Questões de Concursos Assistente de Laboratório

Resolva Questões de Concursos Assistente de Laboratório Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 35125.   Enfermagem - Nível Fundamental - Assistente de Laboratório - IFBA - FUNRIO - 2016
  • Lavar as mãos com água e sabão, através de técnica adequada, objetiva remover mecanicamente a sujeira e a maioria da flora transitória da pele. Assim, assinale a opção que NÃO está de acordo com as boas normas de biossegurança para a lavagem das mãos num laboratório.
  • 2 - Questão 35084.   Direito Administrativo - Nível Fundamental - Assistente de Laboratório - IFBA - FUNRIO - 2016
  • De acordo com a Constituição Federal de 1988, a administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá, dentre outros, ao princípio de 
  • 5 - Questão 34934.   Raciocínio Lógico - Nível Fundamental - Assistente de Laboratório - IFMG - FCM - 2016
  • Carlos, servidor público federal, pregoeiro de determinado órgão público, consentiu com a aquisição de um determinado bem por um preço dez vezes superior ao de mercado. Isso ocorreu porque o servidor, por um descuido, não realizou previamente a pesquisa de preços, logo, ficou sem uma referência dos valores praticados pelo referido objeto. Neste sentido, é possível afirmar que Carlos
  • 6 - Questão 35126.   Enfermagem - Nível Fundamental - Assistente de Laboratório - IFBA - FUNRIO - 2016
  • Assinale a opção correta quanto aos riscos de contaminação biológica.
  • 7 - Questão 35083.   Direito Administrativo - Nível Fundamental - Assistente de Laboratório - IFBA - FUNRIO - 2016
  • De acordo com a Constituição Federal de 1988, a administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá, dentre outros, ao princípio de 
  • 8 - Questão 35071.   Português - Interpretação de Textos - Nível Fundamental - Assistente de Laboratório - IFBA - FUNRIO - 2016
  • A questão tomará por base a seguinte crônica, de Jolivaldo Freitas, publicada no sítio de notícias “Bahia Já” em 09/06/2015: 

    Salvador no seu Dog Day Afternoon:    o dia em que a capital da Bahia parou

          Não se trata do filme estrelado por Al Pacino (Dog Day Afternoon) datado de 1975. É que ontem foi um dia de cão para qualquer pessoa que precisou sair de casa a qualquer hora para trabalhar, namorar, correr de marido enciumado, visitar o médico, precisando de atendimento de emergência, se divertir, buscar o filho na escola, ir atrás da mulher para ver com quem ela está saindo, visitar obras, comprar tempero, procurar emprego ou ter reunião.
          A cidade estava mais caótica do que nunca e não se pode acusar os rodoviários. Eles desta vez não estavam levando sua greve particular para o meio da rua. (...) A cidade estava uma piração só e todos os seus problemas viários, toda a sua falta de mobilidade que caracteriza uma espécie de labirinto grego em dias normais, foram aditivados pela chuva chata que caía sobre todos os bairros, sem nem aparecer uma nesguinha de azul ou um raíto del sol. Dei sorte porque no dia anterior mandei ajeitar o ar-condicionado do carro e havia colocado uns jazz no pen-drive. Fui dirigindo e ouvindo música, fazendo de conta que estava a passeio numa cidade bucólica.
          (...) Imagine que fiz um trajeto de maluco e ficando ainda mais louco ouvindo as estações de rádio. Eu havia saído da Barra e ia pegar o Bonocô quando ouvi que a via estava congestionada e virei para a Vasco da Gama, quando fiquei sabendo pelo locutor que estava parada e voltei para o Bonocô e já ia pegando a BR em direção à Luiz Eduardo quando o motoqueiro da Metrópole falou para Bocão que estava tudo parado e virei em direção ao Iguatemi. Foi quando atentei que menos lenta era mesmo a Luiz Eduardo e lá fiquei cercado de carro e olhando a chuva no para-brisa.
          Todo mundo pegou trânsito ruim na Paralela, Imbuí, Tancredo Neves, ACM, orla e até na Federação. Saí às nove horas da manhã, tive uma reunião de apenas hora e meia e cheguei em casa às quatro da tarde com a coluna lenhada e as pernas inchadas. Perguntei a um policial o que estava acontecendo na cidade e ele me disse que a Transalvador estava com algum tipo de operação no viaduto Raul Seixas. Eu pensei: do jeito que a cidade tem ficado o pessoal da Transalvador está fumando a mesma coisa que o “Maluco Beleza” fumava.

    (Fonte: www.bahiaja.com.br/jolivaldofreitas/cronicas/coluna/2015/06/09/salvador-no-seu-dog-day-afternoon,4463,0.html) – adaptado 
  • O autor se mostra razoavelmente conformado ao volante de seu carro e diz que teve sorte, pois mandara ajeitar o arcondicionado do veículo e levava um pen-drive com jazz para ficar ouvindo música. Imaginou então que “estava a passeio numa cidade bucólica”. Isso significa que o enunciador
  • 9 - Questão 35101.   Conhecimentos Específicos - História e Geografia de Estados e Municípios - Nível Fundamental - Assistente de Laboratório - IFBA - FUNRIO - 2016
  • Foi na Bahia, entre __________________ e ________________, que a frota de Pedro Álvares Cabral ancorou, no ano de 1500, marcando o descobrimento do Brasil pelos europeus e a celebração da primeira missa, na praia da Coroa Vermelha, feita por frei Henrique Soares de Coimbra.

    Quais os nomes das duas cidades que devem preencher corretamente as lacunas?
  • 10 - Questão 34947.   Química - Nível Fundamental - Assistente de Laboratório - IFMG - FCM - 2016
  • Em relação às propriedades gerais dos ácidos, sais e bases, considere as afirmativas:

    I- Sais são substâncias iônicas que apresentam pelo menos um cátion diferente de H+ e pelo menos um ânion diferente de OH-.
    II- O ácido deixa o indicador, papel de tornassol, azul.
    III- A força de interação iônica de uma base independe do grau de solubilidade em água que ela apresenta.

    Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s)