Questões de Concursos Aluno Oficial

Resolva Questões de Concursos Aluno Oficial Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Q11152.   Português - Literatura - Nível Médio - Aluno Oficial - Polícia Militar SP - VUNESP - 2014
  • Leia os versos das Liras, de Tomás Antônio Gonzaga, para responder às questões

    Os teus olhos espalham luz divina,
    a quem a luz do sol em vão se atreve;       
    papoila ou rosa delicada e fina
    te cobre as faces, que são cor da neve.
    Os teus cabelos são uns fios d’ouro;
    teu lindo corpo bálsamo vapora.
    Ah! não, não fez o céu, gentil pastora,
    para a glória de amor igual tesouro!
    Graças, Marília bela,
    graças à minha estrela!

    (Tomás Antônio Gonzaga, Obras Completas)
  • Nos versos, o eu lírico retrata a mulher amada de forma
  • 2 - Q15778.   Português - Nível Médio - Aluno Oficial - APMBB - VUNESP - 2012
  • Mãos dadas

    Não serei o poeta de um mundo caduco.
    Também não cantarei o mundo futuro.
    Estou preso à vida e olho meus companheiros.
    Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças.
    Entre eles, considero a enorme realidade.
    O presente é tão grande, não nos afastemos.
    Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.


    Não serei o cantor de uma mulher, de uma história,
    não direi os suspiros ao anoitecer, a paisagem vista da janela,
    não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida,
    não fugirei para as ilhas nem serei raptado por serafins.
    O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes,
    a vida presente.


    (Carlos Drummond de Andrade. Obra completa.)
  • Esse poema pertence ao livro Sentimento do mundo, que ilustra bem uma geração de poetas, da qual também fizeram parte Vinícius de Moraes e Murilo Mendes, que se caracterizou, principalmente, por ter
  • 3 - Q11156.   Português - Nível Médio - Aluno Oficial - Polícia Militar SP - VUNESP - 2014
  • Leia o texto para responder às questões

    Os leitores da revista podem achar estranhos os nomes Jorchual, Carkelys, Marvinia e Lourds. Mas todos eles são de pessoas que poderiam perfeitamente ter nascido no Brasil. São estudantes esforçados que sonham em seguir uma boa carreira. Donas de casa preocupadas com o bem-estar dos filhos. Profissionais liberais com garra para trabalhar. Por terem nascido e viverem na Venezuela, porém, mesmo para as coisas mais elementares, como comprar carne em um açougue ou expressar sua opinião pessoal, eles precisam batalhar. Desde fevereiro, centenas de milhares de venezuelanos como eles foram às ruas protestar, na maioria das vezes pacificamente, contra o governo. O presidente Nicolás Maduro reagiu colocando todas as forças de segurança do Estado, além de milícias paramilitares, para reprimir as manifestações e espalhar o terror entre os cidadãos que ousam se organizar para lutar por seus direitos.

    (Veja, 16.04.2014. Adaptado)
  • No contexto em que as informações estão organizadas, o pronome vocês poderia substituir, sem prejuízo de sentido ao texto, a passagem destacada em:
  • 4 - Q15775.   Português - Nível Médio - Aluno Oficial - APMBB - VUNESP - 2012
  • Mãos dadas

    Não serei o poeta de um mundo caduco.
    Também não cantarei o mundo futuro.
    Estou preso à vida e olho meus companheiros.
    Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças.
    Entre eles, considero a enorme realidade.
    O presente é tão grande, não nos afastemos.
    Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.


    Não serei o cantor de uma mulher, de uma história,
    não direi os suspiros ao anoitecer, a paisagem vista da janela,
    não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida,
    não fugirei para as ilhas nem serei raptado por serafins.
    O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes,
    a vida presente.


    (Carlos Drummond de Andrade. Obra completa.)
  • Depreende-se da leitura do poema que
  • 5 - Q11153.   Português - Literatura - Nível Médio - Aluno Oficial - Polícia Militar SP - VUNESP - 2014
  • Leia os versos das Liras, de Tomás Antônio Gonzaga, para responder às questões

    Os teus olhos espalham luz divina,
    a quem a luz do sol em vão se atreve;       
    papoila ou rosa delicada e fina
    te cobre as faces, que são cor da neve.
    Os teus cabelos são uns fios d’ouro;
    teu lindo corpo bálsamo vapora.
    Ah! não, não fez o céu, gentil pastora,
    para a glória de amor igual tesouro!
    Graças, Marília bela,
    graças à minha estrela!

    (Tomás Antônio Gonzaga, Obras Completas)
  • Analisando os elementos empregados pelo eu lírico para a descrição da mulher amada, conclui-se que ele
  • 6 - Q15768.   Geografia - Nível Médio - Aluno Oficial - APMBB - VUNESP - 2012
  • Em relação à ocorrência de terremotos e tsunamis, é correto afirmar que os
  • 7 - Q11130.   Sociologia - Nível Médio - Aluno Oficial - Polícia Militar SP - VUNESP - 2014
  • Na análise de Max Weber, o que determina a posição de classe de um indivíduo é:
  • 8 - Q18744.   Português - Nível Médio - Aluno Oficial - ETAM - BIO-RIO - 2014
  • TEXTO 2

    Um livro de ensino de Geografia, da autoria de Demétrio Magnoli, ensina o seguinte:

           “A água é um recurso que se renova constantemente por meio do ciclo natural que envolve a atmosfera, a hidrosfera e a crosta. Mas é um recurso finito. Cerca de 97,5% de toda a água do planeta se encontra em oceanos e mares salgados. Do total de água doce, 69% encontram- se congelados em glaciares das montanhas e das altas latitudes e cerca de 30% estão em aquíferos. Os rios e lagos contêm menos de 1% do total de água doce.
          A contaminação de mananciais, o uso excessivo e o desperdício do recurso essencial provocam escassez de água. Ao longo do século XX, a demanda global de água doce dobrou a cada 20 anos. Se mantidos os padrões de consumo atuais, em 2025 cerca de dois terços da população mundial experimentarão escassez moderada ou severa de água.”
  • O texto de Demétrio Magnoli exemplifica o que se denomina discurso didático; a marca que opõe o texto didático ao informativo está em que, no primeiro caso (didático):
  • 9 - Q15787.   Inglês - Nível Médio - Aluno Oficial - APMBB - VUNESP - 2012
  • Police and Human Rights – Manual for Police Training

    How can respecting human rights help the police?

    Respect for human rights by law enforcement agencies actually enhances the effectiveness of those agencies. Where human rights are systematically respected, police officers have developed professionalism in their approaches to solving and preventing crime and maintaining public order. In this sense, respect for human rights by police is, in addition to being a moral, legal and ethical imperative, also a practical requirement for law enforcement. When the police are seen to respect, uphold and defend human rights:

    • Public confidence is built and community cooperation fostered.
    • Legal prosecutions are successful in court. • Police are seen as part of the community, performing a valuable social function.
    • The fair administration of justice is served, and, consequently, confidence in the system.
    • An example is set for respect for the law by others in the society.
    • Police are able to be closer to the community, and, therefore, in a position to prevent and solve crimes through proactive policing.
    • Support is elicited from the media, from the international community, and from higher authorities.
    • A contribution is made to the peaceful resolution of conflicts and complaints. 

    An effective police service is one that serves as the first line of defense in the protection of human rights. Its members carry out their work in a way, which does not rely upon fear and raw power but, on the contrary, is based on regard for the law, honor, and professionalism.

    What role does training play in protecting human rights?

    The effective training of police in human rights is an essential element in the global efforts to promote and protect human rights in every country. In order to protect human rights, the police must first know and understand them. Furthermore, police officers must be familiar with the various international guidelines and bodies of principles – such as the Code of Conduct for law enforcement officials and the principles on the use of force and firearms – and be able to use them as tools in their everyday work. They must understand the fact that international human rights standards concerning their work were developed to provide invaluable guidance for the performance of their crucial functions in a democratic society. However, police officers in the line of duty should know not only what the rules are, but also how to do their job effectively within the confines of those rules.

    Doesn’t concern for human rights hinder effective police work? 

    Most people have heard the argument that respect for human rights is somehow opposed to effective law enforcement. And effective law enforcement means to capture the criminal. And to secure his conviction, it is necessary to “bend the rules” a little. A tendency to use overwhelming force in controlling demonstrations, physical pressure to extract information from detainees, or excessive force to secure an arrest can be observed now and then. In this way of thinking, law enforcement is a war against crime, and human rights are merely obstacles thrown in the path of the police by lawyers and NGOs. In fact, violations of human rights ––78–––– police only make the already challenging task of law enforcement ––– 79––– . When the law enforcer ––– 80––– the lawbreaker, the result is an assault on human dignity, on the law itself and on all institutions of public authority.

    (G. Kalajdziev, et al. www.humanrights.dk. Adaptado.)
  • A expressão bend the rules, no trecho – And to secure his conviction, it is necessary to “bend the rules” a little. –, equivale, em português, a
  • 10 - Q15772.   Matemática - Nível Médio - Aluno Oficial - APMBB - VUNESP - 2012
  • Antônio, João e Carlos apostaram em um jogo de cara ou coroa: uma moeda é lançada sucessivamente e o jogo termina no primeiro vencedor. Antônio vence na primeira vez que saírem 2 caras seguidas, João vence na primeira vez que saírem 2 coroas seguidas e Carlos vence quando sair uma cara seguida de uma coroa. As probabilidades de Antônio, João e Carlos ganharem são, respectivamente,