Questões de Arquivista - Exercícios para Concurso com Gabarito

Questões de Arquivista com Gabarito. Exercícios para Concurso com Atividades Resolvidas e Comentadas. Teste seus conhecimentos com Perguntas e Respostas Grátis!

1 Questão 14199 | Arquivologia, Arquivista, INFRAERO, FCC, Ensino Superior, 2011

Segundo Heloísa Bellotto, se o arquivo permanente visa a atender ao pesquisador, pode parecer paradoxal que o arranjo seja baseado na configuração administrativa. Para a autora, o uso de critério temático, nesse processo,

2 Questão 683007 | Legislação Estadual, Arquivista, AL GO, IADES, Ensino Médio, 2019

Quanto ao processo administrativo disciplinar e à respectiva revisão, nos termos da Resolução n° 1.073/2001, assinale a alternativa correta.

3 Questão 349545 | Arquivologia, Arquivos Permanentes, Arquivista, MDS, CESPE, 2006

Julgue os itens seguintes, com relação às atividades de descrição arquivística.

É chamado de guia o instrumento de pesquisa em que estão reunidos e organizados registros e informações relativos a um tema ou período, presentes em fundos, grupos, séries ou coleções pertencentes a uma ou mais instituições de arquivo.

4 Questão 426123 | Direito Constitucional, Administração Pública, Arquivista, DPU, CESPE, 2010

A respeito dos princípios e normas que regem a administração pública brasileira, assinale a opção correta.

5 Questão 351033 | Arquivologia, Gerenciamento da Informação e Gestão de Documentos, Arquivista, ENAP, ESAF, 2006

Foi localizada na sede de um órgão público uma massa documental acumulada sem organização e sem indicação de procedência. O setor de documentação do referido órgão assumiu a responsabilidade de identifi car, tratar e definir o destino da documentação. Com base no conhecimento arquivístico sistematizado, julgue os itens referentes aos procedimentos de organização.

( ) Para atender ao princípio de proveniência, deverá ser feita a identificação dos fundos de arquivo que compõem a massa documental.

( ) Será necessário proceder ao levantamento da produção documental do órgão para subsidiar o trabalho de organização.

( ) Para a classificação dos documentos referentes à área financeira, poderá ser utilizado o código da Resolução n.14 do CONARQ.

( ) Em se tratando de documentos de órgãos públicos do poder executivo federal, caberá ao Arquivo Nacional receber a documentação para avaliação e seleção do acervo.

A quantidade de itens corretos é igual a

6 Questão 48756 | Arquivologia, Arquivista, Ministério do Esporte, CESPE, Ensino Superior, 2008

         Em 1989, por ocasião da II Conferência Européia de Arquivos, Francis Blouin falou sobre o crescente interesse dos arquivistas europeus e norte-americanos em retomar e adaptar a diplomática aos documentos modernos. Como recomendação dessa conferência, foi estabelecido que o desenvolvimento de uma moderna diplomática seria promovido por meio da pesquisa sobre a tipologia de documentos e os procedimentos de criação de documentos das instituições contemporâneas. 

Rosely Rondinelli. Gerenciamento arquivístico de documentos eletrônicos. Rio de Janeiro: FGV, 2002, p. 45-6. (com adaptações).

Tendo como referência o texto acima, julgue os itens a seguir, que se referem a tipologias documentais e suportes físicos.
 
Atas, termos, apostilas e autos de infração são documentos classificados como atos de assentamento.

7 Questão 2140 | Arquivologia, Arquivista, Eletrobrás, Ensino Superior

Norma internacional que temo objetivo básico de registro de autoridade arquivística e que descreve entidades de natureza diversas:

8 Questão 14173 | Português, Arquivista, INFRAERO, FCC, Ensino Superior, 2011

Texto associado.
Os anônimos

 Na história de Branca de Neve, a rainha má consulta o seu espelho e pergunta se existe no reino uma beleza maior do que a sua. Os espelhos de castelo, nos contos de fada, são um pouco como certa imprensa brasileira, muitas vezes dividida entre as necessidades de bajular o poder e de refletir a realidade. O espelho tentou mudar de assunto, mas finalmente respondeu: “Existe". Seu nome: Branca de Neve.
     A rainha má mandou chamar um lenhador e instruiu-o a levar Branca de Neve para a floresta, matá-la, desfazer-se do corpo e voltar para ganhar sua recompensa. Mas o lenhador poupou Branca de Neve. Toda a história depende da compaixão de um lenhador sobre o qual não se sabe nada. Seu nome e sua biografia não constam em nenhuma versão do conto. A rainha má é a rainha má, claramente um arquétipo, e os arquétipos não precisam de nome. O Príncipe Encantado, que aparecerá no fim da história, também não precisa. É um símbolo reincidente, talvez nem a Branca de Neve se dê ao trabalho de descobrir seu nome. Mas o personagem principal da história, sem o qual a história não existiria e os outros personagens não se tornariam famosos, não é símbolo de nada. Ele só entra na trama para fazer uma escolha, mas toda a narrativa fica em suspenso até que ele faça a escolha certa, pois se fizer a errada não tem história. O lenhador compadecido representa dois segundos de livre-arbítrio que podem desregular o mundo dos deuses e dos heróis. Por isso é desprezado como qualquer intruso e nem aparece nos créditos.
     Muitas histórias mostram como são os figurantes anônimos que fazem a história, ou como, no fim, é a boa consciência que move o mundo. Mas uma das pessoas do grupo em que conversávamos sobre esses anônimos discordou dessa tese, e disse que a entrada do lenhador simbolizava um problema da humanidade, que é a dificuldade de conseguir empregados de confiança, que façam o que lhes for pedido.

(Adaptado de Luiz Fernando Verissimo, Banquete com os deuses)
Transpondo-se para a voz passiva a frase Um figurante pode obscurecer a atuação de um protagonista, a forma verbal obtida será:

9 Questão 50440 | Arquivologia, Administração de Arquivos, Arquivista, MPOG, CESPE, Ensino Superior, 2015

A respeito das políticas públicas de arquivo, julgue o item a seguir.

Uma das competências do Conselho Nacional de Arquivos é implementar a política nacional de arquivos públicos e privados.

10 Questão 48748 | Arquivologia, Arquivista, Ministério do Esporte, CESPE, Ensino Superior, 2008

A gestão de documentos originou-se da impossibilidadede se lidar, de acordo com moldes tradicionais, com as massascada vez maiores de documentos produzidos pelas administraçõespúblicas americanas e canadenses. Assim, com base nas soluções apontadas por comissões governamentais nomeadas para a reforma administrativa dos Estados Unidos da América e do Canadá, no final da década de 1940, foram estabelecidos princípios de racionalidade administrativa a partir da intervenção nas etapas do ciclo documental. 

Maria Odila Fonseca. Informação, arquivos e instituições arquivísticas. In: Arquivo e administração. Rio de Janeiro, v. 1, n.º 1, p. 33-4, jan./jun/1998 (com adaptações).

Considerando o texto acima, julgue os itens de 21 a 34, acerca do gerenciamento da informação e da gestão de documentos aplicados aos arquivos governamentais.
 
A organização de documentos armazenados em arquivos intermediários não pode ser alterada sem o consentimento formal das unidades político-administrativas que os acumulou.