Questões de Biomédico - Exercícios para Concurso com Gabarito

Questões de Biomédico com Gabarito. Exercícios para Concurso com Atividades Resolvidas e Comentadas. Teste seus conhecimentos com Perguntas e Respostas Grátis!

1 Questão 386180 | Biologia, Biomedicina, Biomédico, Secretaria Estadual de Saúde RN, COMPERVE, 2018

A enterobiose é uma parasitose intestinal muito comum em todo o mundo, atingindo de 11 a 20% da população, sendo mais frequente em crianças pequenas. É causada pelo Enterobius vermicularis, um verme fusiforme que possui menos de 15 mm de comprimento. A transmissão ocorre pela água, alimentos, poeira ou objetos contaminados que são levados a boca. O método de escolha para o seu diagnóstico e a forma parasitária a ser localizada são, respectivamente,

3 Questão 382896 | Biologia, Biomedicina, Biomédico, Secretaria Estadual de Saúde RN, COMPERVE, 2018

O fenômeno de prozona ocorre quando existe uma relação desproporcional entre as quantidades de antígenos e anticorpos presentes na reação não treponêmica da sífilis, gerando resultados falso-negativos. O fenômeno ocorre principalmente nas amostras de pessoas com sífilis secundária. A maneira de identificar a prozona é

4 Questão 62421 | Medicina, Clínica Médica, Biomédico, EBSERH, Ensino Superior, 2018

A propósito dos testes de urina, julgue o item que se segue.

A necessidade de realização da sedimentoscopia é dispensada caso se utilizem tiras reagentes, uma vez que estas são capazes de qualificar ou quantificar parâmetros como densidade, pH, proteínas, glicose, cetonas, urobilinogênio, bilirrubina, hemoglobina, nitrito e leucócitos.

5 Questão 62433 | Medicina, Biomédico, EBSERH, Ensino Superior, 2018

Julgue o item subsequente, a respeito da virologia médica.

O mosquito Aedes aegypti adquire o vírus da dengue ao picar um indivíduo virêmico ou ao recebê-lo, por transmissão, de uma geração de mosquitos para outra.

6 Questão 384185 | Biologia, Biomedicina, Biomédico, EBSERH, CESPE, Ensino Superior, 2018

No que tange a procedimentos e a diversos equipamentos utilizados em laboratórios clínicos, julgue os itens seguintes. A cromatografia é um método de separação em que, quanto maior a interação do composto com a fase estacionária, menor será o tempo de eluição.

8 Questão 382081 | Biologia, Práticas Laborais, Biomédico, Prefeitura de Ipojuca PE, CESPE, 2009

Atualmente, nota-se um aumento na procura por consulta ginecológica com o objetivo de se realizar a prevenção ou o diagnóstico precoce de algumas formas de câncer. Considerando as características do câncer de colo uterino e as técnicas laboratoriais utilizadas no seu diagnóstico, julgue os itens que se seguem.

O exame de Papanicolau é o método de escolha para o diagnóstico de mioma uterino.

9 Questão 686565 | Português, Interpretação Textual, Biomédico, UFTM, UFTM, Ensino Médio, 2019

Texto associado.
A saúde mental dos jovens brasileiros: Como prevenir?


            A ocorrência de vários suicídios de adolescentes em curto espaço de tempo não é um fenômeno restrito à atualidade. No século 18, um famoso livro, Os Sofrimentos do Jovem Werther, tornou-se um marco do Romantismo e uma febre entre os jovens. Nele conta-se a história de um adolescente que vive uma paixão impossível por uma mulher na casa dos trinta anos. 
                A estratégia adotada pelo autor do livro, Johann Wolfgang von Goethe – ele deixou para o exame do leitor as cartas trocadas pelo casal de amantes –, fez a narrativa parecer muito crível. Adolescentes passaram a se matar vestidos como nas ilustrações do livro, tendo-o em mãos e usando o mesmo método letal – um tiro de pistola. Ensinado nos cursos de Jornalismo, o Efeito Werther acabou por reforçar o tabu social de evitar o assunto, e nada se publicava sobre suicídio. 
            Os tempos mudaram. Nos dias atuais, a internet tornou-se a nova ameaça a angariar jovens para a morte. O suicídio é assunto nas redes sociais virtuais e seriados, caso do 13 ReasonsWhy, que gira em torno do suicídio de uma adolescente. Mas, com certeza, a natureza do suicídio juvenil da atualidade muito se distancia dos suicídios românticos [no quesito literatura] de três séculos atrás. O que estaria acontecendo? Como compreender melhor esse fenômeno? Como evitar que jovens vulneráveis o cometam? 
                Precisamos conversar sobre isso, pois a mortalidade por suicídio vem crescendo no Brasil. Diariamente, 32 pessoas tiram a própria vida, segundo estatísticas do Ministério da Saúde. De 2005 a 2016, de acordo com os últimos dados oficiais disponíveis, o suicídio de adolescentes entre 10 e 14 anos aumentou 31%; e entre aqueles que estão na faixa dos 15 aos 19 anos o aumento é de 26%. Na população indígena, há uma tragédia silenciosa: metade do elevado número de suicídios é cometido por adolescentes. 
                No espectro do comportamento autoagressivo, o suicídio é a ponta de um iceberg. Estima-se que o número de tentativas de suicídio supere o de suicídios em pelo menos dez vezes. O grau variável da intenção letal é apenas um dos componentes da tentativa de tirar a própria vida. O ato também representa uma comunicação, que pode funcionar como denúncia, grito de socorro, vingança ou a fantasia de renascimento. Por isso, ideias, ameaças e tentativas – mesmo aquelas que parecem calculadas para não resultarem em morte – devem ser encaradas com seriedade, como um sinal de alerta a indicar sofrimento e atuação de fenômenos psíquicos e sociais complexos. Não devemos banalizá-las. 
                O mundo psíquico de um adolescente está em ebulição, ainda não atingiu a maturidade emocional. Há maior dificuldade para lidar com conflitos interpessoais, término de relacionamentos, vergonha ou humilhação e rejeição pelo grupo social. A tendência ao imediatismo e à impulsividade implica maior dificuldade para lidar com a frustração e digerir a raiva. Perfeccionismo e autocrítica exacerbada, problemas na identidade sexual, bem como bullying, são outros fatores que se combinam para aumentar o risco. 
                Um adolescente pode ter centenas de likes na rede social virtual, mas pouquíssimos, ou nenhum, seres humanos reais com quem compartilhar angústias. O mundo adulto, como um ideal cultural alcançável por pequena parcela de vencedores, fragiliza a autoestima e a autoconfiança de quem precisa encontrar o seu lugar em uma sociedade marcada pelo individualismo, pelo exibicionismo estético, pela satisfação imediata e pela fragilidade dos vínculos afetivos. 
                Quando dominados por sentimentos de frustração e desamparo, alguns adolescentes veem na autoagressão um recurso para interromper a dor que o psiquismo não consegue processar. Quando o pensar não dá conta de ordenar o mundo interno, o vazio e a falta de sentido fomentam ainda mais o sofrimento, fechando-se assim um círculo vicioso que pode conduzir à morte. Nos suicídios impulsivos, a ação letal se dá antes de haver ideias mais elaboradas capazes de dar outro caminho para a dor psíquica. O ato suicida ocorre no escuro representacional, como um curto-circuito, um ato-dor. 
                Há, também, os suicídios que se vinculam a transtornos mentais que incidem na adolescência, como a depressão, o transtorno afetivo bipolar e o abuso de drogas. Diagnóstico tardio, carência de serviços de atenção à saúde mental e inadequação do tratamento agravam a evolução da doença e, em consequência, o risco de suicídio. 
               Pensamentos suicidas são frequentes na adolescência, principalmente em épocas de dificuldades diante de um estressor importante. Na maioria das vezes, são passageiros; por si só não indicam psicopatologia ou necessidade de intervenção. No entanto, quando os pensamentos suicidas são intensos e prolongados, o risco de levar a um comportamento suicida aumenta. 
              Prevenção do suicídio entre os adolescentes não quer dizer evitar todos os suicídios, e sim uma só morte que possa ser evitada, a do adolescente que está ao seu lado. O que fazer? De modo simplificado, sugerimos três passos. Memorize o acrônimo ROC: Reparar no Risco, Ouvir com atenção, Conduzir para um atendimento. A prevenção do suicídio, ainda que não seja tarefa fácil, é possível. Não podemos silenciar sobre a magnitude e o impacto do suicídio de adolescentes em nossa sociedade. Não todas, mas considerável porção de mortes pode ser evitada. 

(BOTEGA, Neury José. A saúde mental dos jovens brasileiros: Como prevenir? - Adaptado. Disponível em https://www.sescsp.org.br/online/ artigo/12517_A+SAUDE+MENTAL+DOS+JOVENS+BRASILEIROS . Acessado em 03/01/2019)
Tendo em vista que, no texto, algumas expressões têm a função de acrescentar uma explicação ao conteúdo de outras, assinale a opção em que o primeiro trecho apresentado é uma explicação do segundo:

10 Questão 476315 | Farmácia, Analise Clínica, Biomédico, Prefeitura de Buíque PE, IPAD, 2006

No que concerne à preparação de meios de cultura para fins diagnósticos, assinale a alternativa incorreta:

';