Questões de Concursos Analista de Controle Externo

Resolva Questões de Concursos Analista de Controle Externo Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 34634.   Direito Processual Civil - Nível Superior - Analista de Controle Externo - TCE RJ - FEMPERJ - 2012
  • Quanto ao tema mandado de segurança, é correto afirmar que:
  • 2 - Questão 39665.   Conhecimentos Específicos - Controle Externo - Nível Superior - Analista de Controle Externo - TCE GO - FCC - 2014
  • Integram o Tribunal de Contas do Estado de Goiás, nos termos da Lei no 16.168/2007 (com alterações posteriores):

    I. Plenário, Câmaras, Presidência, Vice-presidência.
    II. Assessoria Jurídica, Secretaria de Informática, Secretaria de Fiscalização e Controle.
    III. Corregedoria Geral; Conselheiros, Auditores.
    IV. Secretaria Diretoria Geral, Secretaria de Administração, Corpo Técnico e Serviços Auxiliares.
    V. Ministério Público junto ao Tribunal de Contas, Serviços Técnicos e Administrativos.

    Está correto o que consta APENAS em
  • 3 - Questão 39693.   Direito Constitucional - Nível Superior - Analista de Controle Externo - TCE GO - FCC - 2014
  • Um terço dos Ministros do Tribunal de Contas da União será escolhido
  • 4 - Questão 39657.   Legislação Estadual - Legislação Estadual de Goiás - Nível Superior - Analista de Controle Externo - TCE GO - FCC - 2014
  • Marta, funcionária pública estadual, é interessada em processo administrativo. Em razão da idade de Marta, 67 anos, o processo tramita com prioridade processual. Considerando que Marta é casada com João, que não possui filho bem como que ela faleceu semana passada ainda com o processo em curso, a prioridade de tramitação processual
  • 5 - Questão 34641.   Direito Tributário - Nível Superior - Analista de Controle Externo - TCE RJ - FEMPERJ - 2012
  • Segundo a doutrina, a expressão “exclusão do crédito tributário” deve ser interpretada no sentido de impedimento de sua constituição. Sobre o tema, é correto afirmar que:
  • 6 - Questão 39661.   Legislação Estadual - Legislação Estadual de Goiás - Nível Superior - Analista de Controle Externo - TCE GO - FCC - 2014
  • Antônio, servidor público do Estado de Goiás, e sem antecedentes em seu histórico funcional, faltou com a verdade no exercício de suas funções, por má-fé. Nos termos da Lei Estadual nº 10.460/1988, a ação disciplinar para a imposição da respectiva penalidade, tendo em vista a infração funcional praticada por Antônio, prescreverá em
  • 7 - Questão 39654.   Legislação Estadual - Legislação Estadual de Goiás - Nível Superior - Analista de Controle Externo - TCE GO - FCC - 2014
  • Considere:

    I. Casamento, até 8 dias consecutivos.
    II. Licença para tratamento de saúde até o limite máximo de 36 meses.
    III. Convocação para o serviço militar.
    IV. Exercício de mandato eletivo federal, estadual ou municipal.

    De acordo com Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado de Goiás, considera-se como de efetivo exercício, além dos dias feriados ou em que o ponto for considerado facultativo, os afastamentos indicados APENAS em
  • 8 - Questão 39696.   Direito Constitucional - Nível Superior - Analista de Controle Externo - TCE GO - FCC - 2014
  • Considere:

    I. Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás.
    II. Juiz Federal.
    III. Advogado legalmente habilitado.
    IV. Cidadão de notável saber jurídico e reputação ilibada.

    De acordo com a Constituição Federal, poderão fazer parte da composição do Conselho Nacional de Justiça os indicados em
  • 9 - Questão 34602.   Controle Externo - Nível Superior - Analista de Controle Externo - TCE RJ - FEMPERJ - 2012
  • A apreciação das contas do Executivo é procedimento jurídico-constitucional composto, que exige a integração de procedimentos ocorrentes tanto no interior do Tribunal de Contas (técnico-opinativo) quanto no legislativo competente para julgá-las (avaliação política). Sobre o tema, assinale a alternativa correta:
  • 10 - Questão 39710.   Português - Nível Superior - Analista de Controle Externo - TCE GO - FCC - 2014
  • Não surpreende que, em todo lugar, esteja em curso uma corrosão do sono, dada a dimensão do que está economicamente em jogo.

    Já em meados do século XVII, a incompatibilidade do sono com noções modernas de produtividade passou a ser notada. Descartes, Hume e Locke foram apenas alguns dos filósofos que apontavam para a sua irrelevância na busca do conhecimento.

    Última das “barreiras naturais", para usar a expressão de Marx, à completa realização do capitalismo "24 horas", o sono não pode ser eliminado. Mas pode ser arruinado e despojado, e existem métodos e motivações para destruí-lo.

    Pesquisas recentes mostram que cresce exponencialmente o número de pessoas que acordam uma ou mais vezes durante a noite para verificar mensagens ou informações. Uma figura de linguagem recorrente e aparentemente inócua é o sleep mode [modo de hibernação], inspirada nas máquinas. A ideia de um aparelho em modo de consumo reduzido e de prontidão transforma o sentido mais amplo do sono em mera condição adiada ou diminuída de operacionalidade.

    O dano ao sono é inseparável do atual desmantelamento da proteção social em outras esferas. Estado mais privado e vulnerável de todos, o sono depende crucialmente da sociedade para se sustentar. Um dos exemplos vívidos da insegurança do estado de natureza no Leviatã de Thomas Hobbes é a vulnerabilidade de um indivíduo adormecido diante dos inúmeros perigos de cada noite. Assim, uma obrigação rudimentar dos membros da comunidade é oferecer segurança para os que dormem, não apenas contra perigos reais, mas - igualmente importante - contra a ansiedade e temores que geram.

    Diversos pressupostos fundamentais a respeito da coesão das relações sociais se aglutinam em torno da questão do sono - na reciprocidade entre vulnerabilidade e confiança, entre exposição e proteção.


    (Adaptado de: Revista Piauí. Ed. 96, 09/14)

    A flexão do verbo destacado encontra justificativa no segmento sublinhado em: