Questões de Concursos Auditor de Controle Externo

Resolva Questões de Concursos Auditor de Controle Externo Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Q10787.   Informática - Programação - Nível Superior - Auditor de Controle Externo - TCM GO - INSTITUTO CIDADES - 2012
  • Para realizar a declaração de uma variável tipo texto nas linguagens de programação Delphi e Java usamos, respectivamente, os comandos:
  • 2 - Q39748.   Direito Administrativo - Nível Superior - Auditor de Controle Externo - TCE MS - PUC-PR - 2013
  • Na hipótese de um procedimento licitatório que contém regra contrária ao princípio da isonomia e restringe a competitividade, qual será a consequência?
  • 3 - Q40139.   Auditoria - Auditoria Governamental - Nível Superior - Auditor de Controle Externo - TCE PI - FCC - 2014
  • Considerando que cabe ao Estado promover a justiça, a segurança e o bem-estar social, o objetivo prioritário da Auditoria Governamental é
  • 5 - Q39758.   Direito Financeiro - Nível Superior - Auditor de Controle Externo - TCE MS - PUC-PR - 2013
  • A fim de minimizar insuficiências de tesouraria, é preciso buscar o equilíbrio entre a receita arrecadada e a despesa realizada, o que se faz mediante
  • 7 - Q39747.   Direito Administrativo - Nível Superior - Auditor de Controle Externo - TCE MS - PUC-PR - 2013
  • Em relação ao processo judicial, em caso de improbidade administrativa que importe enriquecimento ilícito, cause prejuízo ao erário ou atente contra os princípios da Administração Pública, é CORRETO afirmar que:
  • 8 - Q10802.   Informática - Segurança da Informação - Nível Superior - Auditor de Controle Externo - TCM GO - INSTITUTO CIDADES - 2012
  • Na criptografia de chave simétrica:
  • 10 - Q40080.   Direito Tributário - Nível Superior - Auditor de Controle Externo - TCE PI - FCC - 2014
  • Antonio, proprietário de uma loja de confecções, localizada na parte comercial mais valorizada da cidade de Teresina, efetuou, em março de 2006, a venda de roupas esportivas a um freguês no valor de R$ 500,00, deixando de emitir, deliberadamente, o documento fiscal exigido pela legislação do ICMS, mesmo sabendo que deveria emiti-lo antes da saída da mercadoria do estabelecimento.
    Não houve, portanto, a atividade de lançamento por homologação.
    O freguês saiu da referida loja com a mercadoria, mas sem portar o documento fiscal.
    A fiscalização estadual piauiense, realizando seus trabalhos no estabelecimento comercial de Antonio, em setembro de 2012, encontrou provas da ocorrência da referida venda e da falta de emissão de documento fiscal para documentá-la.

    Com base nessas informações e na disciplina do Código Tributário Nacional acerca dessa matéria, a fiscalização piauiense