Questões de Concursos Indigenista Especializado

Resolva Questões de Concursos Indigenista Especializado Grátis. Exercícios com Perguntas e Respostas. Provas Online com Gabarito.

  • 1 - Questão 42531.   Direitos Humanos - Programa Nacional de Direitos Humanos - Nível Superior - Indigenista Especializado - FUNAI - ESAF - 2016
  • Os descimentos de índios no Estado do Grão-Pará e Maranhão nos séculos XVII e XVIII foram empreendidos principalmente por:
  • 2 - Questão 42508.   Direitos Humanos - Nível Superior - Indigenista Especializado - FUNAI - ESAF - 2016
  • Ainda são poucos os esforços de valorização do patrimônio cultural constituído pela diversidade linguística indígena do Brasil. Expressão disso são os pouquíssimos municípios que possuem uma ou mais línguas indígenas co-oficiais, além do Português. Entre estes municípios não está:
  • 3 - Questão 42530.   Direitos Humanos - Programa Nacional de Direitos Humanos - Nível Superior - Indigenista Especializado - FUNAI - ESAF - 2016
  • O surgimento dos movimentos indígenas no Brasil foi estimulado inicialmente pela
  • 4 - Questão 42510.   Direitos Humanos - Nível Superior - Indigenista Especializado - FUNAI - ESAF - 2016
  • Em relação à sociodiversidade nativa que existiu e existe hoje no Brasil, assinale a afirmação incorreta.
  • 5 - Questão 42519.   Direitos Humanos - Nível Superior - Indigenista Especializado - FUNAI - ESAF - 2016
  • Segundo a definição adotada pelo governo brasileiro, sociobiodiversidade é a relação entre bens e serviços gerados a partir de recursos naturais, voltados à formação de cadeias produtivas de interesse de povos e comunidades tradicionais (incluindo indígenas) e de agricultores familiares. Nesse sentido, o Governo Federal tem implementado ações voltadas à promoção dos produtos da sociobiodiversidade na economia formal, visando as seguintes dimensões, exceto:
  • 6 - Questão 42534.   Direitos Humanos - Programa Nacional de Direitos Humanos - Nível Superior - Indigenista Especializado - FUNAI - ESAF - 2016
  • Assinale, entre as opções abaixo, aquela que indica o porquê da participação de alguns indígenas na revolta social conhecida como a Cabanagem, na então província do Grão-Pará, entre 1835 a 1840.
  • 7 - Questão 42516.   Direitos Humanos - Nível Superior - Indigenista Especializado - FUNAI - ESAF - 2016
  • Desde a criação do Ministério da Agricultura, Indústria e Comércio (MAIC), em 1906, previa-se na sua estrutura a instituição de um “serviço para catequese e civilização dos índios”. No início do século XX, em meio à polêmica pública sobre a capacidade (ou não) de evolução dos povos indígenas, o Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon propôs que se criasse uma agência indigenista do Estado, tendo por agentes delegados especiais. A ação indigenista dessa agência teria as seguintes finalidades, exceto:
  • 9 - Questão 42536.   Direitos Humanos - Programa Nacional de Direitos Humanos - Nível Superior - Indigenista Especializado - FUNAI - ESAF - 2016
  • Na história dos estudos sobre o contato interétnico entre sociedades indígenas e segmentos da sociedade nacional no Brasil, assinale, entre as opções abaixo, qual noção marcou o rompimento com os estudos de aculturação.
  • 10 - Questão 42512.   Direitos Humanos - Nível Superior - Indigenista Especializado - FUNAI - ESAF - 2016
  • Na linguagem comum, confunde-se “trabalho de campo” com etnografia. A rigor, trabalho de campo não é invenção da Antropologia nem muito menos monopólio dela. Já a etnografia – ou o método etnográfico – e a observação participante são abordagens próprias da Antropologia, que emergem e se consolidam ao longo do século XX. Se entendemos um método como uma forma de nos aproximarmos da realidade que nos propomos a estudar e entender, reconhecemos os seguintes elementos constitutivos da etnografia e da observação participante, exceto: