • Assinale a alternativa que apresenta concordância nominal de acordo com a norma culta.
  • 2 - Questão 4823 - Português - Nível Médio - Agente de Escolta e Vigilância e Agente Penitenciário - Sejus ES - VUNESP - 2012
  • Leia o texto para responder às questões de números 01 a 08.

    Poder econômico do Brasil assusta o mundo do futebol

       Inundado por investimentos, patrocínios e empréstimos de
    bancos, o futebol brasileiro vive um momento de crescimento
    financeiro que começa a mudar o mapa do esporte no mundo. Um
    panorama do futebol nacional mostra que, em vários aspectos,
    clubes começam a ter receitas parecidas com as dos grandes times
    europeus. Entre os cartolas de tradicionais equipes da Europa, a
    constatação é de que está cada vez mais caro tirar um jovem do
    Brasil. Para especialistas, fica uma questão: até que ponto essa
    exuberância econômica no Brasil é sustentável ou é apenas mais
    uma bolha?
        Ainda nenhum clube brasileiro se aproxima dos times com
    maior renda do mundo, como o Real Madrid e o Manchester United,
    todavia o que impressiona é a rápida expansão. Atualmente, as
    maiores receitas no Brasil são as do Corinthians e do Inter-RS.
        A explosão do valor dos contratos de tevê também injetou
    milhões no futebol e, com o novo acordo, o Campeonato Brasileiro
    finalmente se aproxima das maiores ligas do mundo. O Corinthians
    também terminará 2011 como o clube mais valioso do país, mas
    o time que mais cresceu foi o Santos. Essa expansão já tem sido
    suficiente para começar a mudar a lógica das transferências de
    jogadores. “Hoje, o jogador que vai para a Europa sai em busca
    de uma opção profissional, não por dinheiro”, afirmou Marcos
    Motta, em Zurique durante reunião fechada da elite da indústria
    do futebol mundial.
        O tendão de Aquiles do futebol brasileiro, porém, são as
    dívidas que assolam vários clubes, mesmo entre aqueles que têm
    feito contratações milionárias. Por isso, analistas estrangeiros
    alertam que o risco é de que uma bolha esteja sendo formada,
    como ocorreu com vários clubes espanhóis, que por mais de uma
    década gastaram além do que podiam e agora estão quebrados.

    (Chade, Jamil. http://www.estadao.com.br/noticias. Adaptado)
  •  Leia as orações a seguir:

    I. Entreguei o livro à aluna.
    II. Assistimos à novela.
    III. Comprei um automóvel à gasolina.

    Está(ão) de acordo com a norma culta
  • 3 - Questão 4822 - Português - Nível Médio - Agente de Escolta e Vigilância e Agente Penitenciário - Sejus ES - VUNESP - 2012
  • Leia o texto para responder às questões de números 01 a 08.

    Poder econômico do Brasil assusta o mundo do futebol

       Inundado por investimentos, patrocínios e empréstimos de
    bancos, o futebol brasileiro vive um momento de crescimento
    financeiro que começa a mudar o mapa do esporte no mundo. Um
    panorama do futebol nacional mostra que, em vários aspectos,
    clubes começam a ter receitas parecidas com as dos grandes times
    europeus. Entre os cartolas de tradicionais equipes da Europa, a
    constatação é de que está cada vez mais caro tirar um jovem do
    Brasil. Para especialistas, fica uma questão: até que ponto essa
    exuberância econômica no Brasil é sustentável ou é apenas mais
    uma bolha?
        Ainda nenhum clube brasileiro se aproxima dos times com
    maior renda do mundo, como o Real Madrid e o Manchester United,
    todavia o que impressiona é a rápida expansão. Atualmente, as
    maiores receitas no Brasil são as do Corinthians e do Inter-RS.
        A explosão do valor dos contratos de tevê também injetou
    milhões no futebol e, com o novo acordo, o Campeonato Brasileiro
    finalmente se aproxima das maiores ligas do mundo. O Corinthians
    também terminará 2011 como o clube mais valioso do país, mas
    o time que mais cresceu foi o Santos. Essa expansão já tem sido
    suficiente para começar a mudar a lógica das transferências de
    jogadores. “Hoje, o jogador que vai para a Europa sai em busca
    de uma opção profissional, não por dinheiro”, afirmou Marcos
    Motta, em Zurique durante reunião fechada da elite da indústria
    do futebol mundial.
        O tendão de Aquiles do futebol brasileiro, porém, são as
    dívidas que assolam vários clubes, mesmo entre aqueles que têm
    feito contratações milionárias. Por isso, analistas estrangeiros
    alertam que o risco é de que uma bolha esteja sendo formada,
    como ocorreu com vários clubes espanhóis, que por mais de uma
    década gastaram além do que podiam e agora estão quebrados.

    (Chade, Jamil. http://www.estadao.com.br/noticias. Adaptado)
  • Assinale a alternativa correta em relação à norma culta da língua.
  • 4 - Questão 4825 - Português - Nível Médio - Agente de Escolta e Vigilância e Agente Penitenciário - Sejus ES - VUNESP - 2012
  • Leia o texto para responder às questões de números 01 a 08.

    Poder econômico do Brasil assusta o mundo do futebol

       Inundado por investimentos, patrocínios e empréstimos de
    bancos, o futebol brasileiro vive um momento de crescimento
    financeiro que começa a mudar o mapa do esporte no mundo. Um
    panorama do futebol nacional mostra que, em vários aspectos,
    clubes começam a ter receitas parecidas com as dos grandes times
    europeus. Entre os cartolas de tradicionais equipes da Europa, a
    constatação é de que está cada vez mais caro tirar um jovem do
    Brasil. Para especialistas, fica uma questão: até que ponto essa
    exuberância econômica no Brasil é sustentável ou é apenas mais
    uma bolha?
        Ainda nenhum clube brasileiro se aproxima dos times com
    maior renda do mundo, como o Real Madrid e o Manchester United,
    todavia o que impressiona é a rápida expansão. Atualmente, as
    maiores receitas no Brasil são as do Corinthians e do Inter-RS.
        A explosão do valor dos contratos de tevê também injetou
    milhões no futebol e, com o novo acordo, o Campeonato Brasileiro
    finalmente se aproxima das maiores ligas do mundo. O Corinthians
    também terminará 2011 como o clube mais valioso do país, mas
    o time que mais cresceu foi o Santos. Essa expansão já tem sido
    suficiente para começar a mudar a lógica das transferências de
    jogadores. “Hoje, o jogador que vai para a Europa sai em busca
    de uma opção profissional, não por dinheiro”, afirmou Marcos
    Motta, em Zurique durante reunião fechada da elite da indústria
    do futebol mundial.
        O tendão de Aquiles do futebol brasileiro, porém, são as
    dívidas que assolam vários clubes, mesmo entre aqueles que têm
    feito contratações milionárias. Por isso, analistas estrangeiros
    alertam que o risco é de que uma bolha esteja sendo formada,
    como ocorreu com vários clubes espanhóis, que por mais de uma
    década gastaram além do que podiam e agora estão quebrados.

    (Chade, Jamil. http://www.estadao.com.br/noticias. Adaptado)
  • Leia as orações a seguir:

    I. Dizem que José está apto com essa função.
    II. Ele está muito acostumado de tomar cerveja.
    III. A secretária é muito atenciosa para com a família.

    A regência nominal está correta apenas em
  • 7 - Questão 4814 - Português - Nível Médio - Agente de Escolta e Vigilância e Agente Penitenciário - Sejus ES - VUNESP - 2012
  • Leia o texto para responder às questões de números 01 a 08.

    Poder econômico do Brasil assusta o mundo do futebol

       Inundado por investimentos, patrocínios e empréstimos de
    bancos, o futebol brasileiro vive um momento de crescimento
    financeiro que começa a mudar o mapa do esporte no mundo. Um
    panorama do futebol nacional mostra que, em vários aspectos,
    clubes começam a ter receitas parecidas com as dos grandes times
    europeus. Entre os cartolas de tradicionais equipes da Europa, a
    constatação é de que está cada vez mais caro tirar um jovem do
    Brasil. Para especialistas, fica uma questão: até que ponto essa
    exuberância econômica no Brasil é sustentável ou é apenas mais
    uma bolha?
        Ainda nenhum clube brasileiro se aproxima dos times com
    maior renda do mundo, como o Real Madrid e o Manchester United,
    todavia o que impressiona é a rápida expansão. Atualmente, as
    maiores receitas no Brasil são as do Corinthians e do Inter-RS.
        A explosão do valor dos contratos de tevê também injetou
    milhões no futebol e, com o novo acordo, o Campeonato Brasileiro
    finalmente se aproxima das maiores ligas do mundo. O Corinthians
    também terminará 2011 como o clube mais valioso do país, mas
    o time que mais cresceu foi o Santos. Essa expansão já tem sido
    suficiente para começar a mudar a lógica das transferências de
    jogadores. “Hoje, o jogador que vai para a Europa sai em busca
    de uma opção profissional, não por dinheiro”, afirmou Marcos
    Motta, em Zurique durante reunião fechada da elite da indústria
    do futebol mundial.
        O tendão de Aquiles do futebol brasileiro, porém, são as
    dívidas que assolam vários clubes, mesmo entre aqueles que têm
    feito contratações milionárias. Por isso, analistas estrangeiros
    alertam que o risco é de que uma bolha esteja sendo formada,
    como ocorreu com vários clubes espanhóis, que por mais de uma
    década gastaram além do que podiam e agora estão quebrados.

    (Chade, Jamil. http://www.estadao.com.br/noticias. Adaptado)
  • De acordo com o texto, é possível afirmar que
  • 8 - Questão 4826 - Português - Nível Médio - Agente de Escolta e Vigilância e Agente Penitenciário - Sejus ES - VUNESP - 2012
  • Leia o texto para responder às questões de números 01 a 08.

    Poder econômico do Brasil assusta o mundo do futebol

       Inundado por investimentos, patrocínios e empréstimos de
    bancos, o futebol brasileiro vive um momento de crescimento
    financeiro que começa a mudar o mapa do esporte no mundo. Um
    panorama do futebol nacional mostra que, em vários aspectos,
    clubes começam a ter receitas parecidas com as dos grandes times
    europeus. Entre os cartolas de tradicionais equipes da Europa, a
    constatação é de que está cada vez mais caro tirar um jovem do
    Brasil. Para especialistas, fica uma questão: até que ponto essa
    exuberância econômica no Brasil é sustentável ou é apenas mais
    uma bolha?
        Ainda nenhum clube brasileiro se aproxima dos times com
    maior renda do mundo, como o Real Madrid e o Manchester United,
    todavia o que impressiona é a rápida expansão. Atualmente, as
    maiores receitas no Brasil são as do Corinthians e do Inter-RS.
        A explosão do valor dos contratos de tevê também injetou
    milhões no futebol e, com o novo acordo, o Campeonato Brasileiro
    finalmente se aproxima das maiores ligas do mundo. O Corinthians
    também terminará 2011 como o clube mais valioso do país, mas
    o time que mais cresceu foi o Santos. Essa expansão já tem sido
    suficiente para começar a mudar a lógica das transferências de
    jogadores. “Hoje, o jogador que vai para a Europa sai em busca
    de uma opção profissional, não por dinheiro”, afirmou Marcos
    Motta, em Zurique durante reunião fechada da elite da indústria
    do futebol mundial.
        O tendão de Aquiles do futebol brasileiro, porém, são as
    dívidas que assolam vários clubes, mesmo entre aqueles que têm
    feito contratações milionárias. Por isso, analistas estrangeiros
    alertam que o risco é de que uma bolha esteja sendo formada,
    como ocorreu com vários clubes espanhóis, que por mais de uma
    década gastaram além do que podiam e agora estão quebrados.

    (Chade, Jamil. http://www.estadao.com.br/noticias. Adaptado)
  • Assinale a alternativa que apresenta o correto emprego da vírgula.
  • 9 - Questão 4820 - Português - Nível Médio - Agente de Escolta e Vigilância e Agente Penitenciário - Sejus ES - VUNESP - 2012
  • Leia o texto para responder às questões de números 01 a 08.

    Poder econômico do Brasil assusta o mundo do futebol

       Inundado por investimentos, patrocínios e empréstimos de
    bancos, o futebol brasileiro vive um momento de crescimento
    financeiro que começa a mudar o mapa do esporte no mundo. Um
    panorama do futebol nacional mostra que, em vários aspectos,
    clubes começam a ter receitas parecidas com as dos grandes times
    europeus. Entre os cartolas de tradicionais equipes da Europa, a
    constatação é de que está cada vez mais caro tirar um jovem do
    Brasil. Para especialistas, fica uma questão: até que ponto essa
    exuberância econômica no Brasil é sustentável ou é apenas mais
    uma bolha?
        Ainda nenhum clube brasileiro se aproxima dos times com
    maior renda do mundo, como o Real Madrid e o Manchester United,
    todavia o que impressiona é a rápida expansão. Atualmente, as
    maiores receitas no Brasil são as do Corinthians e do Inter-RS.
        A explosão do valor dos contratos de tevê também injetou
    milhões no futebol e, com o novo acordo, o Campeonato Brasileiro
    finalmente se aproxima das maiores ligas do mundo. O Corinthians
    também terminará 2011 como o clube mais valioso do país, mas
    o time que mais cresceu foi o Santos. Essa expansão já tem sido
    suficiente para começar a mudar a lógica das transferências de
    jogadores. “Hoje, o jogador que vai para a Europa sai em busca
    de uma opção profissional, não por dinheiro”, afirmou Marcos
    Motta, em Zurique durante reunião fechada da elite da indústria
    do futebol mundial.
        O tendão de Aquiles do futebol brasileiro, porém, são as
    dívidas que assolam vários clubes, mesmo entre aqueles que têm
    feito contratações milionárias. Por isso, analistas estrangeiros
    alertam que o risco é de que uma bolha esteja sendo formada,
    como ocorreu com vários clubes espanhóis, que por mais de uma
    década gastaram além do que podiam e agora estão quebrados.

    (Chade, Jamil. http://www.estadao.com.br/noticias. Adaptado)
  • No trecho – Para especialistas, fica uma questão: até que ponto essa exuberância econômica no Brasil é sustentável ou é apenas mais uma bolha? – o termo em destaque tem como antônimo: