Questões de Concursos Assistente de Alunos

Resolva Questões de Concursos Assistente de Alunos Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 35467 - Legislação Federal - Nível Médio - Assistente de Alunos - IFRJ - BIO-RIO - 2015
  • De acordo com a Lei 11.892/08, são objetivos dos Institutos Federais, entre outros, os a seguir listados, EXCETO UM, que está ERRADO. Assinale-o.
  • 2 - Questão 34892 - Português - Nível Médio - Assistente de Alunos - IFAL - COPEVE-UFAL - 2011
  • No texto: “Com formato de guarda-chuva aberto, a Chrysaora hypocella pertence à classe dos cifozoários, animais celentrados, da classe Scyphozoa, aeróspedos, caracterizados por terem medusas grandes, em forma de campânula, marginadas por tentáculos.”, a função de linguagem predominante é 
  • 4 - Questão 12611 - Pedagogia - Nível Médio - Assistente de Alunos - UFRN - 2015
  • Na UFRN, segundo o regulamento dos cursos regulares de graduação, existe a categoria denominada “alunos especiais de graduação”. Em relação a esses estudantes, é correto afirmar:
  • 5 - Questão 35476 - Atendimento - Nível Médio - Assistente de Alunos - IFRJ - BIO-RIO - 2015
  • O atendimento presencial é uma situação comunicacional de grande impacto junto ao usuário e os instantes iniciai do atendimento são fundamentais para que uma imagem positiva da organização seja construída e mantida. Em relação ao atendimento presencial, avalie se as afirmativas a seguir são falsas (F) ou verdadeiras (V):

    - O visitante tem a expectativa de ser atendido por pessoas capazes de fornecer informações sobre o assunto do seu interesse; assim, devemos ouvir atentamente a descrição do serviço solicitado.
    - O visitante deve ser atendido com ética, respeito, imparcialidade, sem discriminações, com justiça e colaboração, mas devemos manter diferença de tratamento em razão da condição cultural, social e física do visitante, ou seja, devemos tratar de modo desigual ao desiguais.
    - O atendente representa, para o visitante, a imagem da organização. Assim, o atendimento deve ocorrer de forma personalizada, buscando-se sempre a satisfação do visitante. 

    As afirmativas são respectivamente:
  • 6 - Questão 35447 - Português - Nível Médio - Assistente de Alunos - IFRJ - BIO-RIO - 2015
  • ENTREVISTA

    PERGUNTA – O que nos dá o direito de submeter outros seres vivos indefesos ao sofrimento em pesquisas médicas?
    RESPOSTA – O fato de que existe um meio termo entre abusar dos animais e acreditar que eles não devem ser usados em pesquisas de maneira nenhuma. E não é preciso ser médico, ou estar envolvido nas pesquisas, para pensar assim. O caso do Dalai Lama, um líder espiritual que não come carne, é interessante nesse aspecto. Ele afirma que devemos tratar os animais com respeito e que não devemos explorá-los. Especificamente em resposta à experimentação animal, ele já disse que as perdas são de curto prazo, mas os benefícios de longo prazo são muitos. Se surgir a necessidade de sacrificar um animal, afirma o Dalai Lama, devemos fazê-lo com empatia, causando o mínimo de dor possível. Menciono o Dalai Lama como um exemplo de que é possível desenvolver um raciocínio ético a respeito deste assunto, compatível inclusive com outras formas de respeito à vida animal, como o vegetarianismo.

    PERGUNTA – Há quem diga que o único motivo por que os cientistas se preocupam com o bem-estar dos animais é porque o estresse e o sofrimento alteram o resultado das pesquisas. É assim que os cientistas agem?
    ENTREVISTADO – Penso que os cientistas são pessoas extremamente morais. Em nosso laboratório, por exemplo, os cientistas tratam os animais como indivíduos muito especiais. Passamos muito tempo cuidando deles, pois vivemos da pesquisa de animais. Nós nos certificamos de que eles estão confortáveis e suas necessidades, supridas. As instalações nas quais a maioria dos animais de pesquisas são acomodados são muito superiores às dos animais de estimação.

    A entrevista acima é realizada com Michael Conn, que defende a ideia do uso de cobaias nos laboratórios como essencial ao progresso da medicina.
  • “Ele afirma que devemos tratar os animais com respeito e que não devemos explorá-los. Especificamente em resposta à experimentação animal, ele já disse que as perdas são de curto prazo, mas os benefícios de longo prazo são muitos. Se surgir a necessidade de sacrificar um animal, afirma o Dalai Lama, devemos fazê-lo com empatia, causando o mínimo de dor possível. Menciono o Dalai Lama como um exemplo de que é possível desenvolver um raciocínio ético a respeito deste assunto...".
    Entre as formas verbais sublinhadas, aquela que não corresponde a um infinitivo, mas sim ao futuro do subjuntivo, é:
  • 7 - Questão 34818 - Pedagogia - Nível Médio - Assistente de Alunos - IFPI - FUNRIO - 2014
  • Para Perrenoud (1996) “a totalidade do funcionamento de uma escola faz parte do currículo real”. Isso contribui para formar os alunos de maneira deliberada ou involuntária. Então, a administração da escola ocorre
  • 8 - Questão 35448 - Português - Nível Médio - Assistente de Alunos - IFRJ - BIO-RIO - 2015
  • ENTREVISTA

    PERGUNTA – O que nos dá o direito de submeter outros seres vivos indefesos ao sofrimento em pesquisas médicas?
    RESPOSTA – O fato de que existe um meio termo entre abusar dos animais e acreditar que eles não devem ser usados em pesquisas de maneira nenhuma. E não é preciso ser médico, ou estar envolvido nas pesquisas, para pensar assim. O caso do Dalai Lama, um líder espiritual que não come carne, é interessante nesse aspecto. Ele afirma que devemos tratar os animais com respeito e que não devemos explorá-los. Especificamente em resposta à experimentação animal, ele já disse que as perdas são de curto prazo, mas os benefícios de longo prazo são muitos. Se surgir a necessidade de sacrificar um animal, afirma o Dalai Lama, devemos fazê-lo com empatia, causando o mínimo de dor possível. Menciono o Dalai Lama como um exemplo de que é possível desenvolver um raciocínio ético a respeito deste assunto, compatível inclusive com outras formas de respeito à vida animal, como o vegetarianismo.

    PERGUNTA – Há quem diga que o único motivo por que os cientistas se preocupam com o bem-estar dos animais é porque o estresse e o sofrimento alteram o resultado das pesquisas. É assim que os cientistas agem?
    ENTREVISTADO – Penso que os cientistas são pessoas extremamente morais. Em nosso laboratório, por exemplo, os cientistas tratam os animais como indivíduos muito especiais. Passamos muito tempo cuidando deles, pois vivemos da pesquisa de animais. Nós nos certificamos de que eles estão confortáveis e suas necessidades, supridas. As instalações nas quais a maioria dos animais de pesquisas são acomodados são muito superiores às dos animais de estimação.

    A entrevista acima é realizada com Michael Conn, que defende a ideia do uso de cobaias nos laboratórios como essencial ao progresso da medicina.
  • “...ele já disse que as perdas são de curto prazo, mas os benefícios de longo prazo são muitos”. Nesse segmento do texto há a presença de uma figura de linguagem denominada:
  • 9 - Questão 34825 - Pedagogia - Nível Médio - Assistente de Alunos - IFPI - FUNRIO - 2014
  • As bases filosóficas e o contexto histórico dos modelos de gestão surgiram na 1ª e na 2ª Revolução Industrial. Na 1ª fase observou-se a primazia do setor têxtil, pioneiro na mecanização. Na segunda houve uma grande diversificação fabril, sendo rapidamente criadas e difundidas novas tecnologias produtivas. Com isso, o conhecimento passou a ser difundido. Os primeiros estudiosos estavam longe de serem cientistas sociais ou filósofos, porque eram na realidade, homens práticos que procuraram soluções nas organizações que se dirigiam. Os pensadores que foram fundamentais para alcançarmos a abordagem cultural da administração são:
  • 10 - Questão 23508 - Pedagogia - Nível Médio - Assistente de Alunos - CEFET RJ - CESGRANRIO - 2014
  • A indisciplina no contexto escolar, de acordo com Garcia (1999), está relacionada a fatores internos ou externos à escola. Entre as razões internas estariam, por exemplo, as condições de ensino e aprendizagem, a natureza do currículo, as características dos alunos, os modos de relacionamento estabelecidos entre alunos e professores, e o próprio sentido atrelado à escolarização. Entre os fatores externos destacam-se a violência social e os conflitos psicológicos causados por ela, a influência da mídia e o ambiente familiar dos alunos.

    GARCIA, J. Indisciplina na escola: uma refexão sobre a dimensão preventiva. Revista Paranaense de Desenvolvimento, Curitiba, n. 95, p. 101-108, jan./abr. 1999.

    As Instituições Escolares, enquanto espaço de formação e de convívio coletivo, têm definidas, em seus documentos, as normas e orientações que colaboram com a disciplina escolar.

    Nesse sentido, a disciplina tem uma função principal, qual seja: